Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

libertadores

Só pedreira: veja os possíveis adversários do Atlético nas oitavas da Libertadores

  • Atualizado em às
Torcida atleticana fez festa no Chile | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Torcida atleticana fez festa no Chile Jonathan Campos/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O Atlético se garantiu nas oitavas de final da Libertadores depois da heroica vitória sobre a Universidad Católica, no Chile . Como terminou em segundo lugar na chave 4, atrás do San Lorenzo-ARG, o Furacão enfrentará um dos oito primeiros colocados da fase de grupos, que serão definidos por sorteio marcado para o dia 14 de junho. A chance do Rubro-Negro pegar um brasileiro é grande, já que são cinco equipes nacionais: Botafogo, Santos, Palmeiras, Grêmio e Atlético-MG. Os outros três classificados são argentinos: River Plate, Lanus e San Lorenzo.

TABELA: confira os resultados e a classificação dos grupos da Libertadores

A mudança no regulamento é uma novidade da Conmebol na Libertadores. Nos últimos anos, os melhores primeiros colocados enfrentavam os piores segundos de cada grupo. Mas nesta edição, todos os confrontos serão sorteados. No pote 1, ficam os líderes de cada grupo. Já no pode 2, estarão os segundos colocados, sendo possível até que as equipes do mesmo grupo se enfrentem nas oitavas, se assim for definido no sorteio.

No pote 2 estão: Atlético, Barcelona de Guayaquil-EQU, The Strongest-BOL, Emelec-EQU, Jorge Wilstermann-BOL, Godoy Cruz-ARG, Nacional-URU e Guaraní-PAR.

Os critérios de desempate e a ordem do mandante seguem as mesmas: os primeiros colocados decidem o segundo jogo em casa. Portanto, independente do adversário, o Furacão jogará o primeiro jogo em casa. Porém, existe a chance do Atlético não jogar na Arena da Baixada. A partida de ida do mata-mata está prevista inicialmente para julho (entre os dias 4 e 6), data que coincide com os jogos da Liga Mundial de Vôlei que serão realizadas no estádio. O Rubro-Negro quer a alteração da data e tem como aliado os clubes argentinos.

O critério de gols como visitante em caso de empate no placar agregado será mantido, exceto na decisão. Entretanto, outra alteração foi o fim da obrigatoriedade de confrontos entre clubes do mesmo país nas quartas de final e na semifinal. Nesta edição, por exemplo, será possível novamente possível ter uma final brasileira como em 2005, entre São Paulo e Atlético, que terminou com o vice-campeonato rubro-negro.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE