Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE
Intervalo

Intervalo + VER MAIS COLUNISTAS

Intervalo

Desilusão paranista

  • carlos Eduardo vicelli – carlosv@gazetadopovo.com.br
 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Desilusão paranista

Renê Bernardi, sócio da empresa Base, que por quatro anos administrou o Ninho da Gralha – centro de treinamento do Paraná –, está deixando o mundo do futebol desiludido. Sem conseguir revelar nenhum nome de expressão no período, o empresário do ramo da construção civil não quer mais se envolver com o mundo da bola.

Rigores da lei

Bernardi, que tirou os principais nomes do Tricolor de alguns campeonatos para que não ficassem expostos a empresários, prega uma mudança radical na Lei Pelé. Segundo ele, com a extinção do passe, os representantes dos boleiros transformaram o ambiente em um “mundo cão, fazendo chantagens e subvertendo as relações dos meninos com os clubes”.

Um verniz no Couto Pereira

Vilson Ribeiro de Andrade, presidente do Coritiba, pro­­mete anunciar em até 30 dias um pacotão de novidades para o Couto Pereira. O diri­­gente não entra em detalhes. Mas, nos bastidores, espe­­cula-se que existe uma gran­­de possibilidade de, enfim, o estádio ser fechado com a construção do terceiro anel no setor da Rua Mauá. “Já existe até investidor ga­­ran­­tido”, disse ele, na semana passada, em entrevista à Rádio Transamérica.

Ao Coxa o que é do Coxa

Na mesma entrevista, Vilson Ribeiro de Andrade disse que, desde que assumiu o Coritiba, no começo de 2010, multiplicou por três a parti­­cipação do clube nos direitos federativos dos jo­­gadores da categoria de base. “Passamos de uma média de 20% para cerca de 60%”, revelou.

Baier e Carrasco 1

O meia Paulo Baier elogiou o técnico Juan Ramón Car­­rasco em entrevista à Rádio 98 FM, na terça-feira. Se­­gundo ele, uma das me­­lhorias no CT do Caju desde que o uruguaio assumiu a equipe é que os trei­­nos estão sendo rea­­liza­­dos em apenas um pe­­ríodo. Na maioria das vezes, apenas pela manhã, liberando os jogadores no período da tarde.

Baier e Carrasco 2

A única reclamação de Baier em relação a Carrasco é relacionada ao não pagamento das dívidas. O jogador revelou que costuma ficar treinando cobranças de falta após os treinamentos. Metido a habilidoso, o ex-meia da seleção uruguaia tem desafiado o armador para ver quem acerta mais bolas no gol.

Baier e Carrasco 3

Ainda de acordo com Baier, o treinador não venceu nenhum duelo, perdendo várias caixas de vinho. “Ele não paga mesmo, mas vou continuar cobrando”, contou o jogador, rindo.

A Cunha...

Presidente da Comissão para a Copa 2014 da Câ­mara de Curitiba, o vereador Pedro Paulo (PT) elogiou o trabalho de Mario Celso Cunha (PSB) à frente da secretaria estadual relacionado ao Mundial mas, mesmo assim, não deixou de criticar a declaração do político – em 2010, em reunião no Conselho Deliberativo do Atlético, Cunha sugeriu que o clube poderia ter perdoada a dívida caso pegasse do governo federal dinheiro para reformar a Arena para a Copa.

... O que é de Cunha

“Como secretário estadual ele tem agido bem, tem cumprido o seu papel. Mas uma declaração como essa tem de ser corrigida, sob pena de que o processo todo fique em suspensão. Ainda mais em um momento em que a diretoria do Atlético tem de garantir a vinda desses recursos”, declarou Pedro Paulo.

Furacão

A Liga Retrô, loja especializada em uniformes antigos de clubes, lançou uma camisa (foto) que co­­memora o título de campeão paranaense de 1949 do Atlético, apelidado de Furacão por causa da cam­­panha avas­­saladora – 11 vitórias nas primeiras 11 partidas e 49 gols marcados. A camisa é feita em tecido 100% algodão e custa R$ 119,90. Mais informações no site www.ligaretro.com.br.

A redenção no papel

Mario Celso Cunha (foto) usou a edição de quarta-feira (21) da Gazeta do Povo como uma espécie de redenção. Tudo por causa da reporta­­gem em que o Atlético se solidarizava ao secretário, que vinha sendo bastante cobrado por ter sugerido, em 2010, que o Atlético não precisaria pagar por um possível empréstimo do BNDES para reformar a Arena. O trunfo usado por ele marcou uma reviravolta na situação, já que o polí­­tico vinha criticando o mesmo jornal por ter revelado a polêmica no domingo passado.

* * * * *

Colaboração: Ana Luzia Mikos e Cícero Bittencourt.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

últimas colunas de Intervalo

PUBLICIDADE