O que este Nokia X estava fazendo no Submarino?

Por
26/5/14, 18h07 4 min 12 comentários
Nokia X à venda antes da hora no Brasil.
Imagem: @GordoGeek.

Ontem de manhã um produto curioso apareceu na vitrine virtual do Submarino: o Nokia X, smartphone de baixo custo que roda uma versão especial do Android, por R$ 599 — ou R$ 519 no cartão da loja. Divulguei o link no Twitter questionando se estava diante de um vazamento, um erro operacional ou qualquer coisa do tipo, afinal o Nokia X ainda não foi anunciado oficialmente no Brasil.

A resposta, vi minutos depois, estava na própria página. Não era o Submarino que estava vendendo o Nokia X, mas uma outra loja, a Shopmaxx, através do programa Submarino Marketplace.

Esse programa é parecido com o que a Amazon faz nos EUA. Lojas menores vendem através de uma maior (Amazon ou Submarino, nesses casos) para se aproveitar da exposição e recursos de divulgação mais robustos. Elas expõem seus produtos e lidam com a entrega, mas o processamento dos pedidos é feito pelo Submarino. Para participar do programa, é preciso ser aprovado em uma avaliação da loja maior.

A Shopmaxx é uma dessas. Seus preços estão dentro da normalidade e seus produtos se alternam entre smartphones, equipamentos fotográficos e acessórios. Como o Nokia X foi parar lá, então?

Falsificação ou importação

Existem duas possibilidades. A primeira, que se trata de um aparelho falsificado, como as inúmeras réplicas de iPhone que inundam o mercado cinza. A outra, mais provável, é de que se trata de um produto importado.

Essa prática é relativamente comum em lojas menores, que acabam servindo de atalho para quem quer comprar por aqui, pagando com cartão nacional e podendo parcelar, aparelhos recém-lançados lá fora ou que sequer chegarão ao país.

A própria Shopmaxx, em seu domínio, comercializa vários smartphones da HTC, fabricante que há dois anos abandonou o BrasilOutras também vendem aparelhos da fabricante taiwanesa.

Ah sim, e o Nokia X, que continua disponível na loja da Shopmaxx e por um precinho mais camarada: R$ 397 à vista.

Mesmo sem ter chegado oficialmente ao Brasil, Nokia X já é vendido.
Nokia X à venda no Shopmaxx.

O que dizem Nokia e B2W

Entrei em contato com a assessoria da Nokia para entender se houve equívoco de alguma parte. Eles foram categóricos: “Por enquanto, a Microsoft Devices do Brasil ainda não anunciou preços e disponibilidade dos produto para o mercado.”

Também apontaram que, no anúncio (já removido a pedido da Nokia), a descrição do produto indica que o Nokia X roda Windows Phone, o que não é verdade.

Ao Submarino, mandei um e-mail perguntando quem, nesse caso, arcaria com eventuais reclamações ou problemas com o produto. A página de apresentação do programa diz que a loja parceira determina as condições de venda, os produtos disponibilizados e a entrega, mas não prevê o que acontece em caso de reclamação; no máximo, diz que consumidores em dúvida sobre produtos de parceiros podem recorrer ao SAC para esclarecimentos. A resposta ainda não veio e o post será atualizado quando a receber.

Salvo uma ou outra exceção, o Brasil está bem servido de smartphones e, quando eles chegam, a imprensa cobre com bastante barulho. Embora eu não esteja colocando em xeque a idoneidade da Shopmaxx, comprar um smartphone que não foi lançado oficialmente aqui, nem homologado pela Anatel, implica por si só em alguns riscos — no mínimo a Nokia pode não se sentir obrigada a prestar garantia a um produto não lançado e, nessa, o consumidor ficaria na dependência exclusiva da loja, situação que nunca é uma boa.

Compartilhe:
  • A investigação levantou vários pontos interessantes hein! E essa nebulosidade sobre quem vai se responsabilizar pela reclamação do cliente assusta viu. Em todo caso, o produto parece ter sido retirado do Sub… Continuemos de olho bem aberto!

    • Sim, foi retirado a pedido da Microsoft.

      • Ia perguntar se foi pela MS ou pela Nokia… aí lembrei que a primeira comprou a segunda. Difícil de se habituar com isso.

  • Jean Felix

    Rodrigo, essa notícia me lembrou de um HTC com Windows Phone (não lembro o modelo agora), vendido também pelo Submarino (provavelmente com esta Shopmaxx por trás) por R$ 860,00 (um absurdo, levando em conta as especificações) e de uma outra parceria envolvendo as Lojas Americanas e o site Gurivéio (dessa vez com produtos nacionais). De qualquer forma, essas operações são perigosas, a meu ver, pois o consumidor comum não vai procurar pelos idoneidade da loja menor, o que pode acarretar problemas. Bom ficar de olho aberto.

    • Mateus Azevedo

      A princípio a loja maior que está servindo de vitrine já faz essa verificação de idoneidade. Afinal, é o nome dela que está em jogo.

  • Ycara Mrehtpot

    E o cara ainda vem com negócio de “Recorte” e de que o IBAMA agora só recomenda artigos em formato de tuites… ah, para, né. Você nasceu para paranauês maiores.

    Pô, minha dona de casa que está lendo isto com um sorriso maroto… o que está esperando? Aproveita que jogamos o precinho lá embaixo. E se ligar nos próximos 5 minutos pagará apenas R$14 e nunca mais terá dor de cabeça com esse negócio de tecnologia dos jovem. Onde mais a senhora encontra conteúdo assim e sem ser traduzido por estagiários? Não responda, apenas assine!

    Ghedin, top, apenas TOP.

    • huehueheu, obrigado! Um dos elogios mais bacanas que já recebi aqui — e bela forma de VENDER O PEIXE, essa sua aí :-)

  • Saulo Benigno

    E o preço, muito camarada mesmo, dá até vontade de comprar.

    Me pergunto quando chegar oficialmente qual será o valor do mesmo.

  • Mateus Azevedo

    Só acho que o Submarido podia deixar um pouco mais claro quando é produto de loja parceira. Numa olhada rápida, eu também não perceberia.

    Aliás, vai ver é essa intenção mesmo :D

  • Paula Tejano

    Pelo Código de Defesa do Consumidor ambas as lojas respondem solidariamente por danos ao consumidor, ainda que para este, seja melhor, e até mais fácil, acionar a maior.

  • Pingback: Vazam primeiras informações da linha Nokia X2()