Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

violência

Ao menos 36 morrem em tentativa de resgate no Egito

Vários homens armados morreram após atacar um comboio policial que transferia cerca de 600 prisioneiros da Irmandade Muçulmana para a prisão de Abu Zaabal, no norte da capital egípcia

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Pelo menos 36 pessoas morreram quando homens armados tentaram resgatar prisioneiros islâmicos neste domingo (18), numa troca de tiros com a polícia do Egito nos arredores de uma prisão no Cairo, afirmou a agência de noticias estatal Mena. De acordo com a agência, vários homens armados morreram após atacar um comboio policial que transferia cerca de 600 prisioneiros da Irmandade Muçulmana para a prisão de Abu Zaabal, no norte da capital egípcia.

O Ministério do Interior afirmou mais cedo que a transferência era feita porque os prisioneiros se rebelaram e tentaram escapar e que, para contê-los, usou gás lacrimogêneo. Uma autoridade de segurança afirmou que um policial foi feito refém e que ficou ferido. A polícia prendeu mais de mil manifestantes islâmicos desde a quarta-feira, 14, quando, com militares, deram início a uma sangrenta repressão aos que apoiam o presidente deposto Mohamed Morsi.

O ministério disse neste domingo que banirá grupos de manifestantes em vigília responsáveis pela criação dos autodenominados "comitês populares" nas ruas da capital. "O Ministério do Interior decidiu proibir a criação de comitês populares, utilizados por alguns para conduzir atos ilegais", disse, em nota.

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais