O que tem na mochila do Paulo Higa.

O que tem na sua mochila, Paulo Higa?

Por
9/2/15, 9h39 4 min 37 comentários
Foto do Paulo Higa.

Paulo Higa tem 21 anos, mora em São Paulo e escreve sobre tecnologia no Tecnoblog, onde trabalha como editor. Teoricamente é usuário de iPhone, mas está com um smartphone diferente a cada duas semanas. De dia, anda com câmera e notebook para cobrir eventos, coletivas de imprensa e afins. À noite, leva papel e caneta para a faculdade de Jornalismo.

  1. Kindle Paperwhite. Às vezes quero ler um texto longo na web, mas não tenho tempo naquele momento. Então salvo o artigo no Instapaper, que se encarrega de enviá-lo automaticamente para o Kindle, e posso lê-lo em outra ocasião. Acho mais confortável que ler na telinha do celular ou no display brilhante do tablet.
  2. Chaves. No molho de chaves que só tem uma chave, levo o token do banco, um ejetor de bandeja de SIM card e um pen drive discreto Kingston DTSE9.
  3. Sony NEX-F3. Controles manuais, fotos em RAW, sensor competente e um corpo relativamente compacto para trabalhar ou para quando a câmera do celular não é suficiente. Virei um grande fã das mirrorless da Sony e certamente compraria outra, apesar dos altos preços (e baixa variedade) das lentes.
  4. Mochila Mizuno Manchester. Não é nada compacta, mas me permite carregar todas as tralhas do trabalho e da faculdade, além de me acompanhar em viagens. Tem tanto zíper (até na alça) que certamente eu já guardei algo nela e nunca mais vou achar.
  5. LensPen. Em uma extremidade, um pincel bem macio para tirar a poeira da lente da câmera. Em outra, uma ponta de carbono para remover marcas de dedo e outras possíveis sujeiras com segurança.
  6. Bloquinho e canetas. Geralmente acabo usando o celular para fazer anotações rápidas, mas rabiscar num papel ainda é mais rápido e eficiente que digitar num teclado virtual. As canetas são a Uni-ball Signo 207 (muito confortável e com tinta bem escura, como eu gosto; pena ser tão cara no Brasil) e uma Pilot Precise V5 (Rollerball com ponta fina; uso principalmente na faculdade).
  7. MacBook Pro de 13 polegadas com tela Retina. É meu computador pessoal, meu computador de trabalho e me acompanha nas coletivas de imprensa que cubro. Quase tão leve (1,57 kg) quanto o MacBook Air que substituiu e tem autonomia satisfatória; quando preciso ficar o dia inteiro fora, o carregador entra em ação.
  8. iPhone 6. Meu smartphone principal. Eu nunca gostei da ideia de usar capinha, mas resolvi fazer isso no iPhone 6 por dois motivos: 1) a espessura ficou tão absurdamente fina que o aparelho escorrega na mão e 2) aquela lente protuberante da câmera traseira me dá aflição.
  9. Fones de ouvido Etymotic hf5. São fones com excelente qualidade sonora, mas a principal característica é a borrachinha de tripla falange, que elimina praticamente todos os ruídos externos. Funciona para ouvir música, eliminar choros de bebês no avião, reduzir o barulho das marteladas na obra do vizinho, proteger o ouvido de motores de carros no autódromo e tem outras 997 utilidades.
  10. Cabos. Um cabo Lightning para carregar o iPhone, da Anker (o original da Apple tem sérios problemas de durabilidade) e um cabo Micro USB para recarregar a bateria externa, transferir dados e qualquer outra necessidade que surgir.
  11. Carregador portátil Anker Astro E3 de 10.000 mAh. Eu tenho um iPhone e… né?
O que tem na mochila do Paulo Higa.
Clique para ampliar.

Nota do editor: O Na mochila é uma seção semanal do Manual do Usuário que apresenta o que gente que admiro carrega em suas bolsas e mochilas. Acesse este link para espiar as demais.

Compartilhe:
  • Pedro

    Oi Paulo ta dizendo aqui que VC usa dois celular por mês. Conhece o Motog? Se sim VC recomenda? Se sim usaria capinha? Se sim de qual cor? Se sim só a capinha mesmo ou pegaria uma película tbm?

    Por enquanto é só isso. Ah, eu amo o Tecnoblog, pena que não tem bonequinho seu… AFF… o Mobilon tem cara que comia as trakinas sozinho quando criança e não dividia com os amigos… AFF

    • Marcos Tony Lehmann

      Cara, o Paulo até testou ele no Tecnoblog. Opinião de quem tem (XT1069): Fuja desse aparelho! Estou passando raiva até não poder mais, com apenas 1 mês de uso. 4 apps em segundo, já o deixa lento nas transições, demora a recarregar tela inicial (home), ‘mata’ apps em segundo plano segundos após assim terem sido colocados, fora outras coisas. Ontem, tentando configurar minhas contas de e-mail no novo Outlook, enquanto fui ver o código da autenticação em duas etapas do Gmail na SMS, ao voltar pro app do Outlook, o aplicativo tinha reiniciado e, óbvio!, teria que reinserir tudo de novo (e-mail, senha, esperar envio de código…). Desisti! Outra hora tento por outro método (ligação para o fixo, envio de código para um email, por exemplo). Uma vergonha esse aparelho. Moto Bomba!

      • Sério? Eu também testei o Moto G novo e achei um smartphone bem bom: https://www.manualdousuario.net/novo-moto-g-2014/

        Não dá para exigir desempenho de high-end, mas ele é muito bom pelo que custa e passa longe de ser ruim a ponto de dar dor de cabeça.

        • Marcos Tony Lehmann

          Rodrigo, não mentiria, acredite. Comprei porque confiei na babaquice do povo em ‘Moto God’, ‘Mito G’ e se soubesse a raiva que sinto de mim mesmo…
          Já resetei ele 5 vezes (duas pelo ‘redefinir’ e 3 pelo hard reset de combinação de teclas power + vol down e seguindo outras dicas). Usando agora Android 5.0.2

          • Você tinha qual smartphone antes? Ele é sensacional comparado com outros Androids baratos da época que eram uma tragédia. :p

          • Marcos Tony Lehmann

            Gabriel, antes dele usei (no ano passado) um Lumia 520, outro Lumia (625) e um Moto G XT1033 (equivalente a ele, mas da primeira geração). Como no final do ano teve muita promoção e o preço do novo estava bom, adquiri mas demorou quase um mês pra entregar, mas como tinha vendido o Moto G anterior, fiquei usando o Lumia 625 até o Correio entregar o novo (das ‘Americanas’). Acredite: os outros funcionavam bem melhor. O de primeira geração não me estressava como esse e os Lumias, com ‘apenas’ 512mega de RAM e processador dual core, também. Quando se tinha muito app aberto, começava a dar ‘retomando,,,’ e bastava fechar quase tudo, ou seja, manter apenas o básico para aquele momento (3, 4) e funcionava sem nenhum problema. Já o ‘Mito G 2ª geração’… Até agora não inseri minhas contas do Gmail no novo Outlook (Acompli), de tanta raiva que passei na tentativa anterior, com o Mito G (??) ‘matando’ o app após 4, 5 segundos

      • Antônio Vinícius Duarte

        Eu tenho um XT1069 e tinha este problema no Kitkat. Com o Lollipop esse problema reduziu consideravelmente.

        • Marcos Tony Lehmann

          Antônio, o Lollipop reduziu muito pouco, por ex, com o 4.4.4, mesmo sem nenhum app aberto e se clicasse no app nativo de câmera, quando voltava na tela inicial, demorava a aparecer os apps dela, o que ocorre no 5.0.2 quando mantenho apps em background, mesmo sabendo que estão ‘congelados’, pois ele mantém o app na multitarefa, mas quando se clica, são reiniciados. Se são congelados, por que a demora para mostrar a tela inicial? No Kitkat, tinha um bug irritante: tinha hora que abria um app mas ele não ‘abria’, ou melhor, abria direto em segundo plano e me fazia ir na multitarefa, clicar no app lá para que ele fosse maximizado e pudesse ser usado. Com o 5.0, não ocorreu ainda. Tenho ódio de celular e computador que trava e comprei-o porque ouvia (lia) maravilhas do ‘Android puro’, ‘fluidez do sistema’, ‘oitava maravilha do mundo’. Ah, no fim de ano, mexi nos celulares do povo da família e um CCE Sk504 e um LG G Pro Lite dual chip tiveram funcionamento bem mais redondo (não pude comparar porque o Moto G ainda não havia chegado), mas falo da minha percepção, ao abrir vários apps (inclusive de câmera, nativo) e alternar entre eles e voltar pra tela inicial. São aparelhos que todo mundo pode dizer que ‘são lixos perto do Moto G’ e, no entanto, pude ver bem quem era lixo e no uso prático, não no ‘ouvi dizer’. Estou falando isso tudo nem é pra você, para criar discussão não, é só para explicar mesmo. Tô doido pra achar alguém que queira, pra passar pra frente.

          • MaoTseTung_o_bondoso

            to com o mesmo problema no meu xt1069.

    • Tem review meu: https://tecnoblog.net/165754/moto-g-2014-review/

      Não usaria capinha porque a pegada do Moto G já é muito boa. Película eu não vejo necessidade em nenhum smartphone com Gorilla Glass. Não uso e nunca tive uma tela riscada por não usar. :-)

      • Marcos Tony Lehmann

        Paulo, geralmente nosso medo é de quebra mesmo. Risco, dá pra conviver bem, mas tela estilhaçada que custa quase o preço do aparelho novo para substituir, já não dá para conviver… Você não usa (usou) película nem nos seus iPhones? Corajoso demais!!

  • André Almeida Martins

    Ideia legal de colocar o ejetor de chip no chaveiro!
    USAhUASHUSA
    Como nao pensei nisso antes!? =D

    Ghedin, a serie sobre as mochilas vao ter postagens de nos, leitores, também!?
    =D

    • Sim! Só não consegui bolar ainda um sistema para escolher os leitores — são muitos e o espaço é pouco, logo é preciso ter algum. Mas teremos mochilas dos leitores sim, em breve :-)

      • Marcos Tony Lehmann

        Esse foi o primeiro (andei uns tempos sem acessar…)? Ideia maravilhosa!! Já fez um seu, né? (Vou pesquisar aqui).

        • Esse foi o quarto. Veja todos aqui: https://www.manualdousuario.net/tag/na-mochila/

          Ainda não fiz um meu, mas está na fila. Um dia sai :-)

          • Marcos Tony Lehmann

            Vou ler sim, todos eles e faça o seu, oras. O dono do pedaço tá tímido?

          • Marcos Tony Lehmann

            Rodrigo, me desculpe o off topic, mas queria pedir que fizesse um post sobre essas internet ‘públicas’ de operadoras, o hotspots. Estou tendo muito problema no Velox (Telemar, Oi) e nas centenas de ligações para o call center, um dia me fizeram aceitar um tal Wifi Fon, que aqui (Curvelo, Minas) acho que nem existe, mas vai que existe e não sei… e pesquisei um pouco e acabei descobrindo que eles ‘puxam’ uma parte da banda residencial para usar nessa pública, ou seja, um gato. Liguei domingo na central e perguntei e foi prontamente negado, disseram que não, não existe isso, que o cliente não é prejudicado. Como a gente nunca pode esperar muita coisa, pois se o fazem, não falarão, gostaria de saber se você tem meios de aferir isso com suas fontes ou gente ligada ao meio. Obrigado!!

      • André Almeida Martins

        aeeeeeeeeeeeeeeeee o/

    • o meu nem da, é aquele antigo da Apple que é aberto, pode facilmente sair do chaveiro. Então acabo deixando em casa. Não tenho costume de alterar chip, então não vejo necessidade de andar com ele.

    • Fiquei pensando se o ejetor de chip não vai furar a perna dele se por as chaves no bolso. :)

      • André Almeida Martins

        puuutz.. verdade!

  • Rodrigo Gonzalez

    Acho muito legal essa série de posts, mas tem uma coisa que me incomoda um pouco na formatação. As fotos do que está sendo citado ficam no topo e no final de cada post e a formatação fica em lista, um item em cima do outro. Embora seja ideal para visualizar a lista, não é tão fácil relacionar ao que está na imagem. Talvez ficasse melhor se a lista fosse horizontal e não vertical, assim ficaria mais fácil relacionar o texto ao que está na imagem. Se for possível, é claro.

    Mesmo assim, ótimo post =)

    • Lista horizontal = texto corrido? Não sei, não me parece que seria melhor… Digo, ficaria um parágrafo gigantesco amontoado, não? Ou entendi errado?

      • Rodrigo Gonzalez

        Na verdade a ideia seria que fosse exatamente como é hoje, blocos separando cada item, só que ao invés do item 2, por exemplo, ser logo abaixo do 1, seria do lado direito com o devido espaçamento entre um e outro. Ficou confuso?

        • Acho que entendi, mas a coluna é estreita. Daria para colocar uns três itens antes que eles ficassem muito finos. Ou isso, ou colocar uma barra de rolagem horizontal (o que é pouco prático, e deve ser infernal em dispositivos móveis).

          • Rodrigo Gonzalez

            Mas aí a ideia não seria colocar rolagem horizontal e sim colocar linhas de 3 itens cada. Em casos como esse, por exemplo, seriam 4 linhas mais ou menos, o que já facilitaria a visualização da imagem.

          • Pode ver a questão de colunas responsivas: no desktop ou tablet duas ou três colunas e no celular uma.

  • Tem um plugin na Codecanyon que pode dar um “tag” nas fotos, acho q ficaria mais legal…

    • Cheguei a pesquisar plugins, image mapping e outras soluções, mas acabei optando por foto+lista para manter a coisa low profile, fácil de produzir e de manter, e compatível com todo dispositivo usado para acessar o site :-)

  • Eu pensei que aquela bateria era um celular hahaha

  • Chicão

    Acho essa a melhor série daqui no momento.
    Eu comecei a ler o tecnoblog por causa desse rapaz. Ele escreve bem.
    E acho que ele leva tudo na medida ali dentro da mochila.

  • Mateus Schiontek

    Qual é a capa do Kindle?

  • Paulo Menezes

    Surpreso por não ver um iPad/tablet. Primeira mochila que não tem um.

  • Eduardo Papa

    Gente, tem alguns poucos caras que fiquei fã, sito, Paulo Higa, o Ghedin, o Joel, Mobilon, Lito (aviões e música) e o Cardoso. Bacana saber que gadgets essa galeria leva, eu não levo nada além de meu telefone e uma necessaire com alguns remédios, cabo de dados, fone da motorola…. Simples assim