Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

futebol

Atlético confirma Fernando Diniz como novo ‘coordenador técnico geral’ do clube

O Furacão ainda divulgou a chegada de Eduardo Barros como auxiliar-técnico. O elenco atleticano se reapresenta nesta quinta-feira (4), no CT do Caju

  • Gazeta do Povo
 | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Jonathan Campos/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Atlético confirmou a contratação de Fernando Diniz. No site oficial, o clube afirmou que o treinador assumirá a função de coordenador técnico geral do clube, além do comando da equipe principal. O Furacão ainda divulgou a chegada de Eduardo Barros como auxiliar-técnico. O elenco atleticano se reapresenta nesta quinta-feira (4), no CT do Caju.

O trabalho de coordenador técnico geral compreenderá, mais do que a direção do time na Copa do Brasil, Sul-Americana e Brasileiro, o desafio de interligar as diversas categorias do clube. E implementar uma cultura técnica e tática em todas as equipes, da principal até os conjuntos mais jovens.

O treinador chegou ao Rubro-Negro como plano B do clube. Mario Celso Petraglia, presidente do Conselho Deliberativo do Furacão, apostava todas as fichas no acerto com o craque holandês Clarence Seedorf e estava disposto a pagar salário de nível internacional para o ex-atleta.

>> PARANAENSE 2018: confira a tabela do Estadual

>> MERCADO DA BOLA: acompanhe o vai e vem de atletas nos principais clubes brasileiros

As conversas entre clube e o ex-jogador estavam avançadas e Seedorf estava praticamente certo com o Furacão. Entretanto, o cartola desistiu de esperar pela resposta e acertou rapidamente a vinda de Diniz.

Ex-jogador com passagens por Corinthians, Palmeiras, Flamengo e Cruzeiro, o mineiro também defendeu o Paraná, em 1999. Tornou-se técnico no Votoraty, em 2009 e voltou ao Tricolor, no novo cargo, em 2015. Na carreira à beira do gramado, ficou marcado como um treinador inventivo, porém, de temperamento explosivo. Em 2017, dirigiu o Audax-SP.

Na saída da Vila Capanema, Diniz chegou a afirmar que havia sido traído. “É uma decepção gigantesca. A decepção foi pela traição. Não esperava. Em nenhum momento [a diretoria] teve uma conversa comigo minimamente neste sentido [de insatisfação com o trabalho]. Acho que fui traído”. No Paraná, o técnico teve aproveitamento de 47% dos pontos.

VEJA TAMBÉM:

>> COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JUNIOR: confira a tabela completa da competição

>> LIBERTADORES: veja como ficaram os grupos e os duelos da fase preliminar

>> COPA SUL-AMERICANA: veja todos os confrontos do mata-mata continental

>> COPA DO BRASIL: confira o chaveamento completo do torneio

>> MERCADO DA BOLA INTERNACIONAL: siga a janela de transferências na Europa

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE