PUBLICIDADE

Greca quer instalar Memorial João Turin no bosque Bom Retiro

Em entrevista exclusiva, prefeito Rafael Greca confirma a intenção de instalar um memorial em homenagem a João Turin no bosque do antigo Hospital Bom Retiro e faz críticas ao atual projeto do novo Angeloni

Movimento criado nas redes sociais reivindica criação do Parque Municipal Bom Retiro em terreno do antigo Hospital Psiquiátrico do Bom Retiro, onde será construído o novo Angeloni. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

Movimento criado nas redes sociais reivindica criação do Parque Municipal Bom Retiro em terreno do antigo Hospital Psiquiátrico do Bom Retiro, onde será construído o novo Angeloni. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

por Sharon Abdalla

19/09/2017

A mobilização popular em prol do bosque localizado na área do antigo Hospital Psiquiátrico Bom Retiro parece ter encontrado ressonância dentro da Prefeitura de Curitiba. Em entrevista exclusiva a HAUS na tarde desta terça-feira (19), o prefeito Rafael Greca (PMN) confirmou a intenção de fazer da área um memorial em homenagem ao artista paranaense João Turin.

Com este objetivo, o prefeito conta que convidou representantes da Federação Espírita do Paraná (FEP) para um encontro no qual manifestou o desejo de permutá-la “com outras áreas da cidade [ou por potencial construtivo em outros terrenos de propriedade da FEP, dentro do que prevê a legislação] para, naquele lugar, erguer” o Memorial Paranista Bosque João Turin, como deverá ser batizado o novo espaço público, caso as negociações avancem. A FEP, hoje, é proprietária da maior parte da área do bosque, 24,5 mil m², após a venda de parte do terreno para o Grupo Angeloni, onde estão localizados outros 4 mil m² do maciço vegetal.

NOVO ANGELONI

Bosque do antigo Hospital Bom Retiro tem quase 25 mil m² de área. Foto: Letícia Akemi/Gazeta do Povo

O assessor de patrimônio da Federação Espírita do Paraná (FEP), Danilo Allegretti, confirma a realização da reunião e diz que a instituição “concordaria em ceder para a prefeitura a área do bosque“. Tal intenção, inclusive, está manifestada na nota de esclarecimento que a FEP divulgou nesta segunda-feira (18) em resposta às manifestações em favor da criação de um parque na área do antigo Hospital Psiquiátrico Bom Retiro, com endereço à Rua Nilo Peçanha, no Bom Retiro. “A Federação Espírita não é contrária à ideia de um parque no local e tem mantido contato com órgãos da Prefeitura Municipal de Curitiba, analisando alternativas para que possa ser viabilizada”, diz o texto. Confira a íntegra da nota ao final da matéria.

 

Ainda de acordo com o prefeito, foi dado o prazo de cerca de um mês para que a FEP avalie a proposta. “Este terreno não é de propriedade da prefeitura, ele é particular. Estamos tentando construir um desenho. Se não conseguirmos, vamos cumprir a lei, preservar o bosque e fazer o parque [em outro local]”, acrescenta Greca ao lembrar que parte do espaço é de Área de Preservação Permanente (APP), já protegida pelas leis ambientais. O prefeito acrescenta que o município não deverá desapropriar a área, pois não tem condições econômicas de fazê-lo.

Projeto

O projeto do que deverá vir a ser o Memorial Paranista Bosque João Turin, no bosque do Bom Retiro, ainda não está detalhado, uma vez que as negociações entre a Prefeitura de Curitiba e a Federação Espírita estão em fase inicial. O prefeito adiantou à reportagem de HAUS que, mais do que uma área verde, ele deverá ser um projeto cultural, onde ficariam expostas as obras escultóricas assinadas por João Turin referentes aos índios e às onças.

“[Instalar uma área em homenagem ao João Turin] é um projeto cultural meu para esta gestão. Se puder fazer ali será muito bom. Sei que o espírito do Turin, que ama tanto Curitiba, vai ser meu aliado na conservação desta área”, acrescenta o prefeito.

Novo Angeloni

Toda a polêmica em torno da preservação do bosque localizado na área do antigo Hospital Psiquiátrico Bom Retiro nasceu após o anúncio da construção da nova unidade do Angeloni em parte do terreno, como HAUS noticiou um primeira mão. Um movimento popular intitulado de “A causa mais bonita da cidade”, inclusive, se organizou para reivindicar a criação de um novo parque municipal no local e reúne mais 3,4 mil apoiadores no Facebook.

Na entrevista exclusiva que concedeu à reportagem, o prefeito lembrou que o supermercado foi licenciado na gestão de seu antecessor, o ex-prefeito Gustavo Fruet, e fez apontamentos sobre o projeto apresentado pelo Grupo Angeloni.

angeloni-hospital-bom-retiro-1

Estudo ilustra como poderia ser a nova unidade do Angeloni em Curitiba. Foto: Reprodução/Douglas Piccolo Arquitetura e Planejamento Visual

“Eu não gostei da volumetria do projeto. Achei uma coisa inadequada, grosseira, comercial, escandalosa. Solicitei a presença dos proprietários [da área] na prefeitura para que eles refizessem o projeto com melhor integração à área verde e com um desenho mais adequado à qualidade urbanística de Curitiba”, aponta Rafael Greca. Ele acrescenta, no entanto, que nunca houve, por parte do grupo, proposta para a derrubada do bosque de 4 mil m², localizado dentro desta propriedade.

Procurado pela reportagem, o Grupo Angeloni disse, em nota, que esteve em “reunião com o prefeito Rafael Greca, que fez algumas considerações sobre o projeto que encontra-se em tramitação, as quais estão sendo avaliadas pelas equipes técnicas”.

Íntegra da nota de esclarecimento da FEP

bom-retiro

LEIA TAMBÉM

PUBLICIDADE