Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

brasileiro

G9 do Brasileirão sai do papel: saiba para quem torcer

  • Gazeta do Povo
 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

O G6 do Brasileirão, que garante vaga na Libertadores do ano que vem, pode virar G9 até o fim da temporada. A ampliação depende dos desfechos da Copa do Brasil, Sul-Americana e da própria Liberta deste ano e deixa em aberto o desfecho do nacional.

TABELA: jogos e classificação da Série A

A situação pode inclusive bagunçar a Série A em suas rodadas finais e até mesmo após seu término. A última rodada do Campeonato Brasileiro será 3 de dezembro. A final da Sula, por sua vez, será dia 13 de dezembro, após o término da Série A, podendo modificar a competição depois de finalizada.

Já a final da Libertadores está marcada para 29 de novembro, entre a 37.ª e 38.ª rodadas do Brasileirão. Enquanto a decisão da Copa do Brasil será 12 de outubro, posicionada entre a 27.ª e 28.ª rodadas da Série A.

O título de cada um destes três torneios (Libertadores, Copa do Brasil e Sul-Americana) garante automaticamente vaga na Libertadores do ano seguinte. Logo, se um time que já estiver no G6 da Série A for um dos campeões destas disputas, abre uma vaga a mais no zona de acesso via Brasileirão.

Sendo assim, se três times diferentes, que já estiverem no G6, ganharem os três torneios, o G6 se transformará em G9. Cenário que facilitaria os caminhos da dupla Atletiba rumo ao principal torneio da América do Sul em 2018.

O possível G9 resultaria ainda em uma situação inusitada: se os nove primeiros colocados forem para a Libertadores, isto significa que do 10.º ao 15.º colocados iriam para a Sul-Americana. Logo, considerando que do 17.º ao 20.º serão rebaixados, apenas o 16.º posicionado da Série A não se classificaria para um torneio internacional em 2018, além dos times que caíram pra Série B.

Copa do Brasil - final 12/10

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/09/20/Esportes/Imagens/Vivo/índice-kaBC-U202286985343pCB-1024x341@GP-Web.jpg

O mata-mata nacional está na fase final. O Flamengo, 4.º colocado no Brasileiro, enfrenta o Cruzeiro (6.º). O primeiro jogo terminou 1 x 1. Neste cenário, se continuarem no G6, abrem automaticamente vaga para o sétimo colocado. Após a decisão, restarão dez rodadas apenas.

Sul-Americana - final 13/12

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/09/20/Esportes/Imagens/Vivo/sula-kaBC-U202286985343FOE-1024x341@GP-Web.jpg

A Sula está nas oitavas de final. Seis brasileiros estão na fase.

Nas oitavas, o Corinthians (líder da Série A) sai em desvantagem contra o Racing-ARG (primeiro jogo, 1 x 1, em São Paulo; a Ponte Preta (15.º) desafia o Sport (12.º) depois de perder por 3 a 1 no Recife; o Fluminense (11.º) encara a LDU, no Equador, após vencer no Rio por 1 a 0; e o Flamengo (4.º) enfrenta a Chapecoense (14.º) - primeiro jogo, em Chapecó, empate sem gols.

Para quem “torcer”: visando a chance de G9, o ideal seria o título do Corinthians, líder da Série A e já praticamente garantido no G6. Em seguida, a torcida iria para o Flamengo, atualmente no G6.

Libertadores - final 29/11

/ra/pequena/Pub/GP/p4/2017/09/20/Esportes/Imagens/Vivo/Copa-Libertadores-Trofeu-1260x710-kaBC-U202286985343xmE-1024x341@GP-Web.jpg

A principal disputa do continente está na fase de quartas de final. São três brasileiros ainda no páreo.

O Santos (3.º na Série A) enfrenta o Barcelona de Guayaquil, do Equador - empatou no Equador por 1 a 1. Já o Botafogo (7.º) encara o Grêmio (2.º) - primeiro jogo, 0 x 0, no Rio.

Para quem “torcer”: o melhor cenário para a criação de um G9 na Série A seria o título ou do Peixe, ou do Tricolor Gaúcho, ambos já consolidados no atual G6 do Brasileirão.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

  1. Rogério Bacellar falou sobre diversos temas do dia a dia do Coritiba. | Antônio More/Gazeta do Povo

    balanço

    Rebaixamento, Belletti, novo Couto, alemão: as explicações de Bacellar para a torcida do Coxa

  2. Coritiba levantou a taça do Estadual em 2017. | Albari Rosa/Gazeta do Povo

    estadual 2018

    Pelo WhatsApp, e sem Atlético e Coritiba, clubes ajustam nova fórmula do Paranaense

  3. Hélio Cury, presidente da FPF> | Jonathan Campos/Gazeta do Povo

    calendário

    Com três troféus em disputa, Paranaense 2018 se inspira na fórmula do Carioca

PUBLICIDADE