Detalhe da tela do Xperia T2 Ultra Dual.

[Review] Xperia T2 Ultra Dual: às vezes, parecer é o suficiente

Por
20/6/14, 9h59 10 min 42 comentários

Uma das últimas tendências no miolo da escala de preços dos smartphones é a das telas grandes, com tamanhos que vão de 5 a 6 polegadas. São aparelhos enormes com telas que, na vitrine, chamam a atenção e no bolso, incomodam. O Xperia T2 Ultra Dual é a aposta da Sony nesse emergente filão.

Outra tendência é a dos smartphones dual SIM. Enquanto o mítico topo de linha com suporte a dois SIM cards não vem, os intermediários seguem melhorando. Com configurações modestas, mas surpreendentemente melhores do que se poderia esperar, Xperia T2 Ultra Dual chega perto desse estado de união entre o melhor dos dois mundos. Quão perto? É o que descobriremos em mais uma análise.

As aparências quase me enganaram e isso é bom

Na mão, o smartphone é enorme.
Foto: Rodrigo Ghedin.

É bom já começarmos com a questão “tamanho” para tirá-la do caminho. Com tela de 6 polegadas, o Xperia T2 Ultra Dual não faz mágica e compromete um pouco conforto e portabilidade. Da safra de smartphones com telas enormes, ele se junta à maioria e fica longe do único que passa — o G Flex, graças ao seu formato curvado.

Embora grande, a tela não é Full HD. A Sony optou por um painel apenas HD, com resolução de 1280×720. O resultado, porém, é um tanto melhor do que as implementações em condições similares de LG e Nokia (Lumia 1320). A proporção dos elementos da interface é mais acertada, as fontes estão bem legíveis e não sofrem tanto com serrilhados. Cores, brilho e contrastes são ótimos e, de modo geral, às vezes dá para esquecer que a densidade de pixels por polegada poderia ser maior. Apenas em alguns pontos, principalmente os ícones, essa quase falha fica mais evidente.

Para uma fabricante que só recentemente começou a entregar telas livres de críticas como a Sony, a do Xperia T2 Ultra Dual é uma grata surpresa. Além dos pontos positivos já citados, o painel utilizado é de boa qualidade e não apresenta a perda de contraste massiva de outras, como a do Xperia Z1.

A tela do Xperia T2 Ultra Dual surpreende.
Foto: Rodrigo Ghedin.

Quando digo, no título, que “parecer é suficiente”, a tela é uma das que ajudam a firmar essa sensação. O corpo do aparelho, outro. Quem pegou um Xperia recente já tem uma boa noção do que esperar. Na mão, esse o Xperia T2 Ultra Dual agrada mais do que a leitura das suas características fariam qualquer um prever. Não há materiais nobres como aço e vidro na estrutura, mas mesmo confiando apenas em plástico ele é elegante e emana firmeza. Especificações físicas como espessura e peso são bem impressionantes para um aparelho tão grande — 7,7 mm e 171,8 g.

O Xperia T2 Ultra Dual não é, mas parece um smartphone premium. Onde muitos arriscam soluções meramente estéticas e frequentemente falham, a Sony conseguiu uma sucessão de acertos incomum. Às vezes as aparências enganam e em raros casos, como neste, isso é algo bom.

Apesar dos elogios, todos dignos, o smartphone não escapa isento de críticas. O plástico de trás apela para um black piano bem agressivo que, nas condições ideias, lembra bastante vidro. O problema é que nas menos ideais, o que se traduz em a qualquer momento com ele nas mãos, a quantidade de marcas de dedo e impressões digitais é alarmante, sem falar na suscetibilidade a pequenos riscos.

Marcas de dedo em profusão na parte de trás.
Foto: Rodrigo Ghedin.

Outro problema, inerente a essa identidade visual da Sony, é a ergonomia. As dobras estão menos secas, mais arredondadas, mas ainda assim o desperdício de espaço na frente e as dimensões físicas tornam difícil o manuseio. E, não dá para não citar, a dificuldade em inserir e remover os SIM cards é inexplicável — de longe, uma das piores bandejas do tipo que já experimentei. Apesar de relevantes, são pontos que ficam pequenos perto das qualidades do modelo.

Botões e conexões todos nas laterais.
Foto: Rodrigo Ghedin.

Vale notar, mais a título de curiosidade, o fato de a Sony ter optado por manter as bordas superior e inferior livres de portas e botões. Nem mesmo a saída de áudio e o conector microUSB, normalmente em cima e embaixo, respectivamente, foram mantidos nessas posições. Tudo, de portinholas a botões, está nas laterais.

O Xperia T2 Ultra Dual se comporta como o previsto

Visão geral do Xperia T2 Ultra Dual.
Foto: Rodrigo Ghedin.

Por dentro, o Xperia T2 Ultra Dual não foge muito do arroz com feijão de smartphones intermediários. Vem com um Snapdragon 400 com CPU quad-core rodando a 1,7 GHz, 1 GB de RAM e 8 GB de espaço interno — ao usuário, ficam disponíveis 4,67 GB e um slot para cartão microSD, o que é pouco, mas dentro de um nível usável.

O Snapdragon 400 é o limite para uma boa experiência no universo Android. Ele consegue rodar apps e jogos triviais sem muito prejuízo, e só se enrola quando vários apps são abertos ao mesmo tempo e disputam os recursos não tão abundantes do aparelho. Para usuários casuais não faz feio, mas se a sua intenção é exigir mais do smartphone, talvez seja o caso de buscar uma alternativa superior.

O que se sobressai nele é a bateria, com 3000 mAh. Ela dura bastante (e demora um bocado para recarregar) mesmo sem recorrer aos truques espertos e úteis da Sony, como o modo Stamina, que ajudam a economizar ainda mais energia. Autonomia parece, aliás, o grande trunfo dos smartphones intermediários gigantes: com componentes menos gastões e espaço para acomodar baterias de grande capacidade, esse é, junto ao tamanho da tela, uma bela vantagem sobre smartphones menores, ainda que mais avançadas.

Câmera um pouco acima da média.
Foto: Rodrigo Ghedin.

A câmera, com 13 mega pixels, por padrão tira fotos de 9 mega pixels devido à proporção padrão, 16:9. Para usar toda a extensão do sensor, é preciso alterar a proporção manualmente para 4:3, disponível apenas no modo Manual. Em termos qualitativos, ela não nega sua posição na hierarquia de valores, ou seja, é intermediária, como o resto do Xperia T2 Ultra Dual. Para ser justo, um pouco acima disso. Frequentemente faz fotos bonitas, ricas em detalhes e com pouco ruído, mas às vezes o pós-processamento é exagerado, o que confere às imagens um aspecto artificial.

Alguns exemplos:

Foto de exemplo: árvore com folhas pequenas e céu.
O detalhamento nesta foto ficou bem bom.
Foto de amostra: lâmpada e corrimão.
Com pouca luz, não há milagre: os ruídos aparecem.
Foto de amostra: prato feito na mesa do restaurante.
Às vezes a câmera surpreende. O PF da foto, mesmo em ambiente pouco iluminado, ficou bonito.

Veja as demais fotos, em resolução natural e sem edição, neste link.

O sistema de “apps” está presente, com destaque para o esperto “Auto superior” e o cômico “AR effect”. Durante os testes recebi uma atualização que trouxe um novo, o “Fundo desfocado”. Ele cria o efeito bokeh artificialmente, aquele que desfoca o fundo. É relativamente fácil reproduzi-lo com uma abertura grande, o que nem sempre é o caso — e neste, não sei, já que as informações EXIF da câmera não indicam a abertura. Dependendo da situação, fica muito legal. Repare que, neste exemplo, o software conseguiu separar até os pelinhos da calça (lado esquerdo) do fundo:

Fica bem legal, se bem feito.
O efeito Fundo desfocado.

Quanto à câmera frontal, esqueça: a qualidade é simplesmente horrenda.

Este Android facilita o manuseio com uma mão

A Xperia UI, camada de software que a Sony aplica sobre o Android (4.3), continua evoluindo. Já faz algum tempo que, a despeito de um ou outro detalhe brega, ela se destaca positivamente graças a recursos úteis no dia a dia e soluções criativas.

No Xperia T2 Ultra Dual, uma nova para minimizar a dificuldade que é manusear um smartphone tão grande com apenas uma mão estreia: as notificações “baixas”. Dê um toque duplo no botão virtual “Home” e a cortina de notificações aparece a partir da borda inferior. Na primeira vez pensei tratar-se de um bug, mas é de propósito e realmente adianta bastante para o lado do usuário.

Truque esperto para facilitar o uso com uma mão.
Foto: Rodrigo Ghedin.

Em termos de “melhor uso do espaço disponível” na tela, a Sony cumpre bem alguns pré-requisitos. O teclado vem com a fileira extra numérica no topo e pode ser jogado para os lados; mini-apps flutuantes são acessíveis a partir da tela de multitarefa. Até o corpo do aparelho, com botões físicos na metade para baixo e todos do lado direito, ajudam nesse sentido. E é curioso o sistema rotacionar mesmo na tela inicial; fazia tempo que não via um Android fazer isso.

Android modificado é sempre tema polêmico. Não dá para determinar, em um dispositivo tão intermediário, até que ponto os eventuais engasgos e atrasos na renderização de ícones e imagens (acontece) são culpa do software ou do hardware. Ainda que seja do primeiro, as facilidades compensam esses pequenos lapsos.

Um grandão dual SIM de respeito

Logo da Sony no topo do Xperia T2 Ultra Dual.
Foto: Rodrigo Ghedin.

Juro que tento, mas não entendo o frenesi em torno de telas grandes. Já li e ouvi, várias vezes, pessoas em busca de smartphone com tela grande — ignorando outras características que, para mim, são mais importantes. Nesse sentido o que praticamente todas as fabricantes estão fazendo é mais uma resposta à demanda do que apostas. Smartphones enormes com entranhas medianas oferecem uma experiência razoável e o que o povo quer, leia-se, telão. Em um mercado tão saturado e carente de diferenciais, ignorar um pedido tão específico não seria uma tática muito esperta.

Dos modelos mid-range com tela de 6 polegadas que testei recentemente, o Xperia T2 Ultra Dual foi o que mais me agradou. Em nenhum aspecto ele é muito ruim, e em uns poucos acaba até surpreendendo. Por R$ 1.299 talvez não seja a melhor pechincha do mundo, mas se a tendência de queda dos preços se aplicar aqui, em breve ele estará rondando a casa dos R$ 1.000 e aí sim será uma opção difícil de resistir. Os dois SIM cards só aumentam o apelo e não é difícil imaginar que ele venderá bem.

Para quem procura um smartphone enorme com suporte a dois SIM cards, arrisco dizer que o Xperia T2 Ultra Dual é, hoje, a melhor opção com essas características no mercado brasileiro.

Xperia T2 Ultra Dual.

Compre o Xperia T2 Ultra Dual

Comprando pelos links acima o preço não muda e o Manual do Usuário ganha uma pequena comissão sobre a venda para continuar funcionando. Obrigado!

Compartilhe:
  • Elton

    Eu gostei dele, mas não o suficiente para querer comprar. Acho que vou guardar dinheiro e aguardar para ver se consigo um OnePlus One no futuro.
    Obrigado pelo review, Ghedin! Foi ótimo, como costumeiro. :)

  • Renato Bessa

    Tenho um Nexus 4 e a intenção de comprar um aparelho com tela grande, fica aqui apenas o receio de sentir falta de processamento optando pelo T2. No entanto não sou um heavy user, por isso acho que não vou sentir um incômodo tão grande. Obrigado pelo review, está ajudando bastante na escolha do meu próximo smartphone.

    • juscelei

      Renato, mesmo vc nao sendo um heavy user vc vai sentir diferença, pois vc esta acostumado com 2 gb de ram e 16 gb intermos com um adreno de 320 e neste caso suas confiracoes de hardware caem e muito. Uma opcao atrente com tela menor seria o lg g2 que seria uma versao mais atual do eeu nexus 4. O g2 e encontrado a 1250.

  • lenita

    Tenho um há 2 meses, o som é péssimo e até então não consigo ver um vídeo inteiro sem que ele trave…

    • Miriam Cardoso

      O meu já tem 7 meses, não acontece essas coisas.

  • Liliana

    Eu estou adorando o meu!!! Tenho que fazer um seguro, pois não tem como esconder ele na roupa.

  • isabel

    Tem 8 dias que comprei um e estou adorando.

  • isabel

    Será que a câmera dele faz o mesmo que a do s3 só com um sorriso tira a foto? Acho que é câmera inteligente?

    • Samuel

      Ele tem essa função sim.

  • Samuel

    Comprei o meu Xperia T2 a uma semana e gostei bastante. Sinceramente já me acostumei com seu tamanho.

  • Marcus

    tenho um moto g que por sinal acho muito bom, vou comprar o xperia t2 ultra dual por ele te algumas vantagens, como 2 sim cards, camera de 13mp, tela gigante e o processador um pouco melhor, como ja uso um smartphone intermediário vou achar ele melhor que o moto g.

  • Leonardo

    Comprei o meu e estou achando ótimo! Após a primeira semana de uso o tamanho dele já passa despercebido… é rápido, fluído e faz ótimas fotos. Tinha um moto g. Ah, cabe no bolso da frente de uma calça, sim.

    • Sebastião

      Olá Leonardo ! Após 10 meses voce ainda recomenda o aparelho? Estou pensando em compra-lo.
      Agradeço se puder me dar sua opinião.

      • Josania Valdameri

        Comprei o meu ha poucos dias e estou adorando. Apenas a camera frontal que em meia luz não serve pra nada, mas na claridade, luz do dia ficam boas. Super leve, chega parecer um brinquedo de tão levinho. Achei bem rápido, até agora não travou em nenhum momento. Super elegante, coloquei película de vidro e capa transparente e continuou lindo! O meu é branco. Eu aprovei !!

        • Sebastião

          Olá Josania ! Obrigado pelo feedback !

          Ja comprei a pelicula de vidro e um case de proteção também. Estou na expectativa do aparelho… Ja apssei pelo Moto G e Zen Fone acredito que este realmente atenderá meu perfil pelo tamanho da tela e bateria, sou um usuário normal.

          • Josania Valdameri

            E aí gostou do seu Xperia? Apenas achei o som bem ruinzinho, esperava mais, no mais continuo adorando :)

          • Sebastião

            Gostei sim Josania !

            Pelo preço e autonomia da bateria estou muito satisfeito.

            Quanto ao som do alta falante realmente é ruim, mas como suo fone em 99% do tempo pra im está ok.

            Ahhh ataulizei o cel para o 5.0.2 e até o momento tudo ok.

          • Kamila

            A camera frontal dele é boa ou ruim gente? me ajudeeeeeeeeeeeem

  • Adri Nogueira

    Comprei o meu faz dois dias e só uma pergunta a frontal dele e normal ter um chuvisco?
    Tirando isso estou amando ele

    • Câmeras frontais costumam ser piores e, entre os efeitos disso, apresentar bastante ruído. Se você estiver tirando fotos em ambientes internos e/ou escuros, é normal. Agora, se essas fotos estão sendo feitas ao ar livre, de baixo do Sol, e mesmo assim o ruído fica muito forte, aí não é normal, não…

    • Josania Valdameri

      Sim, só bem na claridade ficará melhor, teste na luz do dia em ambiente externo, a câmera frontal é bem fraquinha mesmo.

  • Musclefit

    Tenho o meu a 4 meses adorei o aparelho top dos tops multitarefa um computador de bordo parabéns sony, minha duvida é referente a uma curvatura em uma escala pequena do corpo do aparelho é considerado normal?

  • gustavo

    Tem como trocar o estilo de fonte do xperia t2?

    • Josania Valdameri

      Tem sim

      • MissMaura Ferrute Nascimento

        e como faz pra mudar o estilo da fonte, por favor me responda via email. mauraffn@hotmail.com

        • Kamila

          Alguém sabe me dizer se a camera frontal dele é tão ruim assim ou é comparada com o moto g 2013?

  • naiara

    0 meu descarrega muito rápido já tentei configura ainda não conseguir continua descarregando rápido que raiva!

  • Gabriela

    O meu T2 não deixa os dois chips ativos… ou deixo um ou outro. Tem alguma configuração para resolver isso ou é um problema de fábrica?

    • Josania Valdameri

      Tem a configuração de dois chips e precisa estar habilitado para os dois, caso esteja e mesmo assim não reconhece, deve estar com problema, aproveite a garantia e leve a uma assistência.

  • Junior De Yhwh

    Rodrigo Ghedin, não conhecia esse site, mas posso dizer uma coisa, MATERIA PERFEITA, de grandississississima valia meu brother… PARABÉNS!!! Obs: Solvo nos favoritos jah!!!

  • tatiany abreu

    Tenho o T2 a um mês e estou gostando muito, tirando a câmera frontal todo o resto é o máximo… amei saber mais sobre o meu aparelho… Site bem explicativo e acabou tirando algumas dúvidas. Obrigada.

  • Thaynara

    A câmera frontal do Sony xperia T2 tem a imagem boa?

    • Miriam Cardoso

      A câmera frontal é um megapixel, de dia da p tirar boas fotos que ninguém diz q foi com a câmera frontal

    • Miriam Cardoso

      A câmera frontal é um megapixel, de dia da p tirar boas fotos que ninguém diz q foi com a câmera frontal

  • rafaela

    Oii, comprei um Xperia t2 mais a câmera frontal fica com mto chuvisco eh normal assim msm??

  • Renata Dias

    Ola alguem já testou com outro cartão de memoria sem ser o de 32gb?

  • Andre Lopes- Enigma Tattoo 2

    comprei um faz 3 semanas,depois de uma atualização do android que a propria sony disponibilizou não consigo mais usa lo sem passar raiva.
    um ano para abrir uma foto,acesso quase impossilvel as redes sociais etc….
    Alguem por favor tem uma solução????

    • Marcus Pimentel Marques

      Deve ser problemas na Atualização do Visu(Alguma coisa) o ícone é uma engrenagem

      Tenta atualizar – chegou outra

  • Raimundo Borges de Morars

    Péssimo nunca vi pior. Depois das atualizações para Android 5.0 a 5.1 os aplicativos nativos ficaram programados com a data de 31 de 12 de 1969 e depois passou a 31 de 07 de 1970. Já reclamei a Sony e só disseram que iam resolver. Sem se falar na memória interna que os aplicativos nativos tomam todos os espaços.

  • Marcus Pimentel Marques

    Eu tenho um.
    A câmera frontal é boa na hora de tirar
    Mas quando a foto é salva, ela fica muito esquisita

    Creio eu que é problema no Software que não soube aproveitar totalmente a câmera

    Aguardo respostas.

  • Lorena Flora

    Tô tentando me acostumar ao T2…com um dia de uso já travou…e sem os meus apps baixados…mas depois disso, tô gostando. Queria mudar a fonte dele…para todo o aparelho e não só o teclado. Alguem me ajuda? Pode responder por email, se quiser. lorenaflora@hotmail.com.com