Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Primeira Liga

Chapecoense sofre com falta de entrosamento na estreia oficial em 2017

  • Gazeta do Povo
O atacante Arthur, ex-Coritiba e Paraná, tenta o lance contra o Joinville. | Guilherme Hahn/Estadão Conteúdo
O atacante Arthur, ex-Coritiba e Paraná, tenta o lance contra o Joinville. Guilherme Hahn/Estadão Conteúdo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A Chapecoense disputou nesta quinta-feira (26) a sua primeira partida oficial em 2017. Com a torcida apoiando e cantando nas arquibancadas da Arena Condá – cujo público foi de 7.145 pessoas –, o time catarinense mostrou que a reconstrução do plantel, dizimado no acidente aéreo em Medellín, no ano passado, ainda vai dar muito trabalho para o técnico Vagner Mancini. A equipe da casa encontrou dificuldade, especialmente na transição da defesa para o ataque, e não conseguiu sair do 0 a 0 com o Joinville, na rodada de abertura do Grupo C da Primeira Liga.

“A gente sente a falta de entrosamento, mas a equipe precisa aproximar um pouco mais. É uma emoção grande”, falou o lateral Diego Renan, que completava 27 anos, na saída para o intervalo. A falta de entrosamento, porém, atrapalhou os dois lados, uma vez que o Joinville também levou a campo uma formação completamente refeita em relação a 2016, tendo velhos conhecidos do futebol paranaense no elenco, como Lúcio Flávio e Bruno Batata.

O peso extra para a Chape foi emocional. A ansiedade por dar a resposta aos torcedores logo no primeiro compromisso do ano atrapalhou bastante, especialmente no início do embate. “Ansiedade atrapalhou um pouco no começo, deixamos eles jogarem mais boa parte do primeiro tempo, mas voltamos melhor nos segundo tempo, criamos boas oportunidades”, explicou Nadson, ex-jogador do Paraná.

A preocupação com a dinâmica da equipe em campo ficou evidente na entrevista do atacante Túlio de Melo. “Entrosamento é importante e está fazendo falta, mas isso não pode ser desculpa, acho que estamos muito distantes uns dos outros. Se aproximarmos mais a linha, ficarmos mais compactos, vamos levar mais perigo”, disse o experiente jogador de 31 anos.

Os outros dois clubes da chave, Cruzeiro e Atlético-MG, se enfrentam somente na quarta-feira que vem, dia 1º de fevereiro, com mando da Raposa.

Pelo Catarinense, a Chapecoense volta a campo já neste domingo (29), às 17 horas, contra o Inter de Lages. Mais uma vez, o Índio Condá joga em casa. O Joinville, por sua vez, encara o Almirante Barroso, como visitante, na mesma data e horário.

Grupo B

Na outra partida da noite pela Primeira Liga, América-MG e Ceará também ficaram no empate sem gols no Independência.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE