PUBLICIDADE

Conheça o “verdadeiro” Centro de Curitiba, longe do burburinho da XV

A 9 quilômetros da região histórica, o centro geográfico é um reflexo de como Curitiba se desenvolveu com o passar dos anos

Imagens: Google Maps e Infografia Gazeta do PovoImagens: Google Maps e Infografia Gazeta do Povo

por Eloá Cruz

23/03/2017

Imagine um círculo feito com um compasso. O ponto em que ele se apoia para fazer o traçado é o chamado centro geográfico da figura. Mas nem tente executar a ação sobre o mapa de Curitiba. Como a cidade não é exatamente um círculo, nem nada parecido com uma figura geométrica, existem técnicas matemáticas complexas para localizá-lo. Pedimos a ajuda do supervisor de informações do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), Oscar Ricardo Macedo Schmeike, para desvendar a localização do núcleo da capital. E lá veio ele com o ArcGis, um sistema de geoprocessamento capaz de determinar o núcleo da figura geométrica, conhecida como centroide do polígono.

Em menos de 10 minutos, Schmeike acabou com as expectativas de que no nosso coração batesse um bondinho ou a Praça Tiradentes. O centro de verdade fica a uns 9 quilômetros (ou 25 minutos de carro com o trânsito normal) do burburinho da XV de Novembro – a região, hoje conhecida como setor histórico, foi onde Curitiba começou e se desenvolveu. Do Centro Cívico até lá são 12 quilômetros – cerca de 30 minutos de carro.

As coordenadas 25,496 de latitude sul e 49,286 de longitude oeste apontam para o Capão Raso, quase na divisa com o Novo Mundo. Mais precisamente, na quadra entre as ruas Waldemiro Bley, Bortolo Gusso, José Gomes de Abreu e Avenida Brasília.

Após uma rápida consulta ao Google Maps, estávamos nós batendo na porta da Eletrobit Materiais Elétricos. É lá, afinal, que pulsa o nosso coração. “Eu estou aqui nesse ponto há 5 anos e confesso que procurei uma localização central, mas desse detalhe de ser o centro geográfico [de Curitiba] eu não sabia”, brinca o proprietário Ervedo Becker.

Para ele, a região que abriga seu negócio é próspera. “Todos os meus concorrentes estão num raio de aproximadamente 2 quilômetros de distância”, argumenta o empresário, que aponta ainda a facilidade de acesso pela Linha Verde como outra vantagem. “É bom não só para quem vem da região sul, mas também para os consumidores mais ao norte da cidade. Para quem vem do Santa Cândida, por exemplo, é mais fácil vir até aqui pela Linha Verde do que se deslocar até o centro”.

Por que fica na região sul

Curitiba começou bem ali na região da antiga estação ferroviária, nas proximidades da Praça Eufrásio Correia, inaugurada em 1885. A linha férrea ligava a capital ao porto de Paranaguá, facilitando assim a exportação da erva-mate. O produto era armazenado nos arredores da estação central, gerando grande fluxo de imigrantes e trabalhadores por ali. Com o tempo, o comércio e a indústria de exportação foram se desenvolvendo na área.

O que aconteceu para que o centro geográfico fosse deslocado para baixo no mapa é que a região sul da cidade (onde ficam os bairros Capão Raso e Novo Mundo) cresceu mais. Um conjunto de fatores contribuiu para isso. Existem três aspectos que devem ser levados em consideração, de acordo com o professor de Arquitetura e Urbanismo da UFPR, Luís Henrique Fragomeni: topografia, mercado imobiliário e planos de zoneamento.

Os primeiros planos de urbanização de Curitiba ressaltavam o eixo formado pela Avenida João Gualberto, ao norte, e República Argentina, ao sul. Só que a região norte teve mais dificuldade, isso porque os terrenos dessa área são mais íngremes, o que torna difícil de construir.

Na região sul, áreas planas predominam. “Há muito mais terrenos com propensão a alagamentos, a exemplo das regiões próximas aos rios Iguaçu e Barigui. Com isso, parte dos lotes tem preço mais acessível”, garante o professor. Além disso, o plano diretor de zoneamento da década de 1970 terminava na região do Pinheirinho, excluindo áreas livres mais ao sul. Não demorou muito para que esses terrenos irregulares fossem ocupados espontaneamente. Hoje, a região também abriga moradias de habitação popular.

25 minutos

É o que se leva de carro para percorrer, em trânsito normal, a distância entre o burburinho da XV de Novembro até o centro geográfico.

mapa1

No mapa, a exata localização do centro geográfico de Curitiba, e, abaixo, a fachada da empresa Eletrobit

No mapa, a exata localização do centro geográfico de Curitiba, e, abaixo, a fachada da empresa Eletrobit

smith-prd-meth01-tom_rpc_intraCAFPJEVO

PUBLICIDADE