PUBLICIDADE
Atletiba em dois momentos distintos: os rubro-negros lamentam a desvantagem da perda do pênalti de Guerrón... |
Atletiba em dois momentos distintos: os rubro-negros lamentam a desvantagem da perda do pênalti de Guerrón...
Paranaense

Lágrimas e silêncio no “luto” atleticano

Personagem central da derrota rubro-negra, Guerrón deixa o campo aos prantos. Restante do elenco é orientado a não dar entrevista

Lágrimas e silêncio no “luto” atleticano Ampliar

Enquanto o técnico Juan Ramón Carrasco ressaltou o orgulho que sentiu do elenco do Atlético mesmo após a perda do título paranaense, Guerrón deixou o campo em silêncio e aos prantos. Já o presidente do clube, Mario Celso Petraglia, seguiu a retórica dos últimos dias e apontou toda a sua artilharia, mais uma vez, em direção a uma suposta conspiração para tentar justificar o título do Coritiba. O restante dos jogadores se calou. Isso foi o que restou do Furacão após a perda do título, nos pênaltis, para o arquirrival Coritiba, ontem, no Couto Pereira.

A reclamação, aliás, começou ainda durante a partida do Couto Pereira, pela conta pessoal do dirigente no Twitter – o meio de comunicação se tornou uma espécie de veículo oficial do clube desde a posse da nova diretoria, em dezembro do ano passado.

“O si$tema [sic] existe independente do resultado! Não deveriam estar acontecendo as finais, fomos assaltados pela aldeia”, bradou o dirigente. “Chego a sentir nojo! Ainda bem que será o último estadual...”, comentou, destacando que o Furacão não deverá disputar o Campeonato Paranaense com o time principal em 2013 e sim com a equipe sub-23.

A reclamação não parou por aí. Ainda no primeiro tempo, ele seguiu bradando contra o trio co­­mandado por Adriano Milcvski.

“O auxiliar coxa Blatz [Roberto Braatz] já mostrando ao que veio! Impedimento mal marcado! Guerrón livre para marcar! Si$tema funcionando!”, escreveu, fechando a cornetagem durante o jogo. Depois disso, com o título sacramentado pelo rival, o silêncio prevaleceu no Twitter.

Dentro de campo, Car­­rasco optou por uma formação bem mais cautelosa, acrescentando um marcador a mais no meio de campo (Renan Teixeira). O time, porém, precisou resistir à pressão coxa-branca, escolhendo claramente o caminho dos pênaltis.

Guerrón

Foi então que entrou em cena o personagem negativo do clássico, do ponto de vista do torcedor rubro-negro. Na quarta cobrança, o atacante Guerrón pegou a bola e ficou frente a frente com Vanderlei. Mas o goleiro coxa-branca levou a melhor ao pular para a esquerda e parar o chute do equatoriano.

O atacante, que chegou a dizer que sonhava com o gol que faria na final, pre­­cisou ser consolado pelos companheiros de equipe logo após perder o pênalti. E depois de encerrada a partida, correu direto para o vestiário, aos prantos. Em silêncio.

Guerrón era a esperança atleticana para surpreender no clássico decisivo – ele ficou de fora do primeiro jogo da final. Na partida contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil, no meio da semana, fez um gol e deu uma assistência. Atuação que garantiu ao clube vaga nas quartas de final da competição, contra o Palmeiras – o jogo de ida ocorre na quarta-feira, às 19h30, na Vila Capanema.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO