Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

Segurança

Paraná terá mapeamento on-line de crimes

Ferramenta desenvolvida pelo GRPCom permitirá que cidadãos ajudem a tornar públicos os lugares onde a criminalidade está concentrada

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Uma nova ferramenta na internet para aumentar a transparência das informações de crimes no Paraná será lançada, neste domingo, no site da campanha "Paz Sem Voz é Medo", do Grupo Para­naense de Comunicação (GRPCom). O Mapa do Crime será um instrumento que possibilita que o cidadão registre delitos, com a intenção de deixar os dados sobre a violência cada vez mais próximos da realidade.

O instrumento foi inspirado no sucesso de plataformas como o site "Wikicrimes", o "New York City Homicides Map" e o "Spotcrime", criados todos com o mesmo objetivo. Segundo uma das desenvolvedoras da nova ferramenta, a designer Tatiane Campos, os usuários poderão cadastrar, a cidade e o endereço onde o crime ocorreu no o Paraná. "A pessoa terá a navegação livre", afirma.

De acordo com ela, o usuário precisará apenas preencher um cadastro rápido. "Nos termos de uso estará claro que as informações pessoais do cidadão não serão abertas ou divulgadas em nenhum momento", explica.

A ideia do Mapa do Crime é que as informações atinjam um alto grau de credibilidade. Por isso, a vítima poderá indicar pessoas que tenham presenciado o crime ou que conheçam o fato para confirmar as informações postadas. Essas pessoas receberão um e-mail para confirmação das informações. Todos os casos estarão registrados em um mapa, onde os locais de crime receberão pontos coloridos, indicando quais crimes ocorreram. Será possível registrar os crimes de agressão, homicídio, furto, roubo e tráfico de drogas.

Em um segundo momento, cerca de 15 dias depois do lançamento da ferramenta, o site vai filtrar informações com mais ou menos credibilidade, separando-as com selos diferentes. Essas marcas serão os carimbos de confiabilidade das informações cadastradas.

Wikicrimes

O Mapa do Crime não é a primeira ferramenta de colaboração em massa no país. Desde sua criação, em 2008, o site Wikicrimes (wikicrimes.org) já registrou milhares de delitos no Brasil inteiro. A ferramenta tem acesso livre e foi criada também para aumentar a transparência dos dados da violência no país. Idealizado pelo doutor em inteligência artificial Vasco Furtado, professor da Universidade de Fortaleza, o site busca diminuir o número de subnotificações de crimes. De acordo com Furtado, o número de delitos não notificados é muito grande no país e a ferramenta possibilita o registro sem incômodo. "Os dados oficiais podem não condizer com a realidade. E uma forma de resolver isso é simplificar a vida das pessoas", afirma.

A ferramenta tem ainda outro objetivo. Segundo o professor, as pessoas podem utilizá-la como um serviço, recebendo e-mails sobre determinadas regiões para saber que caminho é mais seguro tomar em determinadas horas. O conteúdo pode ser acessado, inclusive, por dispositivos móveis.

O maior desafio para o Wiki­­crimes é ainda a credibilidade da informação. Apesar disso, Furtado lembra que o número de pessoas com má intenção no registro de crimes, certamente, é menor do que o de subnotificações. No Wiki­­crimes, o processo também engloba e-mails para testemunhas, para tentar aumentar a confiabilidade. O grupo de pesquisa da universidade, coordenado por Furtado, também trabalha arduamente para confirmar as informações com órgãos oficiais. Segundo ele, o site ainda compila as informações oficiais das secretarias estaduais de Segurança Pública.

* * * * *

Interatividade

Iniciativas de compartilhamento de informações sobre crimes são eficazes? De que forma podem ajudar os cidadãos?

Escreva para leitor@gazetadopovo.com.br

As cartas selecionadas serão publicadas na Coluna do Leitor.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Especiais

PUBLICIDADE