Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

Olimpíada 2012

Orçamento estoura 100% em Londres

Pesquisa da Universidade de Oxford aponta que a edição britânica dos Jogos será a mais cara dos últimos 50 anos

  • Adriana Brum
Moradora de Londres mantém a forma com o Estádio Olímpico ao fundo: furo no orçamento |
Moradora de Londres mantém a forma com o Estádio Olímpico ao fundo: furo no orçamento
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

Orçamento estoura 100% em Londres

Enquanto o Comitê Orga­­ni­­zador dos Jogos Olímpicos de Londres festeja um orçamento menor do que o previsto para a realização do evento, uma pesquisa da Universidade de Oxford, publicada na segunda-feira (25), afirma que a edição londrina será a mais cara dos últimos 50 anos.

A 30 dias do início dos terceiros Jogos na capital inglesa, o estudo mostra que o orçamento cresceu 100% desde que a cidade foi escolhida como sede, há sete anos, passando de 4,2 bilhões de libras (R$ 13,6 bilhões) para 8,4 bilhões de libras (R$ 27,2 bilhões).

A conta coloca os custos do evento britânico à frente de Barcelona (1992), Montreal (1976) e até da suntuosidade exibida pelos chineses há quatro anos, em Pequim. A soma baseia-se nos gastos com segurança, transporte, cerimônias de abertura e encerramento e infraestrutura de praças esportivas.

O estudo da Universidade de Oxford, aliás, recalcula os custos da última Olimpíada, em Pequim, de 22 bilhões de libras (R$ 71,4 bilhões) para 3,13 bilhões de libras (R$ 10,2 bilhões), quase três vezes mais baratas que os jogos londrinos.

Fato curioso, já que as duas cidades optaram por propostas opostas de arquitetura. Enquanto os chineses apostaram em grandes obras, como o Ninho do Pássaro e o Cubo D’Água, os ingleses usaram a sustentabilidade como parâmetro: vão usar praças esportivas já existentes, reaproveitamento de materiais e estruturas que serão remodeladas logo após o evento. “São projetos inovadores, de um novo conceito de arquitetura em que se constrói para derrubar depois, quando é mais barato reconstruir do que manter um elefante branco”, diz o professor visitante da University of East London, Lamartine Pereira da Costa, que estuda o legado dos Jogos de 2012.

Há duas semanas, o comitê local anunciou que os Jogos de Londres custariam menos que o esperado. A conta oficial não considera o orçamento de 2005 e projeta um total de 9,3 bilhões de libras (R$ 30,2 bilhões). Desse valor, seriam economizados 476 milhões de libras (R$ 1,5 bilhão).

O professor Bent Flyvbjerg, chefe da pesquisa, porém, faz um alerta: “É importante que o Comitê mantenha a mão firme no orçamento nas últimas semanas antes dos Jogos ou a situação pode piorar. Transporte, segurança e radioteledifusão são três áreas que podem requisitar financiamentos de urgência se as projeções feitas estiverem incorretas.”

Gazeta do Povo lança hoje site exclusivo de Londres 2012

A Gazeta do Povo irá com uma equipe recorde de jornalistas à Olimpíada de Londres, a partir do dia 27 de julho. Ao todo, serão seis profissionais na cobertura in loco. Trabalho que começa a ganhar forma hoje, com o lançamento do site especial dos Jogos.

Fazem parte da equipe de enviados especiais o editor Marcos Xavier Vicente, os repórteres Adriana Brum e André Pugliesi, o repórter fotográfico Daniel Castellano, o colunista Edson Militão, além do colaborador Marco Sanchotene.

O time da Gazeta estará na capital inglesa a partir do dia 24 de julho, véspera do lançamento do caderno olímpico diário na versão impressa e do guia completo dos Jogos. Esta será a sexta edição consecutiva que o jornal contará com equipe na cobertura internacional dos Jogos. Desde Barcelona, em 1992, a editoria de esportes tem destacado profissionais para trazer informações exclusivas, com especial atenção aos atletas do Paraná, da disputa.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Esportes

PUBLICIDADE