PUBLICIDADE

Paço da Liberdade: um ícone para explorar sempre em Curitiba

Local que já foi sede da administração pública de Curitiba tem exposições, café e revela muito da nossa história

paço da liberdade-centro-arquitetura-história

Foto: Hugo Harada/ Agencia de Noticias Gazeta do Povo

por Haus

03/06/2016

Há muitos motivos para conhecer e/ou explorar o Paço da Liberdade, bem no centro de Curitiba. Para começar, é um prédio centenário – completados em fevereiro último. É tombado nas três instâncias de proteção histórica. É uma unidade de patrimônio municipal, é tombado pela Secretaria de Estado da Cultura e o único bem arquitetônico da cidade tombado pelo Patrimônio Histórico Nacional (Iphan). Além disso, ele revela muitas curiosidades.

Foi lá a instalação do primeiro elevador em um prédio curitibano, preservado até hoje, mas sem funcionamento. As escadarias de peroba rosa que levam aos quatro pavimentos são as mesmas do século passado, bem como as imensas portas de madeira. Com 500 metros quadrados, ali também funcionou até 2002, o Museu Paranaense. Hoje, abriga um espaço cultural do Serviço Social do Comércio (Sesc). Vale a ida para conhecer a arquitetura do prédio, curtir a programação cultural ou tomar um cafezinho.

 

LEIA MAIS

>>> Tampas de bueiro revelam a história de Curitiba

>>> Conheça a tradicional Casa Bandeirantes

>>> A Curitiba que aparece no cinema

 

paço da liberdade-arquitetura-história

O antigo elevador e as escadarias em peroba rosa. Fotos: Antonio More/ agência Gazeta do Povo

 

A Sala de Atos revela pinturas no teto e uma beleza arquitetônica, assim como todo o andar. Foto: Antônio More / Agência de Notícias Gazeta do Povo

A Sala de Atos revela pinturas no teto e uma beleza arquitetônica, assim como todo o andar. Foto: Antônio More / Agência de Notícias Gazeta do Povo

O que ver neste final de semana

Filmes

paço da liberdade-arquitetura-história

Corticeira, árvore de Curitiba presente no filme Árvores de Curitiba. Foto: Divulgação

São dois filmes em exibição aos sábados. Nos dias 4, 11, 18 e 25 de junho, às 11 horas, na Sala CinePensamento, estará sendo exibido o filme Árvores de Curitiba, de Chico Cardoso. Este filme ensina a identificar as principais espécies encontradas nas ruas, parques e praças da cidade. Às 16 horas, é a vez do o filme de animação francês O Menino da Floresta, de Jean-Christophe Dessaint. Ambos os filmes têm entrada franca.

 

Música

A cantora Juliana Cortes lança seu novo disco Gris, que contou com produção musical de Dante Ozzetti e participações especiais de Paulinho Moska e Arrigo Barnabé. No dia 3 de junho às 20h e dia 4 de junho às 18 horas, na Sala de Atos. É gratuito, mas os ingressos devem ser retirados com 1 hora de antecedência.
Café

Foto: Daniel Castellano / AGP / Agência de Notícias Gazeta do Povo

Foto: Daniel Castellano / AGP / Agência de Notícias Gazeta do Povo

O café escola do Senac que funciona dentro do Paço oferece inúmeras sugestões da pâtisserie e cafeteria. O atendimento é de primeira, já que a equipe é composta por instrutores e alunos do próprio Senac. O legal é que o local funciona no horário do Paço e, portanto, abre aos domingos.

Exposição

Em parceria com o escritório de Arquitetura e Urbanismo Saboia+Ruiz, está em cartaz a mostra “Se essa rua fosse minha” no hall do Paço. A intenção dos arquitetos é reestruturar as ruas do centro da cidade. Um móvel exposto traz em cada uma das gavetas as plantas ou maquetes de como as ruas, pensadas no Projeto, que tem seu nome inspirado em um poema de Mario Quintana, teriam outro aspecto.

 

Serviço

Sesc Paço da Liberdade. Praça Generoso Marques, 189. (41) 3234-4200. Abre de terça a sexta, das 10 às 21 horas; sábado, das 10 às 18 horas e domingos, das 11 às 17 horas.

PUBLICIDADE