Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

gestão

Paulo André acumula funções de zagueiro e ‘conselheiro’ de Petraglia no Atlético

Com reformulação no futebol do Furacão, Paulo André ganhou a chance de fazer sugestões no futebol do clube

  • Julio Filho
Aos 34 anos, jogador planeja migrar para os bastidores do futebol quando encerrar a carreira. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Aos 34 anos, jogador planeja migrar para os bastidores do futebol quando encerrar a carreira. Albari Rosa/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A drástica reformulação sofrida pelo departamento de futebol do Atlético em 2018 abriu espaço fora de campo para o experiente zagueiro Paulo André, 34 anos.

Com o fim do Departamento de Informação de Futebol (DIF), que desde 2012 distribuía as cartas do futebol no Furacão, e a saída do gestor Paulo Autuori, coube ao presidente do Conselho Deliberativo, Mario Celso Petraglia, assumir a função de homem-forte da bola rubro-negra.

>> BRASILEIRÃO 2018: veja a tabela completa da Série A

>> COPA DO BRASIL: confira os resultados e o chaveamento completo do torneio

Diante do cenário de mudanças, Paulo André, identificado com o Atlético, ganhou liberdade para trazer sugestões ao departamento de futebol, mesmo não possuindo nenhum cargo oficial.

Internamente, dirigentes do Furacão acreditam que a experiência vitoriosa do zagueiro é valiosa. Por isso, apesar do foco principal de Paulo André seguir sendo o ofício como zagueiro, ele agora contribui em outros setores. Apesar da “consultoria” do jogador, entretanto,todas as decisões operacionais são de Petraglia.

Além do currículo vitorioso e identificação com o Furacão, pesa a favor de Paulo André seu perfil estudioso, que se destaca em relação aos demais atletas profissionais.

Formado em Educação Física e terminando o curso de Administração, o zagueiro também é pós-graduado em Gestão Esportiva na Fundação Getúlio Vargas. Além disso, foi líder do movimento de atletas Bom Senso F.C, que cobrava melhorias na gestão do futebol nacional e disparava críticas à Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Em setembro de 2017, ele chegou a cogitar a aposentadoria ao final da temporada, mas acabou renovando seu contrato com o Furacão até o fim de 2018.

VEJA TAMBÉM:

>> PARANAENSE 2018: confira os próximos jogos e a classificação do Estadual

>> SÉRIE B: confira a tabela completa da Segundona

>> LIBERTADORES: veja como ficaram os grupos e os duelos da fase preliminar

>> COPA SUL-AMERICANA: veja todos os confrontos do mata-mata continental

>> MERCADO DA BOLA: acompanhe o vai e vem de atletas nos principais clubes brasileiros

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE