PUBLICIDADE

Decoração de apê surpreende com cores e uso de móveis soltos

Cheia de vida, a decoração do apartamento alugado tem a assinatura da arquiteta Larissa Lóh

A decoração do apartamento mistura os estilos moderno e retrô. Foto: Daniel KatzA decoração do apartamento mistura os estilos moderno e retrô. Foto: Daniel Katz

por Carolina Werneck*

07/05/2017

A arquiteta Larissa Lóh transformou um apartamento em Curitiba com uma decoração vibrante e a mistura entre o moderno e o retrô. O imóvel foi alugado por um jovem casal de médicos que queria peças que pudessem ser removidas no futuro.

“Tudo foi pensado desde o começo com a ideia de que eles pudessem levar os móveis para outro lugar”, explica Larissa. Por isso, o projeto deu preferência a peças soltas, que harmonizassem com os itens próprios do apartamento e, ao mesmo tempo, traduzissem a personalidade dos inquilinos.

Os móveis foram escolhidos para acompanhar o casal por toda a vida. Foto: Daniel Katz

Os móveis foram escolhidos para acompanhar o casal por toda a vida. Foto: Daniel Katz

A arquiteta conta que precisou adaptar a decoração aos móveis planejados que, originalmente, faziam parte do apartamento. “A partir daí, a gente pensou no restante do projeto, em qual seria o tamanho ideal de sofá, mesa e cama, por exemplo”, explica Larissa. Embora a área social do imóvel não seja muito grande – ela tem 24m² -, o casal pediu que a mesa e o sofá fossem espaçosos para receber os amigos e a família. A mesa de oito lugares em laca e vidro branco foi escolhida pensando nisso. O sofá de linho, retrátil, também tem essa função.

O casal gosta de receber amigos e pediu uma mesa de jantar com oito lugares. Foto: Daniel Katz

O casal gosta de receber amigos e pediu uma mesa de jantar com oito lugares. Foto: Daniel Katz

A iluminação do ambiente de jantar ficou a cargo de um pendente de tecido rústico e madeira laqueada da Art Maison. A peça ganhou o prêmio Idea Brasil 2014, um dos mais importantes do design brasileiro.

O pendente de madeira e tecido recebeu um importante prêmio de design. Foto: Daniel Katz

O pendente de madeira e tecido recebeu um importante prêmio de design. Foto: Daniel Katz

Para escolher a paleta de cores, a arquiteta usou como base os móveis e o piso que já estavam instalados no local. Um tom vivo de azul dá cor aos ambientes e acabou norteando várias peças usadas no apartamento.

Na sala, um móvel totalmente azul desenhado por Larissa e feito sob medida serve como bar, cristaleira e apoio para a cafeteira. Uma tela da artista Ana Verona com diversos tons de azul, cinza, preto e branco foi colocada acima do sofá para completar o ambiente e fazer companhia ao tapete geométrico nas mesmas cores.

O azul foi a cor escolhida para fazer companhia aos tons mais sóbrios que já faziam parte do apartamento. Foto: Daniel Katz

O azul foi a cor escolhida para fazer companhia aos tons mais sóbrios que já faziam parte do apartamento. Foto: Daniel Katz

Misturar móveis e objetos modernos a outros com ar mais retrô foi uma sugestão de Larissa. “A ideia de misturar estilos foi parte do conceito do projeto”, conta ela.

Essa mistura fica visível no quarto de 12m², concebido em tons de branco, preto e cinza, que recebeu dois criados-mudos de madeira de demolição. As duas peças já pertenciam ao casal e marcaram perfeitamente o encontro entre o antigo e o moderno presente em toda a decoração. A cabeceira de MDF branco já estava no apartamento, de modo que a arquiteta pintou a parede acima com tinta preta fosca para dar contraste.

No quarto, o moderno da cabeceira de MDF se une aos criados-mudos de madeira de demolição. Foto: Daniel Katz

No quarto, o moderno da cabeceira de MDF se une aos criados-mudos de madeira de demolição. Foto: Daniel Katz

SERVIÇO

Larissa Lóh, www.larissaloh.com e fone(41) 3014-0639.

*especial para a Gazeta

PUBLICIDADE