Aírton Cordeiro

Fechar
PUBLICIDADE
Aírton Cordeiro

Aírton Cordeiro + VER MAIS COLUNISTAS

Aírton Cordeiro

Fim de campeonato

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Chega ao fim o Campeonato Paranaense no próximo Atletiba. Não existe favoritismo. O tempo nos ensinou que no mais importante clássico estadual sempre existem episódios diferenciados. No primeiro jogo da decisão o colunista não viu uma confrontação de grande qualidade. O empate foi mais consequência das falhas dos dois times. Só isso basta para dizer que as emoções escassas desanimaram os torcedores presentes ao estádio.

O certame foi fraco, equipes formadas sem preocupação com qualidade. O dinheiro anda curto e os jogadores ao alcance da maioria dos clubes são tenicamente frágeis. Por evidentes razões eleitorais a diretoria da FPF procurou atribuir maior valor aos times do interior, muitos controlados por agentes que atuam no mercado de jogadores. O peso dos clubes como Coritiba, Atlético e Paraná é o mesmo das pequenas equipes de cidades do interior. Uma distorção consagrada há muitos anos no processo eleitoral da Federação.

Ainda bem que a decisão entre Atlético e Coritiba sacode as torcidas, mesmo que as emoções não sejam tão intensas como em outras decisões. A vantagem do Coritiba estará representada pela presença majoritária dos seus torcedores. Serão mais de vinte mil. O Atlético, no máximo, terá dez por cento da carga total de ingressos.

Das duas equipes a que está mais organizada é o Coritiba. Com melhor elenco e um time mais eficiente, graças ao trabalho competente do setor de futebol, considero o Coritiba com tênue vantagem sobre o aguerrido Atlético e as soluções surpreendentes do técnico Carrasco. Sorte nossa que houve empate no primeiro jogo eliminando provável e possível discussão sobre o saldo de gols nos jogos decisivos. Só no futebol do Paraná o regulameno do estadual tem um erro diferente em cada campeonato.

Que os contendores do clássico devolvam ao público a alegria perdida com tanta mediocridade que vimos ao longo da competição.

Ação popular

O ex-vereador de Pitanga Roseval Petrechem tem uma solução para a retomada pela municipalidade de um pedaço do terreno do Pinheirão: ação popular de iniciativa de qualquer comum do povo.

Lembra Petrechem que em Pitanga houve a reversão de área doada pela prefeitura e que não cumpriu sua finalidade. A Justiça decidiu pela retomada do terreno.

Vozes do Paraná

O jornalista Aroldo Murá lança na próxima terça-feira o quarto volume da coletânea que biografa personalidades da sociedade paranaense. O evento ocorre no Solar do Rosário (beleza de casa cultural) das 19 às 23 h.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

últimas colunas de Aírton Cordeiro

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais