PUBLICIDADE

Pequenas dicas para economizar nas reformas em casa

Cartilha do Ministério do Meio Ambiente ensina a fazer obras e reformas de maneira sustentável

Foto: Pixabay/ReproduçãoFoto: Pixabay/Reprodução

por HAUS

17/06/2017

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) disponibiliza desde 2015 uma cartilha para a realização de reformas sustentáveis. As dicas são voltadas para que as obras consumam menos materiais, gerem menos lixo, sejam mais econômicas e duráveis. Elas são direcionadas a profissionais da área e leigos.

Chamada de “Construções e Reformas Particulares Sustentáveis”, a cartilha demonstra como a sustentabilidade pode guiar as reformas feitas em casa. Cômodo a cômodo, o usuário aprende a utilizar melhor os recursos disponíveis para conseguir resultados mais eficazes. A publicação afirma que uma casa sustentável economiza 30% em manutenção.

Outras vantagens são o gasto reduzido de energia e água. Esse tipo de construção também tem uma durabilidade maior e preza pela acessibilidade. “Outro aspecto positivo é que, hoje, o mercado imobiliário vê com bons olhos as moradias sustentáveis. Esses imóveis são, em média, de 10% a 30% mais valorizados. Reformas que tornem imóveis antigos mais eficientes também se beneficiam dessa valorização extra”, diz um trecho da cartilha.

A cartilha está disponível em PDF e pode ser baixada do site do Ministério do Meio Ambiente. Imagem: Divulgação

A cartilha está disponível em PDF e pode ser baixada do site do Ministério do Meio Ambiente. Imagem: Divulgação

Reformas passo a passo

A publicação explica, passo a passo, como é possível inserir os conceitos da sustentabilidade em um projeto de construção ou reforma. “Não há uma ‘receita sustentável’ única para todos, cada construção – um prédio, uma casa, um puxadinho – tem suas peculiaridades e estará assentada em um terreno diferente, em cidades diferentes, com clima específico”, afirma o texto. Mas é possível adaptar detalhes para tornar a obra e mesmo os ambientes sustentáveis.

Nesse ponto, há orientações sobre a melhor maneira de posicionar os ambientes da casa. Poucas medidas podem fazer o clima e a incidência de sol, por exemplo, trabalhar a favor do conforto interno da residência. “Atente para a orientação solar adequada. Não aceite a repetição da mesma planta em orientações diferentes”, aconselha a cartilha. Uma espécie de “checklist” ajuda a organizar as primeiras providências a tomar, ainda no projeto.

Além disso, a publicação ainda traz boas dicas para diferentes elementos envolvidos na obra. Entre eles estão os materiais de construção, a energia, as áreas externas e os resíduos sólidos. A cartilha faz parte de uma série de publicações do MMA chamada “Cadernos de Consumo Sustentável”. O download do material pode ser feito diretamente do site do MMA.

A cartilha faz parte da série "Cadernos de Consumo Sustentável", do MMA. Imagem: Divulgação

A cartilha faz parte da série “Cadernos de Consumo Sustentável”, do MMA. Imagem: Divulgação

LEIA TAMBÉM

Descubra como evitar os erros mais comuns em obras e reformas

Jovem faz sucesso na internet com dicas de construção e reforma

Quer fechar sua sacada? Saiba como liberar a obra e que cuidados tomar

 

PUBLICIDADE