PUBLICIDADE
Desfile da Gucci na Semana de Moda de Milão |
Desfile da Gucci na Semana de Moda de Milão
Campanha

Candidatos de Maringá firmaram compromisso para o tratamento do lixo

A assinatura aconteceu durante o Fórum Lixo & Cidadania; entre os oito candidatos apenas Pupin não compareceu ao evento

O Fórum Intermunicipal Lixo & Cidadania reuniu os candidatos à prefeitura de Maringá para responder a questões relativas ao gerenciamento de resíduos sólidos urbanos bem como ouvir suas propostas e projetos para o gerenciamento ambiental para a cidade. Entre os oito candidatos, Carlos Roberto Pupin (PP) foi o único a não comparecer ao evento promovido pela Arquidiocese de Maringá.

Os candidatos que participaram do Fórum tiveram nove minutos para responder a duas perguntas que lhes foram previamente encaminhadas e na sequência apresentar seus planos relativos ao tratamento do lixo na cidade. A ordem foi escolhida por sorteio.

O coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Proteção ao Meio Ambiente, o procurador de Justiça, Saint Clair Honorato Santos, lembrou que a iniciativa do Fórum Lixo & Cidadania é um espaço de articulação da sociedade em relação ao meio ambiente. “É um momento cívico e importante para o que é de interesse da comunidade”, frisou.

O promotor do Trabalho Fabio Aurélio da Silva Alcure, que integra o Fórum, acredita que a iniciativa em ouvir aos candidatos a prefeitura da cidade oferece a oportunidade da sociedade cobrar atitudes do eleito. “Neste momento acendeu-se uma discussão ampla sobre o tema e com a iniciativa a sociedade pode cobrar resultados daquele que for eleito suscitando o compromisso firmado em documento”, afirmou.

Roselaine Mendes Ferreira, 28 anos, desde muito nova começou o trabalho com catadora de material reciclável. Há três teve conhecimento do movimento de catadores e hoje é coordenadora estadual. Sobre a iniciativa do evento, Roselaine afirmou que é importante saber quais são as propostas dos candidatos. “É um direito dos coletores de materiais recicláveis saber o que futuro prefeito ou prefeita têm para a categoria. A nossa maior busca é por melhores condições e possibilidades”, lembrou.

Propostas

Representando o candidato Dr. Batista (PMM), sua vice-prefeita, professora Lira Belotti (PMM), foi a primeira a responder às perguntas e expor o plano de governo do partido. Segundo a professora, a primeira ação a ser tomada é a reestruturação do processo de coleta seletiva. “Iremos rever o processo de coleta seletiva e expandir para todos os bairros da cidade e apoiar de forma ampla as cooperativas de catadores”, disse.

O candidato Alberto Abraão (PV) foi o segundo a falar. Para é preciso diminuir o ritmo de consumo. “Precisamos mudar a cultura de necessidade de consumo. Temos que trabalhar a reciclagem de forma plena o que falta é estímulo à população para a reciclagem”, ressaltou.

Abolir a terceirização do lixo e pagar às cooperativas um valor apropriado pelo material que for coletado e processado, estas são as propostas da candidata Devora Paiva (PSol), que também firma que deve acontecer o envolvimento da população. “Acreditamos na conscientização da população para participar do processo de reaproveitamento do material que pode ser reciclável”.

Hércules Ananias, candidato do PSDC à prefeitura garantiu que se eleito sua administração será compromissada em resolver as questões relativas ao lixo na cidade. “Muitas administrações tentaram chegar à uma solução, mas nada de concreto foi realmente feito. Temos que mudar essa realidade”, garantiu.

O candidato Wilson Quinteiro (PSB) falou sobre a necessidade de audiências públicas e leis que apontam para desdobramentos possíveis de serem realizados. “Acredito na responsabilidade compartilhada e ações de gestão para criar uma cidade sustentável e criativa do ponto de vista ambiental”.

Enio Verri (PT), ao responder às perguntas e apontar sua estratégia de governo para a destinação do resíduo sólido indicou que o primeiro passo é a educação. “Vamos pensar primeiro em como ensinar e mostrar a importância da reciclagem e criar oportunidades para os trabalhadores das cooperativas de reciclagem para desenvolverem seus trabalhos de forma digna e com mais valor”, defendeu.

A última pelo sorteio foi a candidata Maria Iraclézia (DEM), que afirmou que o melhor caminho é dialogar para chegar à uma conclusão. Garantiu que em seu governo vai estimular as cooperativas de reciclagem. “Hoje falta incentivo para as cooperativas. Iremos apoiá-las para que se tornem cada vez mais profissionais e aumentem as possibilidades de reciclagem de materiais”.

Ao final do evento os candidatos assinaram uma carta compromisso elaborada pelo Fórum para o cumprimento de leis e normas existentes relativas ao tratamento do lixo.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO