PUBLICIDADE

Primeiro “aeroporto de aves” do mundo será construído na China

Santuário de Aves de Lingang será construído em um ponto-chave da rota de pássaros migratórios pela multinacional McGregor Coxall, beneficiando mais de 50 espécies

Imagens: McGregor Coxall/Divulgação

Imagens: McGregor Coxall/Divulgação

por HAUS

20/03/2017

Viajar milhares de quilômetros todos os anos, em um eterno vai-e-vem, é apenas uma das características de diversas espécies de pássaros. Em busca de comida, reprodução ou apenas fugindo do inverno, algumas aves percorrem até 11 mil quilômetros durante 10 dias, uma jornada sem água ou comida que se torna cada vez mais difícil pela ocupação das cidades.

O movimento migratório de certas espécies é conhecido, mas o que o homem já fez em favor deste elemento da natureza? Certamente pouco, em comparação aos danos. Mas um projeto na China está chamando a atenção por sua magnitude e benefícios, principalmente às aves.

Em parceria com o Banco Asiático de Desenvolvimento, a província de Tianjin, na China, lançou um concurso internacional de design para construir o primeiro “aeroporto de aves” do mundo. O Santuário de Aves de Lingang será erguido em um ponto-chave da rota de pássaros que atravessam mais de 20 países, do Alasca à Nova Zelândia, recriando condições ambientais que atraiam e sejam um refúgio para os animais, principalmente aqueles que estão ameaçados de extinção.

Aeroporto de aves terá mirantes para observação da chegada de diversas espécies.

Aeroporto de aves terá mirantes para observação da chegada de diversas espécies.

O escritório vencedor é a multinacional McGregor Coxall, que possui sedes na Grã-Bretanha, Austrália e China, focadas em projetos sustentáveis para espaços urbanos. Segundo declaração no site da empresa, sua filosofia é oferecer “soluções de design para desafios urbanos e ambientais complexos”.

O projeto conta com uma trilha de 7 quilômetros para visitantes.

O projeto conta com uma trilha de 7 quilômetros para visitantes.

O local, de 600 mil metros quadrados, terá três habitats litorâneos, cada um com suas especificidades para comportar mais de 50 espécies de aves, um lago com corredeiras e manguezais e uma floresta de 20 mil metros quadrados.

Pavilhão de observação do aeroporto de aves terá telhado verde.

Pavilhão de observação do aeroporto de aves terá telhado verde.

O santuário ainda terá um centro de pesquisa e visitantes, chamado de Pavilhão da Água, que permite os visitantes monitorarem os pássaros através de câmeras, sem atrapalhá-los. Será possível ainda atravessar uma passarela e observar a vida animal a partir de um mirante. Para quem quiser uma imersão na natureza, haverá uma trilha de 7 quilômetros. A construção está prevista para começar no final de 2017, com conclusão em 2018.

Pavilhão permitirá a observação de diversas espécies, sem atrapalhá-las.

Pavilhão permitirá a observação de diversas espécies, sem atrapalhá-las.

Com informações da Exame.

LEIA TAMBÉM

Parques urbanos: conheça 10 cidades que reinventaram pontes e rodovias

Antigos faróis que se transformaram em belas opções de hospedagem

Saiba como ser testador de mansões de luxo pelo mundo e ganhar por isso

PUBLICIDADE