PUBLICIDADE

Com números superlativos, biblioteca em formato de olho gigante é inaugurada na China

A impressionante Biblioteca Pública Tianjin Binhai integra novo complexo cultural chinês

Foto: Ossip van Duivenbode/MVRDV

por Stephanie D'Ornelas*

16/11/2017

Com mais de 1,2 milhão de livros e uma arquitetura de tirar o fôlego, a nova biblioteca pública instalada em Tianjin, na China, já nasceu com a intenção de entrar na lista das mais belas bibliotecas do planeta. O átrio central do edifício conta com um auditório com uma imensa estrutura esférica incandescente. O globo forma a pupila do olho gigante que pode ser observada no interior e do lado externo do prédio, através da fachada de vidro.

Fachada impressiona pelo formato ocular formado.

Formato ocular é diferencial da fachada.

A biblioteca é o sonho de qualquer apaixonado por leitura: são 33,7 mil metros quadrados com estantes repletas de livros do chão ao teto, escalonadas em diferentes níveis, como arquibancadas. As próprias linhas curvas das prateleiras fornecem locais para que os visitantes possam sentar e ler, enquanto curtem o belo cenário do entorno.

O projeto demorou apenas três anos para ser concluído.

O projeto demorou apenas três anos para ser concluído.

As áreas destinadas para crianças e idosos estão localizadas no piso térreo, enquanto as demais estão no primeiro e segundo andar. Os pavimentos superiores têm escritórios, salas de reuniões, salas de informática e terraços. Há ainda cômodos subterrâneos que guardam arquivos e oferecem espaço extra para livros.

Biblioteca tem cinco andares.

Biblioteca tem cinco andares.

A instalação é um dos cinco edifícios encomendados pelo Instituto de Planejamento e Design Urbano de Tianjin que formam o novo centro cultural da cidade. O projeto é assinado pelo escritório holandês MVRDV, que trabalhou em parceria com arquitetos locais da empresa TUPDI. Winy Maas, cofundador do MVRDV, descreveu o interior do projeto como “uma espécie de caverna, uma estante de livros contínua”, como informa o site Dezeen.

Mais de um milhão de livros estão disponíveis para o público.

Mais de um milhão de livros estão disponíveis para o público.

“Nós criamos um espaço público bonito por dentro. Ser uma espécie de sala de estar urbana é o centro desse projeto”, conta Maas. “Os ângulos e as curvas destinam-se a estimular diferentes usos do espaço, como leitura, caminhada, reunião e discussão. Juntos eles formam o “olho” do prédio: para ver e ser visto”, completa.

Livros são projetadas nas últimas prateleiras.

Livros são projetadas nas últimas prateleiras.

O empreendimento foi concluído em apenas três anos, entre o primeiro esboço e a cerimônia de abertura. A agilidade, no entanto, gerou dificuldades em relação ao design. As prateleiras mais altas, por exemplo, são inacessíveis. Os livros que os visitantes veem ali são, na verdade, uma projeção de imagens. Nada que afete o maravilhoso conjunto da biblioteca, não é mesmo?

*Especial para a Gazeta do Povo

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE