Felipe Neto encarando o canarinho bravo da CBF.

Comprei o novo app do Felipe Neto para fazer este review

Por
15/5/18, 15h23 6 min Comente

Felipe Neto, o segundo youtuber mais popular do Brasil, tem um novo app na praça. Indicado para todas as idades, ele é regido pela mesma política de privacidade falha do primeiro app dele, lançado em meados de 2017. Isso é ruim! Mas e o app, é bom? É o que descobriremos neste review!

Você lembra daquele primeiro app, né? A Gazeta do Povo foi o único veículo da imprensa brasileira a publicar uma avaliação aprofundada dele. Por esse histórico, me senti compelido a fazer o mesmo com o novo app.

Review completo do Netomoji

Netomoji, caso isso lhe tenha escapado, é a junção dos termos “Neto” e “emoji”, uma bela sacada que diz, ao mesmo tempo, que se trata de um app do Felipe Neto e um app de emojis. Fiz uma sessão de brainstorming aqui e tenho que confessar: os caras manjam muito de marketing. Impossível encontrar um nome melhor. Duvida? EU TE DESAFIO a encontrar um nome mais massa e informativo ao mesmo tempo.

O app é pago, custa R$ 6,90 e está disponível para os sistemas Android e iOS. O site oficial diz que é um app “realmente seguro”, mas isso é o tipo de coisa que todo app, inclusive os que não são realmente seguros, diz que é. Ou você já viu um daqueles banners de sites piratas oferecendo otimizadores de celular com os dizeres “baixe este app para destruir seu celular e fazer você gastar créditos com estelionatários de algum país obscuro do leste europeu”? Pois é, nem eu.

Para tirar a prova, adquiri uma cópia genuína do Netomoji para iPhone. Assinantes do outro app do youtuber souberam antes do novo e tiveram 24 horas para comprá-lo com 50% de desconto. Bateu um arrependimento por tê-lo desinstalado logo depois de publicar aquele review, ano passado.

Netomoji em um iPhone X.
Imagem: Fanhero/Divulgação.

Mesmo o iOS tendo um formato oficial de “figurinhas” dentro da App Store, para a minha surpresa o Netomoji se comporta como um teclado alternativo no sistema. Depois, pensando melhor, constatei que é compreensível a opção pelo teclado: as figurinhas no formato oficial só funcionam no iMessage. E quem usa iMessage no Brasil? Pois é, quase ninguém.

Instalar-se no sistema como um teclado é, basicamente, a única permissão que o app pede. Dessa forma, o Netomoji funciona em qualquer app, do WhatsApp até os campos de busca do próprio sistema. Mas funciona de um jeito esquisito: você toca em um emoji e ele é copiado para a área de transferência; aí, você toca no campo de texto e cola o emoji para enviá-lo. Não sei se é assim também no Android, mas não vou gastar mais R$ 6,90 com o Felipe Neto para descobrir.

Os emojis são de três tipos: estáticos, animados e GIFs de trechos dos vídeos do Felipe. Também há, dentro desse teclado, um alfabético convencional. Além de escrever palavras, ele permite pesquisar por netomojis mais rapidamente.

PAUSA RÁPIDA PARA O TOP 3 EMOJIS DO FELIPE NETO

3. Felipe Neto correndo de um jeito engraçado

Netomoji do Felipe Net correndo.
Imagem: Fanhero/Reprodução.

2. Felipe Neto com uma gosma na testa

Felipe Neto com suor na testa.
Imagem: Fanhero/Reprodução.

1. Felipe Neto segurando um cocô com expressão facial

Netomoji do Felipe Neto com fezes na mão.
Imagem: Fanhero/Reprodução.

Opa, voltando. Ao alternar para o teclado do Netomoji, há uma lentidão perceptível. Teclados de terceiros nunca foram muito bons no iOS e não será o do Felipe Neto que mudará essa percepção.

Outro aspecto negativo é o fato de a cor do cabelo do Felipe Neto dos emojis estar desatualizada. Ele é vermelho, mas, nos últimos vídeos, Felipe está com o cabelo meio amarelo, meio laranja. O youtuber promete, porém, que “pelo menos cinco pacotes adicionais [de emojis] serão liberados” sem custo extra. Não se sabe se a cor do cabelo nos emojis será alterada nesses pacotes, mas dá para ter esperança: um deles traz o cabelo atual.

Comparativo entre Netomoji e vídeos do Felipe Neto.
Repare na diferença de cores do cabelo de Felipe Neto.

Normalmente não concederia permissão para um teclado me enviar notificações, mas visando atender o rigor científico que nossas análises pretendem ter, liberei o Netomoji para fazer isso. Recebi esta durante a convocação do time de futebol do Brasil que vai à Copa do Mundo, mas não me instigou a clicar para ver o que era. Há um limite no rigor científico para avaliar apps de emojis e/ou youtubers.

Notificação enviada pelo app Netomoji.
Notificação do Netomoji.

Na página de promoção do app, há uma seção especial para os pais. O público de Felipe Neto é majoritariamente infantil, logo, faz sentido explicar aos responsáveis por essas mini-pessoas sem discernimento por que elas querem desenhos de um cara de cabelo colorido no celular.

A página diz que o Netomoji foi “desenvolvido pensando no público mais jovem”. A política de privacidade, porém, fala que é preciso ter 13 anos para usar o app e que um punhado de dados pessoais é coletado durante o uso.

Thao Tran, gerente de marketing digital da Fanhero, parceira de Felipe Neto no desenvolvimento dos seus apps, me disse que a política de privacidade no site do Netomoji está errada, que ela é, na realidade, a do app oficial do Felipe Neto, aquele lançado ano passado. Nele, tudo bem coletar um monte de dados dos usuários; no teclado de emojis, não!

Tran disse, também, que atualizaria imediatamente o site e o app do Netomoji com a política correta, condizente com as intenções e capacidades do app. Isso foi na sexta-feira (11). Até a publicação desta matéria, a página ainda não havia sido atualizada.

Mas e aí, o Netomoji vale a pena? Os desenhos são bem feitos e, é preciso reconhecer, lembram muito o youtuber a quem o app alude. Alguns são meras representações de emojis famosos; outros, se entendi direito, referências a piadas internas do canal do Felipe Neto. Se você curte o trabalho dele e não tem mais nada com que gastar, manda ver! Se não, fique nos bons e velhos emojis ou dê uma olhada nas figurinhas da App Store — as da gatinha Pusheen estão saindo por R$ 3,50.

Foto do topo: @cbf_futebol/Instagram.

Compartilhe: