Como limpar cabos USB e de fones de ouvido brancos

Por
20/11/17, 11h58 3 min Comente

O fetiche pelo produto novo talvez se explique no fato de que ele jamais será tão limpo e imaculado quanto no momento em que sai da caixa. Considere seu celular: em dois minutos, a tela ganha horríveis marcas de dedos engordurados. Em um mês, é bem provável que os cabos de recarga e dos fones de ouvido já estejam sujos. Em algum ponto da sua vida útil, que é de 18 a 24 meses, a tela quebrará — e, se não, é bem provável que você coloque uma capinha horrorosa para protegê-la.

É possível voltar àquele estado original? Claro que sim: comprando outro. Para quem não tem dinheiro sobrando (leia-se: todos nós), porém, é possível chegar próximo com alguns truques simples e muito baratos. Continuar lendo Como limpar cabos USB e de fones de ouvido brancos

Esta extensão mostra a localização de quem conversou contigo no Facebook Messenger

Por
28/5/15, 9h12 3 min 8 comentários

Não é segredo algum que o Facebook sabe muito da gente. Mesmo assim, vez ou outra ficamos horrorizados com o tanto de informações que a rede social tem. No Messenger, por exemplo, por padrão o sistema grava a localização exata de onde as mensagens são enviadas. Aran Khanna, estudante de ciência da computação de Harvard, desenvolveu uma extensão que deixa isso bem claro.

[adinserter block=”3″]

A extensão se chama Mapa do Maroto, uma referência ao mapa mágico de Harry Potter que mostrava a localização de todas as pessoas que perambulavam pelo castelo-escola da história. Devido à demanda, a API que que a fazia funcionar estourou; ainda dá para instalar, mas é preciso ativar o modo desenvolvedor do Chrome, gerar uma chave pessoal no MapBox, baixar a extensão do GitHub, editar um arquivo JavaScript e, por fim, instalá-la manualmente. Continuar lendo Esta extensão mostra a localização de quem conversou contigo no Facebook Messenger

Vivendo no limite: Como ganhar espaço em celulares com pouca memória interna

Por
8/3/16, 9h24 15 min 47 comentários

Smartphone custa caro. Mesmo aqueles de entrada significam um gasto considerável. O pior é que, com raríssimas exceções, os modelos mais baratos são os que mais impõem dificuldades no uso — o conhecido “barato que sai caro”. Eles são mais lentos, têm telas ruins e oferecem pouco espaço para guardar arquivos e instalar apps. Como conviver com smartphones que chegam ao cúmulo de ter apenas 4 GB de memória interna? Continuar lendo Vivendo no limite: Como ganhar espaço em celulares com pouca memória interna

6 atitudes para começar o ano de bem com a tecnologia

Por
31/12/15, 19h39 9 min 39 comentários

Salvo por você provavelmente dormir mais tarde e comer mais que o normal (além de ser feriado nacional), 1º de janeiro é um dia, na prática, como qualquer outro. Ou não? Para muita gente existe um aspecto psicológico forte no reinício de cada ano. Acreditamos em recomeços e com esse não é diferente. Mais que isso: por vezes o ano novo funciona como uma nova chance de fazer diferente. Que tal aproveitar o momento para melhorar sua relação com a tecnologia?

O que proponho, ou melhor, sugiro aqui são seis atitudes bem pragmáticas para usar melhor a Internet e seus gadgets. No dia a dia, na correria, acabamos empurrando com a barriga muita coisa que, com mudanças sutis, podem ter um impacto poderoso na forma como gastamos o tempo e cumprimos tarefas online. São todas medidas simples e que podem ser feitas em minutos; não tem desculpa exceto simplesmente não querer. Continuar lendo 6 atitudes para começar o ano de bem com a tecnologia

Como criptografar toda a sua vida em menos de uma hora

Por
23/11/16, 10h33 8 min 86 comentários

“Apenas os paranóicos sobrevivem.”
— Andy Grove

Andy Grove foi um refugiado húngaro que escapou do comunismo, estudou engenharia e, por fim, liderou a revolução do computador pessoal como CEO da Intel. Ele morreu no começo do ano, no Vale do Silício, após uma longa batalha contra a doença de Parkinson.

Quando uma das pessoas mais poderosas do mundo nos encoraja a sermos paranóicos, talvez devêssemos escutar. Continuar lendo Como criptografar toda a sua vida em menos de uma hora

Ative esta opção do iOS 10 para limitar publicidade direcionada

24/10/16, 11h00
Por
24/10/16, 11h00 2 min 2 comentários

É importante entender como as empresas que fabricam nossos dispositivos operam porque o modelo de negócio impacta diretamente nos recursos oferecidos ou não.

Não é uma boa, por exemplo, esperar por recursos que reforcem a privacidade e limitem a publicidade direcionada no Android. O Google vive de publicidade, portanto lhe é vital a veiculação de anúncios mais segmentados e caros. (Recentemente, aliás, o Google associou os dados anônimos da DoubleClick aos das contas Google, identificando efetivamente as pessoas para fins comerciais/direcionamento de publicidade.)

A Apple, não, e isso se reflete em seus sistemas. O iOS é, talvez, o sistema mais progressista no sentido de blindar o usuário contra publicidade direcionada.

Além dos bloqueadores de anúncios liberados no iOS 9 (uso e indico o 1Blocker), o iOS 10 trouxe uma mudança importante na limitação de publicidade rastreada. Trata-se de uma opção para que desenvolvedores e redes de anúncios não consigam te isolar e, assim, enviar anúncios baseados em comportamento.

Para ativar essa opção, entre em Ajustes, depois Privacidade, role a página e toque em Publicidade e, na tela seguinte, ative o item “Limitar Publicidade Rastreada”.

Até a versão anterior do iOS, ativá-la fazia com que o sistema emitisse um “alerta” a apps que pedissem esse número identificador (conhecido por IDFA ou IFA), mais ou menos como o Do Not Track dos navegadores web. No iOS 10, a Apple refinou o comportamento da opção. Em vez do “alerta”, o sistema passou a enviar um IDFA padrão (00000000-0000-0000-0000-000000000000), impedindo formas indiretas de explorar esse identificador.

Por