PUBLICIDADE

8 tendências de iluminação para investir na sua casa

Cada vez mais cenográfica, mostra bienal Euroluce, dedicada às novidades da iluminação na Semana de Design de Milão, traz um misto de referências que coroa o estilo urbano como o queridinho do momento

Ambientação da Vitra para Euroluce. Fotos: Divulgação

Ambientação da Vitra para Euroluce. Fotos: Divulgação

por Luan Galani, enviado especial

12/05/2017

O Salão do Móvel de Milão deste ano conclama por casas mais aconchegantes em uma escala bem humana. O tempo dos espaços monumentais ficou para trás. E a iluminação acompanha essa cruzada, como acena a mostra Euroluce, dedicada às novidades da área, que acontece a cada dois anos durante a maior e mais importante design week do planeta.

A iluminação se torna cada vez mais cenográfica, inspiradora, digital e customizável. As luminárias deixam de ser apenas peças, desmaterializam-se e tornam-se soluções para resolver problemas pontuais em ambientes. Exploram o jogo de luz e sombras em objetos simples, porém esculturais, e oferecem um blend de estilos, mixando linguagens aparentemente antagônicas. Em 2017 oito tendências de iluminação despertam todos os olhares. Confira a seguir!

Inspirado na natureza

A natureza é a musa inspiradora deste ano na Euroluce. Ela aparece não só na escolha de alguns materiais, como também em pedras naturais, laminados e madeira, passando principalmente pela escolha das formas. É luminária em formato de gota ou de árvore, em dupla hélice como o DNA, imitando folhas de vegetais, orelhas de fungo, dunas, nuvens ou basalto, em linhas sinuosas equilibradas ou em um emaranhado de material.

Luminária de mesa Slamp, luminária de chão Arturo Alvarez, pendente Lasvit e luminária de mesa Be & Liv.

Luminária de mesa Slamp, luminária de chão Arturo Alvarez, pendente Lasvit e luminária de mesa Be & Liv.

Ambientação da Tala.

Ambientação da Tala.

Para instigar as emoções

A iluminação cenográfica se faz cada vez mais presente. Esse tipo de sistema direcionado destaca determinados objetos e consegue conferir ao ambiente um ar de cenário quase teatral. Encanta os designers, decoradores e arquitetos porque dá conta de servir a dois pontos fundamentais da funcionalidade: responde eficientemente à necessidade de iluminar e de emocionar.

Pendente Bocci, pendentes de vidro da Brokis, pendente Bocci e luminária de mesa Vondom.

Pendente Bocci, pendentes de vidro da Brokis, pendente Bocci e luminária de mesa Vondom.

Ajuda a definir como o espaço será interpretado e a instigar sensações: mais ou menos positivas, mais ou menos relaxantes, podendo ser mais difusa ou mais direcionada. O tom intimista e responsivo aparece de acordo com a vocação das atividades de cada espaço: para iluminar uma mesa de jantar, um cantinho de leitura ou a mesa do home office. Dessa forma, reafirmam-se como protagonistas da decoração, assumindo com força papéis esculturais e lúdicos.

Luminárias de chão da LZF, Ingo Maurer e LZF.

Luminárias de chão da LZF, Ingo Maurer e LZF.

Urbano

O estilo urbano é o queridinho da vez. A escolha das grandes marcas na Euroluce parece bem natural. Afinal, essa linguagem consegue honrar nossa vocação de seres das metrópoles, abarcar as diferentes tecnologias que aparecem diariamente e abraçar simultaneamente tudo o que há de tradicional. Desse blend, surgem peças encantadoras, geométricas ou orgânicas, inclusive com um quê de futuristas, tentando antecipar o amanhã da iluminação e de nossas casas.

Ambientação de Tom Dixon, luminária de parede e pendente Tom Dixon e luminária de mesa Brokis.

Ambientação de Tom Dixon, luminária de parede e pendente Tom Dixon e luminária de mesa Brokis.

Ambientação da Slamp, pendente Slamp e luminárias de mesa Leucos.

Ambientação da Slamp, pendente Slamp e luminárias de mesa Leucos.

Você também assina a peça

As marcas apostam forte no lúdico e permitem uma customização funcional por parte dos usuários, em que cada um de nós termina o trabalho dos designers e decide o formato final do produto, o que acaba por nos transformar em co-criadores das peças. Para Foscarini, por exemplo, os Irmãos Campana criaram a peça Magia, feita de silicone e aço, que é bastante flexível, pode ser movimentada e assumir o formato que o usuário bem desejar.

Luminária de mesa Foscarini e pendente Bomma.

Luminária de mesa Foscarini e pendente Bomma.

Outro bom exemplo: Theo Möller criou para Ingo Maurer uma luminária horizontal que vem coberta por uma camada de plástico. Para funcionar e antes de instalar a peça, a pessoa precisa encher o produto com ar, como uma bexiga ou uma boia, decidindo o formato final do produto, que depende da quantidade de ar injetada.

Luminárias de mesa Marset.

Luminárias de mesa Marset.

Releituras de peças tradicionais

Algumas criações na Euroluce prestam homenagem a itens tradicionais da iluminação, especialmente orientais, como lampiões, lanternas e postes públicos. São releituras super contemporâneas que se utilizam de cordas e madeiras curvadas, que imitam focos de luz tão simples quanto o brilho de uma vela, e levam-na até outro patamar com uma cobertura especial de vidro que intensifica a chama virtual.

Luminárias de mesa Classicon e Marset, pendente Missoni e luminária de chão Roche.

Luminárias de mesa Classicon e Marset, pendente Missoni e luminária de chão Roche.

Pendente Tooy.

Pendente Tooy.

Flerte com o retrô

Parte da Euroluce parece ter retornado às décadas de 1960 e 1970, com diversas peças simples de inspiração retrô, principalmente no caso das luminárias de chão. Não tanto pelos acabamentos metalizados ou detalhes art déco, e sim mais pelas formas arredondadas típicas do mid-century.

Pendente Serip e pendente Slamp.

Pendente Serip e pendente Slamp.

Pendentes Bomma.

Pendentes Bomma.

Minimalista

O minimalismo, que um dia foi sinônimo máximo de boa iluminação contemporânea, começa a ficar um pouco para trás. O estilo, que sempre terá seu lugar no panteão da decoração, aparece com elegância em formas lineares e circulares, em acabamentos brancos ou pretos, bem sóbrio, mas cada vez menos puro.

Luminária de parede De Padova, pendentes Slamp, luminária de parede Axolight.

Luminária de parede De Padova, pendentes Slamp, luminária de parede Axolight.

Ambientação da Manooi.

Ambientação da Manooi.

Materiais tradicionais explorados de um novo jeito

As luminárias perdem aquela identidade estereotipada e ganham um caráter escultural (ligadas ou desligadas) em grande parte graças à experimentação. A madeira, que ainda é pouco usada no setor de iluminação, aparece com força de diferentes formas. O alumínio é retrabalhado, sai um pouco da linguagem industrial e ganha ares artesanais. O vidro é reinventado a cada processo tradicional de fabricação, que é incrementado ou repensado.

Pendente LZF, luminária de parede Terzani, pendente Leucos e luminárias de parede LZF.

Pendente LZF, luminária de parede Terzani, pendente Leucos e luminárias de parede LZF.

Ambientações da Inarchi e LZF.

Ambientações da Inarchi e LZF.

Pendentes Terzani.

Pendentes Terzani.

LEIA TAMBÉM

Quer uma casa acolhedora? Siga essas 9 tendências para não errar

Salão do Móvel Milão 2017: Haus escolhe o top 10 da feira de design

Veja 5 tendências que dominam a Semana de Design de Milão

PUBLICIDADE