Assinaturas Classificados
Assinaturas

Copa das Confederações

Publicidade
Copa das Confederações

Brasil é campeão com vitória arrasadora sobre Espanha

Com 3 a 0, seleção não deu chances aos campeões mundiais na final da Copa das Confederações no Maracanã. Fred e Neymar foram os destaques

30/06/2013 | 20:55 |
  • Comentários

Com direito a uma bela atuação em campo e placar elástico no Maracanã, o Brasil derrotou a Espanha por 3 a 0, neste domingo, e conquistou o tetracampeonato da Copa das Confederações. Os gols da seleção foram marcados por Fred, aos 2 minutos do primeiro e aos 2’ do segundo tempo, e por Neymar, aos 43’ da etapa inicial.

O título foi construído numa atuação de gala da seleção comandada por Felipão. Melhor em campo, não deixou os espanhóis jogar e contou com o oportunismo da dupla Fred e Neymar para conquistar a vitória. A determinação do time foi reconhecida pela torcida, que lotou as arquibancadas do Maracanã e desde o momento da execução do hino nacional deu mostras de que jogaria junto com o time durante os 90 minutos de jogo.

Baixe o pôster do Brasil, campeão da Copa das Confederações
A vitória teve um sabor ainda mais especial, por ser num dia especial ao futebol brasileiro, na data em que se comemora os 11 anos da conquista do pentacampeonato mundial, num time também comandado pelo técnico Luiz Felipe Scolari.

Com a conquista, o Brasil tenta a retomada de seu prestígio no futebol mundial, que foi gradativamente diminuída desde a conquista do penta. De lá para cá, antes do título desta noite, o time verde-amarelo venceu duas vezes a Copa América (2004 e 2007) e duas vezes a Copa das Confederações (2005 e 2009), mas caiu nas quartas de final dos dois Mundiais seguintes.

Como plus, o Brasil comemora a conquista da Copa das Confederações sobre a atual campeã mundial e uma das favoritas para a Copa de 2014. Desde a Copa de 2006, na Alemanha, a Espanha não levava três gols em um jogo oficial – nas oitavas de final do Mundial, perdeu para a França por 3 a 1.

Este é o quarto título brasileiro na Copa das Confederações, o maior vencedor do torneio. Antes havia vencido em 1997, 2005 e 2009. Agora, em terras brasileiras, veio o tetracampeonato e o peso de tentar quebrar um tabu: nunca o campeão da Copa das Confederações foi campeão do Mundo no ano seguinte.

O jogo

A partida começou com o roteiro perfeito para a seleção brasileira. Logo aos 2 minutos, na primeira jogada de ataque, Hulk cruzou da direita, Fred errou o cabeceio, mas mesmo caído o atacante conseguiu tirar a bola de Casillas e marcar 1 a 0 para o Brasil.

O gol deu tranquilidade ao time brasileiro, que criava as melhores chances no campo ofensivo e explorava bem as jogadas no contra-ataque. Aos 7, Neymar tentou o passe para Marcelo, a bola sobrou com Fred que passou para Oscar, ele chutou bem e a bola passou perto. Cinco minutos depois foi a vez de Paulinho tentar encobrir o goleiro espanhol, que se recuperou e conseguiu a defesa.

A Espanha tinha dificuldades em impor seu toque de bola e chegou com perigo pela primeira vez apenas aos 19’: Iniesta chutou de fora da área e Júlio César espalmou. Pouco depois, aos 31’, Neymar tocou para Fred livre de marcação, mas Casillas fez outra boa defesa.

A melhor chance espanhola veio aos 40 minutos, numa jogada de contra-ataque que Pedro recebeu frente a frente para Júlia César, tocou tirando do goleiro, mas o zagueiro David Luiz salvou em cima da linha e jogou a bola para escanteio.

A resposta brasileira veio em grande estilo, em forma de gol. Aos 43 minutos, em outro contra-ataque verde-amarelo, Oscar e Neymar tabelaram e o camisa 10 acertou um belo chute para fazer 2 a 0 para o Brasil.

O segundo tempo começou para o Brasil da mesma forma que o primeiro. Logo aos 2 minutos, Fred recebeu na esquerda de Neymar e bateu de primeira, para fazer o terceiro gol do Brasil.

Aos 8’, Marcelo derrubou Navas na área a arbitragem marcou o pênalti, que Sergio Ramos chutou à direita do gol, para fora.

O Brasil chegou com perigo novamente aos 13’, quando Neymar lançou Hulk, mas Casillas fez a defesa e na sequência Alba fez o corte. Cinco minutos depois, Neymar tocou para Marcelo, mas ele errou na finalização e a bola foi pela linha de fundo.

A situação espanhola em campo, que já era complicada, ficou pior a partir dos 22’, quando Piqué cometeu a falta em Neymar e foi expulso. Aos 26’, Iniesta levantou na área, Villa dominou e tocou com Sergio Ramos, que chutou mal e perdeu a chance de diminuir o placar.

Aos 37’ o Brasil perdeu outra chance de ampliar, com Jô, que arrancou em velocidade, mas preferiu o chute e Casillas fez a defesa.

A campanha

O Brasil venceu e convenceu nesta Copa das Confederações. Em cinco partidas pelo torneio, a seleção venceu todos os jogos, marcou 14 gols e sofreu apenas 3. Fred, com 5 gols, foi o artilheiro brasileiro, seguido por Neymar, com 4 gols.

Relembre os jogos do título brasileiro:

1ª rodada – Brasil 3 x 0 Japão
2ª rodada – Brasil 2 x 0 México
3ª rodada – Brasil 4 x 2 Itália
Semifinal – Brasil 2 x 1 Uruguai
Final – Brasil 3 x 0 Espanha



      • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
      • QUEM MAIS COMENTOU
      Publicidade
      Publicidade
      «

      Onde e quando quiser

      Tenha a Gazeta do Povo a sua disposição com o Plano Completo de assinatura.

      Nele, você recebe o jornal em casa, tem acesso a todo conteúdo do site no computador, no smartphone e faz o download das edições da Gazeta no tablet. Tudo por apenas R$ 69,30 por mês no plano anual.

      SAIBA MAIS

      Passaporte para o digital

      Só o assinante Gazeta do Povo Digital tem acesso exclusivo ao conteúdo do site, sem nenhum custo adicional ou limite.

      Navegue com seu celular ou baixe todas as edições no tablet - um novo jeito de ler jornal onde você estiver.

      CLIQUE E FAÇA PARTE DESSE NOVO MUNDO

      »
      publicidade