Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

mata-mata

Técnico do Paraná se inspira em azarão que levou a Copa do Brasil em 2005

  • Daniel Malucelli Especial para a Gazeta do Povo
Wagner Lopes destaca vontade de vencer do grupo paranista. | Hugo Harada/Gazeta do Povo
Wagner Lopes destaca vontade de vencer do grupo paranista. Hugo Harada/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Com a vaga garantida nas oitavas de final da Copa do Brasil para enfrentar o Atlético-MG, o Paraná tem uma inspiração na busca pelo título. O técnico Wagner Lopes acredita que a campanha histórica do Paulista de Jundiaí, campeão do torneio em 2005, é um exemplo para o Tricolor.

SORTEIO: veja como ficaram todos os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil

Lopes era auxiliar do treinador Vagner Mancini quando o pequeno clube do interior paulista derrubou gigantes do futebol brasileiro e levantou a taça da disputa nacional.

“Eu tive a felicidade de participar no Paulista de Jundiaí que foi campeão e começou desta maneira. Não estou falando que nós vamos ser campeões, não é isso. Mas a vontade de vencer que tinha naquele grupo eu vejo aqui”, afirma Lopes, que trabalhou na comissão técnica da equipe de 2005 até 2010.

No caminho para o título, o Paulista deixou para trás Juventude, Botafogo, Internacional, Figueirense, Cruzeiro, e na decisão, o Fluminense. A diferença é que, na ocasião, os clubes que disputavam a Libertadores não participavam do torneio. O Paraná, na atual edição, eliminou São Bento, Bahia, ASA-AL e Vitória.

“Eu vejo semelhanças na vontade dos jogadores e na qualidade. Talentos que eu vi naquele grupo, eu vejo aqui também. Nós temos jogadores capazes de jogar em qualquer clube do Brasil. Então temos que fortalecer isso. Buscar o entrosamento e acreditar. Com confiança, nós podemos duelar com qualquer equipe do mundo”, confia o técnico paranista.

No elenco campeão do time do interior paulista estavam o goleiro Victor, hoje ídolo do Atlético-MG, o zagueiro Réver, do Flamengo, o volante Cristian, do Corinthians, e outros atletas que já passaram pelo futebol paranaense como Finazzi, ex-Atlético, e Davi, ex-Coritiba. O meia Márcio Mossoró, um dos destaques na equipe em 2005, foi contratado pelo Internacional, mas não alavancou.

O primeiro jogo do Paraná contra o Atlético-MG, pela oitavas de final, será no dia 10/5, às 21h45, na Vila Capanema. O confronto decisivo, no Independência, está marcado para as 21h45, do dia 24/5.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE