Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Atlético PR

Fechar
PUBLICIDADE

Paranaense

Amadurecido, Douglas Coutinho volta para casa em busca de recomeço

Jogador revelado pelo Furacão diz ter “mudado a cabeça” após passagens discretas por Braga e Cruzeiro. Postura do atacante tem sido muito elogiada pelo técnico Paulo Autuori

Douglas Coutinho em entrevista no CT do Caju: cabeça no lugar para recomeçar. | Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
Douglas Coutinho em entrevista no CT do Caju: cabeça no lugar para recomeçar. Marcelo Andrade/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Um “novo” Douglas Coutinho está no Atlético e promete apresentar à torcida sua renovada identidade no clássico contra o Coritiba, domingo (19), às 17 horas, na Arena da Baixada, pelo Campeonato Paranaense .

Revelado pelo Furacão, Coutinho anotou 11 gols no Estadual de 2013 e obteve destaque novamente no Brasileiro do ano seguinte. No fim de 2014, teve 70% dos direitos econômicos adquiridos pelo grupo Doyen Sports, por cerca de R$ 14 milhões. No entanto, emprestado para Cruzeiro e Braga, de Portugal, esteve longe de obter sucesso e agora espera dar a volta por cima na casa onde foi forjado.

TABELA: Confira a classificação do Paranaense

“Mudei completamente minha cabeça depois dessas passagens por Cruzeiro e Braga. Aprendi bastante, cresci”, garante o carioca de 23 anos. “Está sendo meu retorno agora para casa. Não posso atropelar as coisas, querer recuperar do dia para noite. Tem de ter calma e seguir o planejamento do clube”, prossegue.

O comportamento de Coutinho já conquistou o técnico Paulo Autuori, que vem elogiando sua postura nos treinamentos.“Tenho falado bastante do Coutinho, da maneira como tem treinado, se comportado no dia a dia. É muito bom ouvir um profissional novo com um potencial enorme falando dessa maneira”, elogia. “O que ele tem falado, tem provado com atitudes. Ele vai contribuir muito para o Atlético”, completa.

CLÁSSICO ATLETIBA terá transmissão inédita pela internet

O atacante fez usa reestreia pelo Furacão na derrota por 2 a 1 para o Prudentópolis, fora de casa, no último domingo (12). Passou em branco. Contra o Coxa, ele tentará quebrar um incômodo tabu: ele não marca desde maio de 2016, quando foi às redes no empate do Cruzeiro por 2 a 2 contra o Figueirense. “Não vou entrar preocupado em marcar meu primeiro gol, que vai sair naturalmente, mas em jogar bem, recuperar minha parte física e ajudar o time”, garante.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais