Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

impasse

Rusga entre Petraglia e agente de Seedorf complica situação de revelação do Atlético

Meio-campista Marcos Bahia, com passagens pela seleção brasileira de base, é uma das principais revelações do Furacão nos últimos anos

  • Julio Filho
Marcos Bahia, do Atlético, em ação pela seleção brasileira no Mundial sub-17 | Getty Images / FIFA.com
Marcos Bahia, do Atlético, em ação pela seleção brasileira no Mundial sub-17 Getty Images / FIFA.com
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A negociação frustrada do Atlético com o astro holandês Clarence Seedorf deve incidir diretamente na saída de uma das principais promessas recentes da base atleticana, o volante Marcos Bahia, 17 anos.

O impasse entre clube e jogador vem desde o ano passado, mas agora se agravou. Por causa disso, o jogador foi até mesmo cortado do time atleticano que disputa a Copa São Paulo de Futebol Júnior. Em 2017, ele foi um dos principais destaques da seleção brasileira sub-17 no Mundial da categoria, disputado na Índia.

>> PARANAENSE 2018: confira a tabela do Estadual

O jovem é agenciado pela OTB Sports, mesma empresa que representa Seedorf e com a qual o presidente do Conselho Deliberativo rubro-negro, Mario Celso Petraglia, entrou em dura rota de colisão, na última segunda-feira (9).

Em nota oficial no site do clube, Petraglia criticou Bruno Paiva, filho do ex-jogador Mário Sérgio e um dos sócios da OTB, chamando o agente de “parasita” e alegando que este teria cobrado uma “comissão exorbitante” para fechar a negociação.

Em seguida, na mesma nota, Petraglia afirmou que Paiva estaria “agindo para impedir a profissionalização do garoto Marcos Bahia, que por conta da formação de excelência recebida, chegou até a seleção brasileira sub-17”.

Ainda segundo o cartola, Paiva estaria influenciando Bahia a esperar completar 18 anos, em junho deste ano, para deixar o clube por um baixo valor, pois possui apenas contrato de formação.

Procurado pela reportagem, Paiva não respondeu aos questionamentos acerca da situação de Marcos Bahia no CT do Caju. Antes, o agenciador havia retrucado Petraglia, também via nota oficial, dizendo que o dirigente tem “perfil ditador” e está “gagá”.

Sidcley e Weverton

A OTB Sports é ainda responsável pelas carreiras do goleiro Weverton, que trocou o Atlético pelo Palmeiras após não renovar contrato com o Furacão, e do lateral-esquerdo Sidcley, que chegou a receber uma sondagem do Galatasaray-TUR, mas permanece no Atlético.

Na nota oficial em que ataca a OTB, Petraglia citou ambos os atletas, alegando que a empresa “contou possivelmente com o auxílio de um ex-funcionário, o Sr. Pedro Zall, que atuou no clube e hoje também pertence ao grupo OTB Sports”.

VEJA TAMBÉM:

>> MERCADO DA BOLA: acompanhe o vai e vem de atletas nos principais clubes brasileiros

>> COPA SÃO PAULO DE FUTEBOL JUNIOR: confira a tabela completa da competição

>> LIBERTADORES: veja como ficaram os grupos e os duelos da fase preliminar

>> COPA SUL-AMERICANA: veja todos os confrontos do mata-mata continental

>> COPA DO BRASIL: confira o chaveamento completo do torneio

>> MERCADO DA BOLA INTERNACIONAL: siga a janela de transferências na Europa

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE