PUBLICIDADE

Projeto de curitibanos concorre a prêmio de edifício mais inspirador do mundo

Complexo escolar projetado por Aleph Zero, em parceria com Marcelo Rosenbaum, integra shortlist do prêmio inglês RIBA International Prize 2018

Fotos: Leonardo Finotti/Divulgação

por HAUS

19/12/2017

A Royal Institute of British Architects (RIBA) divulgou os 62 projetos que vão concorrer ao RIBA International Prize 2018, prêmio que elegerá o edifício mais inspirador e significativo do mundo. Edifícios de 28 países integram a lista, incluindo um brasileiro, assinado pelos arquitetos curitibanos Gustavo Utrabo e Pedro Duschenes, do Aleph Zero, em parceria com o designer Marcelo Rosenbaum.

A competição bienal, que está em sua segunda edição, leva em consideração a excelência e ambição arquitetônica das obras, além do impacto social. Durante 2018, os edifícios selecionados serão visitados pessoalmente pelos jurados. Em novembro de 2018, dois deles serão premiados nas duas categorias da competição: RIBA Awards for International Excellence e RIBA International Emerging Architect.

Um dos dormitórios da escola. Foto: Divulgação

Um dos dormitórios da escola. Foto: Divulgação

Moradas infantis

A equipe liderada por Aleph Zero e o estúdio de design Rosenbaum desenvolveu o projeto de uma escola na Fazenda Canuanã para a Fundação Bradesco em Formoso do Araguaia, no Tocantins. São 23.344 m² de área construída, onde 540 crianças e adolescentes entre 13 e 18 anos estudam e vivem. A escola funciona em regime de internato, pois os estudantes levam de duas a três horas para chegar ao local.

As estruturas em madeira e tijolos foram projetadas para abrigar 540 crianças e adolescentes, além dos professores da escola. Foto: Divulgação

As estruturas em madeira e tijolos foram projetadas para abrigar 540 crianças e adolescentes, além dos professores da escola. Foto: Divulgação

Instalada há quase meio século no terreno, a escola abriga alunos em quartos compartilhados. O objetivo principal do novo projeto era criar um espaço em que os jovens moradores pudessem enxergar, de fato, um lar; prático e confortável. O processo de criação do projeto contou com reuniões com as próprias crianças e adolescentes, além de uma extensa pesquisa de materiais que garantem o bem estar dos moradores e o resgate de tradições da região.

Confira aqui os 30 projetos selecionados pelo instituto britânico RIBA em 2016.

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE