Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Vandalismo

Ônibus são alvo de vandalismo após derrota do Brasil

Pelo menos cinco ocorrências foram registradas pela prefeitura da capital e pela PM

  • Atualizado em às
No Sítio Cercado, o ônibus da linha Bairro Novo estava parado em um ponto quando seis pessoas subiram e tentaram atear fogo com os passageiros dentro |
No Sítio Cercado, o ônibus da linha Bairro Novo estava parado em um ponto quando seis pessoas subiram e tentaram atear fogo com os passageiros dentro
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Ônibus são alvo de vandalismo após derrota do Brasil

Após o fim do jogo entre Brasil e Alemanha, a Polícia Militar e a prefeitura de Curitiba receberam informações sobre vandalismo contra ônibus na capital.

De acordo com o balanço divulgado pelo Centro de Controle Operacional da Urbs, foram registrados 15 ocorrências em diferentes pontos da cidade. A PM, por sua vez, afirma que registrou entre 12 e 15 chamados e seis ocorrências. Todos os casos ocorreram entre o intervalo e o fim da partida.

Segundo o balanço, a maioria das ocorrências é de pedras arremessadas contra ônibus, com quebra de vidraças dos coletivos. Em três casos houve tentativa de incêndio: um ônibus da linha Pinheirinho/ Fazenda Rio Grande, próximo ao Ceasa (foi uma tentativa de assalto); um ônibus da linha Bairro Novo, próximo ao terminal Sitio Cercado, e um ônibus da linha jardim Holandês, em Piraquara. Nos três casos, o incêndio foi contido por populares.

No Sítio Cercado, o ônibus da linha Bairro Novo estava parado em um ponto quando seis pessoas subiram. Um integrante do grupo jogou gasolina e ateou fogo com os passageiros ainda dentro do ônibus. A cobradora do coletivo foi assaltada - os bandidos levaram R$ 40. O assaltante se queimou e foi levado por um amigo ao Hospital Evangélico. Quando a polícia chegou, o motorista do ônibus foi levado ao hospital e reconheceu o assaltante, que será preso em flagrante. Ninguém mais se feriu. De acordo com a PM, o caso ocorreu antes do fim do jogo.

Outras duas linhas foram alvo de apedrejamento após o jogo do Brasil contra a Alemanha. No final da linha Nossa Senhora da Luz, um ônibus teve vidros apedrejados. Um caso semelhante aconteceu na Linha Gramados, que lida os terminais Capão Raso e Sítio Cercado. No terminal do Cabral, segundo a prefeitura, suspeitos teriam arrancado o alçapão de um ônibus.

Na Cidade Industrial de Curitiba (CIC), um rapaz teria tentado atear fogo em um ônibus, mas acabou se queimando. De acordo com a PM, ele foi encaminhado ao hospital. A polícia ainda não tem mais detalhes sobre o caso.

Informações preliminares ainda apontam para vandalismo em um ônibus da linha Fazenda Rio Grande perto da Ceasa de Curitiba. A Polícia Militar ainda realiza atendimento às ocorrências e deve informar nas próximas horas os problemas causados pelo vandalismo.

Por causa da violência após o jogo do Brasil, o prefeito de Curitiba Gustavo Fruet publicou no Twitter que autorizou a Guarda Municipal a tomar medidas de repressão contra o vandalismo.

"Não se trata de nenhum tipo de manifestação e não se pode admitir vandalismo por causa da derrota. Toda responsabilidade e serenidade", afirmou o prefeito.

Em sua página no Facebook, por volta das 20h30, a Prefeitura de Curitiba afirmou que a situação foi controlada na cidade, sem a necessidade de uso da força.

Praça Rui Barbosa

Um princípio de tumulto começou na Praça Rui Barbosa por volta das 19 horas. Segundo comerciantes que não quiseram se identificar, três jovens começaram uma briga com outras quatro pessoas, mas depois fugiram. Nenhum prejuízo foi constatado.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE