Coritiba

Fechar
PUBLICIDADE

Brasileirão

Marcelo Oliveira reclama da disciplina tática do Coritiba

Para o técnico, este foi um dos fatores determinantes para a derrota para o Botafogo em casa

Jogadores do Botafogo comemoram o primeiro gol  diante de Marcelo Oliveira: técnico não gostou da postura tática do Coxa |
Jogadores do Botafogo comemoram o primeiro gol diante de Marcelo Oliveira: técnico não gostou da postura tática do Coxa
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O treinador do Coritiba, Marcelo Oliveira, disse que faltou disciplina tática ao time na derrota para o Botafogo por 3 a 2 no Couto Pereira, neste domingo (27) - resultado que deixa o Coxa na lanterna da competição.

O Alviverde começou ganhando a partida, mas cedeu a virada já no primeiro tempo, com dificuldades em seu sistema defensivo. Na segunda etapa, o time tentou uma recuperação, chegou ao empate, mas foi anulado pela reação final da equipe do Rio.

“Nós erramos muito na parte técnica, pecamos por carregar demais a bola, coisa que não aconteceu antes com os mesmos jogadores em outras partidas”, diagnosticou.

Apesar disso, o técnico dividiu a culpa pela derrota com a arbitragem. Segundo ele, pelo futebol apresentado no Alto da Glória, o Verdão merecia ao menos um empate. “Merecíamos o terceiro gol, mas é possível nesse jogo entrar um pouquinho na questão da arbitragem”, criticou Oliveira, que reclamou de um pênalti não marcado e de impedimento no segundo gol do Botafogo.

Oliveira descartou a hipótese de a Copa do Brasil ter forçado um resultado negativo. O time disputa a competição em paralelo, e conquistou a classificação na semifinal na última quarta-feira (23), contra o Vitória.

"Não tem nada a ver com Copa do Brasil, estávamos mobilizados para vencer. Eu acho que foi um contra-ataque forte [do Botafogo] combinando com desatenção [do Coritiba]”, avaliou.

O goleiro Vanderlei reforçou a análise do treinador e enfatizou a importância que tiveram os equívocos do time para o saldo negativo no final da partida. “Erramos demais na marcação e proporcionamos os gols deles, que foram praticamente dados”, lamentou o arqueiro coxa.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais