Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

story
Enkontra.com
PUBLICIDADE

brasileiro

Sonhando com Libertadores, Coxa encara Atlético-GO com obrigação de vitória

Kléber, ao centro, é a grande aposta do Coxa no Brasileiro. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
Kléber, ao centro, é a grande aposta do Coxa no Brasileiro. Albari Rosa/Gazeta do Povo
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O Coritiba inicia o Brasileirão contra o Atlético-GO, nesta segunda-feira (15), às 20h, no Couto Pereira, com a promessa de brigar na parte de cima da tabela em busca de uma vaga na Libertadores.

TABELA: confira a classificação da Série A com os jogos da 1ª rodada

O clube não esconde a empolgação após o título do Paranaense, conquistado com autoridade sobre o rival Atlético. O presidente Rogério Bacellar mostrou muito otimismo e chegou a declarar que o elenco coxa-branca está “farto de craques”. “Temos plenas condições de ficar entre os primeiros”, disse o cartola na última quinta-feira (11), durante a coletiva em que efetivou Pachequinho no comando técnico.

FICHA TÉCNICA: veja como entrarão em campo Coritiba e Atlético-GO

O Coxa aposta no embalo do Estadual e na experiência de seu elenco. O atacante Alecsandro, 36 anos, foi o principal reforço apresentado para a Série A. Ele se junta a Kléber, Wilson, Anderson, Henrique Almeida, Edinho e cia.

“Antes de acertar o contrato, eu vi o elenco que o Coritiba está montando e gostei muito do projeto. Eu vim para ganhar títulos e brigar por coisas grandes. Nós podemos fazer uma grande competição”, promete o filho do ídolo alviverde Lela, que já está regularizado para estrear com a camisa alviverde.

Diante do discurso adotado, o Coxa já se vê na obrigação de vencer no Couto Pereira nesta primeira rodada. O Atlético-GO, em tese, é candidato ao rebaixamento. Atual campeão da Segundona, os goianos não estão bem em 2017: foram eliminados na semifinal do Estadual e venceram apenas seis dos 17 jogos disputados no ano.

Mas o retrospecto recente mostra que a promessa coxa-branca não será fácil de ser cumprida. Desde 2011, o clube não consegue terminar a Série A entre os 10 primeiros na classificação. Naquele ano, o Coritiba foi o melhor mandante da competição e terminou em 8º lugar.

Desde então, o fantasma da Série B assombra o Alto da Glória. São cinco anos seguidos flertando com a degola. “Tenho total confiança de que não vamos passar nem perto disso este ano. O grupo demonstrou evolução e com os reforços vai se fortalecer ainda mais”, assegura o goleiro Wilson.

Além de Alecsandro, o meia Tomas e o atacante Getterson também foram contratados para o Brasileiro. Os laterais Léo e Carleto devem ser apresentados nos próximos dias. Por outro lado, o clube perdeu o zagueiro Juninho, vendido para o Palmeiras.

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/05/14/Esportes/Imagens/Cortadas/05.14 - ficha coxa vale-kchG-U201947427300vPB-1024x1065@GP-Web.jpg

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE