Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

Paranaense

Coritiba espera desencantar no ataque

Última vez que os alviverdes marcaram um gol jogando em casa foi no dia 22/11. Ivo diz que quebrar esse jejum é o desafio do jogo de hoje

Bola na rede: com apenas três gols marcados no Campeonato Estadual, Coxa tem o pior ataque entre os 15 participantes |
Bola na rede: com apenas três gols marcados no Campeonato Estadual, Coxa tem o pior ataque entre os 15 participantes
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Imagine você na arquibancada do Couto Pereira. Já se vão 6 horas e 10 minutos e nada de o Coritiba fazer um gol. Para piorar, o jogo já está 3 a 0 para os adversários. A partida ainda continua hoje, às 18h30, contra o Rio Branco.

Não resta dúvida de que se trata de uma situação utópica. Mas também é fato que a última vez que o Alviverde fez um gol para a torcida ver foi no dia 22/11/08. Depois disso, perdeu por 2 a 0 para o Vasco, na despedida do Couto em 2008. Abrindo o Centenário, derrota por 1 a 0 para o Fluminense, um amistoso, e dois empates sem gols contra Iraty e Atlético, já pelo Estadual. Ivo Wortmann pegou a marca pela metade, mas a seca de quatro jogos só demonstra que a equipe ainda continua à sombra de Keirrison. Quer ver?

O jogo foi contra o Santos, na goleada por 5 a 1 pelo Brasileiro. Na ocasião, o K9 barbarizou: marcou quatro gols e se tornou o maior artilheiro do clube em uma temporada. Ao marcar o último gol daquele jogo, aos 35 minutos, chegou a marca de 40 no ano – ainda fez mais um fora de casa, contra Sport, na derrota por 4 a 3. Para encerrar, a vitória contra o Peixe garantiu o clube na Copa Sul-Americana.

“Não descarto essa possibilidade, pois substituir o Keirrison é uma responsabilidade grande e eles podem estar sentindo. Mas estamos fazendo um trabalho de virar a página, dando confiança a quem entra”, afirma Ivo Wortmann.

Para quem é supersticioso, ainda há um agravante no mau desempenho ofensivo: desde a saída do jogador, a camisa número 9 alviverde não entra em campo. Já apareceram lá na frente a 37 de Ariel, a 25 de Hugo, a 18 de Roger e até a 20 do baixinho Marcos Aurélio. Tudo na tentativa desesperada de Ivo em fazer com que o setor ofensivo funcione. Mas, até aqui, nada: o Coxa tem o pior ataque da competição, com apenas 3 gols marcados.

Tão ruim, só o lanterna Paranavaí, que balançou a rede adversária na mesma quantidade, e ainda contribuiu com o Alviverde ao sofrer um gol da equipe da capital. Na verdade, o melhor time na tabela a ser vazado pelo Coxa é o Foz, o décimo colocado. Já o Iguaçu, o outro “felizardo”, é o vice-lanterna do Estadual – posicionamentos de antes do início da rodada.

“Olha, eu não sabia desse jejum no Couto Pereira. Mas é bom, pois vou usar na preleção. Vai ser o nosso desafio contra o Rio Branco”, diz Ivo.

O técnico pede reforços com razão. A torcida pede reforços com razão. E a diretoria afirma que “está de olho no mercado”. Assim, a expectativa é que hoje a equipe desencante, para chegar com moral contra o Holanda, em Manaus, na primeira partida pela Copa do Brasil, quarta-feira. Lá, Ivo quer que o Coxa vença por dois gols de diferença para evitar o segundo jogo.

Para acreditar nisso, dependerá do time de hoje, praticamente o mesmo que mostrou bom futebol no segundo tempo contra o Paranavaí, na vitória por 1 a 0. Apenas com Pereira no lugar de Felipe e Vicente no de Guaru, ambos suspensos. Ainda há a possibilidade de Renatinho tomar a vaga de Marlos.

Na TV

Coritiba x Rio Branco, às 18h30, no Premiere.

* * * * * *

Em Curitiba

Coritiba

Vanderlei; Rodrigo Mancha, Pereira e Cleiton; Pedro Ken, Douglas Silva, Leandro Donizete, Renatinho e Vicente; Marcos Aurélio e Hugo

Técnico: Ivo Wortmann

Rio Branco

Tiago; Marquinhos, Júnior, Éverton e Digão; Edimar, Alisson, Max e Orlei; Ratinho e Wellington

Técnico: Jonas Silva

Estádio: Couto Pereira. Horário: 18h30. Árbitro: Edivaldo Elias da Silva. Auxs.: Marcos Rogério da Silva e Jean Paul Hessel Kuester

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE