Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

MMA

Gustavo Fruet: UFC renderá mais para Curitiba do que jogo de Copa do Mundo

  • Fernando Rudnick
Prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet ficou entusiasmado com a previsão de impacto financeiro do UFC 198 para a capital paranaense. | Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
Prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet ficou entusiasmado com a previsão de impacto financeiro do UFC 198 para a capital paranaense. Aniele Nascimento/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O UFC 198, agendado para o dia 14 de maio, em Curitiba, impactará na cidade mais do que a Copa do Mundo de 2014.

A opinião é do prefeito da capital paranaense, Gustavo Fruet (PDT), que se reuniu com diretores do maior campeonato de MMA do mundo na terça-feira da semana passada, um dia antes de o acordo que colocou a Arena da Baixada como palco do evento ser finalizado.

“Seguramente o UFC causará mais impacto do que um dia de jogo de Copa. E não digo isso como provocação”, acredita Fruet, que cita a visibilidade mundial da noite de lutas, além da expectativa de ocupação da rede hoteleira da cidade, como argumentos para embasar sua afirmação.

Segundo o político, o UFC estima que no mínimo 200 milhões pessoas assistam aos combates em todo o mundo. A luta principal é entre o campeão peso-pesado (até 120 kg), o gaúcho Fabrício Werdum, e o americano Stipe Miocic.

Seguramente o UFC causará mais impacto do que um dia de jogo de Copa. E não digo isso como provocação

Gustavo Fruet,  prefeito de Curitiba

“Na Copa, mesmo com todo o debate, não houve receitas tão expressivas ao município e os turistas ficavam, em média, apenas uma noite”, aponta.

O presidente do Instituto Municipal de Turismo, Caíque Ferrante, que também participou da reunião com a comitiva do UFC, acrescenta que a organização do campeonato aposta que metade do público será composta por turistas – ao todo, serão colocados à venda cerca de 46 mil ingressos a partir de 30 de março.

No Mundial de 2014 esse índice foi de aproximadamente 30%. “O evento vai mexer com todo sistema econômico. Gastronomia, hotelaria, receptivos. As pessoas não vêm exclusivamente para ver o show e ir embora. Chegam com mais antecedência para conhecer a cidade”, exemplifica Ferrante.

Curitiba será a 12.ª cidade brasileira a receber o UFC desde 2011. Nesta quinta-feira (10), o diretor-geral da organização no Brasil, Giovani Decker, fará uma visita técnica à Arena da Baixada, a primeira desde o anúncio oficial do evento no estádio do Atlético.

o que você achou?

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE