Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

paranaense

Sequência de lesões preocupa o Atlético às vésperas de decisões no Estadual e na Libertadores

  • Daniel Zanella Especial para a Gazeta do Povo
Jonathan foi um dos jogadores do Atlético que deixou o campo lesionado. | Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Jonathan foi um dos jogadores do Atlético que deixou o campo lesionado. Jonathan Campos/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O Atlético comemorou a vitória por 2 a 1 sobre o Londrina, no jogo de ida da semifinal do Paranaense , mas a comissão técnica ganhou mais dores de cabeça por causa das contusões. No duelo com o Tubarão, na Arena, três jogadores do rubro-negro sofreram lesões musculares e precisaram ser substituídos: o lateral-direito Jonathan, o volante Rossetto e o atacante Eduardo da Silva. Este último já era desfalque certo para o jogo de volta, no Estádio do Café, pois havia recebido o terceiro cartão amarelo. Mas a presença de Jonathan e Rossetto também parece improvável.

A preocupação maior do clube, porém, é perder os atletas para a Libertadores. O time volta a campo no dia próximo dia 26: jogo decisivo contra o Flamengo, na Arena da Baixada.

“Estávamos correndo esse risco em razão da maratona de jogos de alto nível e níveis de concentração muito altos. Sabíamos que iríamos pagar um preço”, disse o auxiliar atleticano Bruno Pivetti, que substituiu Paulo Autuori à beira do gramado na segunda etapa após o técnico ser expulso.

LEIA MAIS notícias sobre o Atlético

O Furacão já havia entrado em campo com oito desfalques, cinco por falta de condição física ideal. O meia Carlos Alberto, o volante Otávio, o zagueiro Wanderson e o atacante Pablo estão no departamento médico. Lucho González também não jogou, poupado pela sequência desgastante de jogos.

“Começamos o ano em um cenário físico muito intenso”, relembrou Pivetti. “Os jogadores não estavam 100% preparados. As lesões musculares atuais podem ser explicadas por esse caminho”, opinou.

O Atlético tenta antecipar o confronto de volta com o Londrina para a sexta-feira (21) ou sábado (22). Desta forma, teria mais tempo para preparar o grupo para o jogo da Libertadores diante do Flamengo. “Temos que colocar esses jogadores [lesionados] para serem avaliados pelo departamento médico e esboçar a melhor estratégia para os próximos jogos”, completa Pivetti.

Na partida de volta contra o Londrina, o Rubro-Negro poderá contar com o retorno do goleiro Weverton, do meia Felipe Gedoz e do atacante Douglas Coutinho que cumpriram suspensão automática.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE