Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

campeonato paranaense

Gestor do Londrina rejeita antecipar semifinal e ironiza pedido do Atlético

Gestor do Londrina, Sérgio Malucelli, bateu o pé para que a data original do segundo duelo com o Atlético seja mantida. | Antônio More/Gazeta do Povo
Gestor do Londrina, Sérgio Malucelli, bateu o pé para que a data original do segundo duelo com o Atlético seja mantida. Antônio More/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Sem acordo entre os clubes, a Federação Paranaense de Futebol (FPF) confirmou para domingo (23) o jogo de volta da semifinal do Campeonato Paranaense, entre Londrina e Atlético, no Estádio do Café. O Atlético tentou antecipar o confronto para a sexta-feira (21), feriado de Tiradentes – ou até mesmo sábado (22) –, mas esbarrou na negativa do gestor do clube adversário, Sérgio Malucelli, que pediu que a partida seja mantida para a data original.

TABELA: Confira os confrontos do Paranaense 2017

O artigo 8.º, inciso 3.º, do Regulamento Geral de Competições da FPF estabelece que os pedidos de alteração de datas das partidas devem ser efetuados com antecedência de dez dias e que, para serem confirmados, devem contar com um acordo entre os dois clubes adversários.

Nesta segunda-feira (17), a FPF confirmou o jogo para domingo, assim como Coritiba x Cianorte. Não há definição, no entanto, de horários.

“O estatuto é bem claro, tem que ter a concordância dos clubes para mudar a data. E nós não concordamos com a mudança”, garante o gestor do Londrina, Sérgio Malucelli. O mandatário da equipe do interior ainda ironizou o Atlético.

“Não entendo. O treinador do Atlético disse na semana passada que ser campeão paranaense ia manchar o currículo. Os próprios jogadores [do Atlético] disseram que não queriam nem jogar mais o campeonato”, contesta Malucelli.

“Se o campeonato não valia mais nada, por que querem agora mudar a data do jogo? O jogo vai ser no domingo”, prossegue. O dirigente cita entrevistas recentes do técnico do Furacão, Paulo Autuori, assim como dos jogadores atleticanos a respeito do Campeonato Paranaense.

O treinador afirmou no dia 7 de abril que as confusões que bagunçaram o Estadual por causa do “Caso Getterson” deixaram o campeonato tão desorganizado a ponto de ser uma vergonha no currículo de quem vencê-lo.

Já os jogadores dispararam contra disputa após a derrota contra o Flamengo, no Maracanã, pela Libertadores, na última quarta-feira (13).

Na partida de ida pela semifinal do Paranaense, vitória rubro-negra por 2 a 1, na Arena da Baixada.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE