Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Robôs

Após Titanic, magnata australiano quer construir parque de dinossauros

Embora ainda faltem várias permissões legais, o magnata da mineração já encomendou da China 165 robôs de dinossauros que farão parte do luxuoso Palmer Coolum Resort

Parque teria como atrações réplicas robóticas de dinossauros, como o Tiranossauro rex |
Parque teria como atrações réplicas robóticas de dinossauros, como o Tiranossauro rex
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Após Titanic, magnata australiano quer construir parque de dinossauros

O excêntrico multimilionário australiano Clive Palmer, conhecido por financiar a construção de uma réplica do Titanic, planeja agora inaugurar na Austrália o maior parque de dinossauros do mundo, com robôs animados.

Embora ainda faltem várias permissões legais, o magnata da mineração já encomendou da China 165 robôs de dinossauros que farão parte do luxuoso Palmer Coolum Resort, que ocupa 150 hectares da cidade de Sunsine, no litoral nordeste da Austrália.

Entre os robôs animados que serão capazes de fazer barulho, movovimentar a cauda, se inclinar e piscar, estão réplicas de dinossauros de até 1.200 quilos e 20 metros de altura.

Um dos robôs mais espetaculares do parque será a réplica de um Deinosuchus, que tinha cerca de 15 metros de altura e pesava nove toneladas. A espécie é considerada um ancestral dos atuais crocodilos, perigosos animais que podem ser facilmente encontrados em território australiano.

"Apesar de alguns dos dinossauros terem um aspecto feroz, ao tocá-los o público terá a sensação de que foram seres tão adoráveis quanto os coalas", garantiu Bill Schoch, gerente do Palmer Coolum Resort, complexo de hotéis que pertence ao milionário.

Segundo a imprensa australiana, os fabricantes dos robôs já entregaram cerca de 50 exemplare e alguns deles foram colocados no Palmer Coolum, como as réplicas de um Tiranossauro Rex, que recebeu o nome de Jeff, e de um Omeissauro, animal que chegava a 15 metros de comprimento, batizado de Bones (Ossos).

"Se só viram Jeff e Bones, então ainda não viram nada", afirmou o magnata Clive Palmer em comunicado para divulgar a decisão de acelerar o processo de construção do parque.

Embora a companhia mantenha o nome em segredo, o gerente do resort confirmou que terá a ver com o sobrenome do excêntrico magnata, já que suas outras propriedades se chamam Palmer Golf, Palmer Grill e Palmer Motorama (museu de carros de época).

No entanto, a iniciativa de Palmer - cuja fortuna chega a US$ 795 milhões segundo cálculos divulgados em 2012 pela revista Forbes - encontra obstáculos na burocracia que envolve a solicitação de permissões às autoridades locais.

Russell Green, vereador da cidade de Sunshine, disse à emissora de rádio ABC, que o multimilionário está se arriscando demais por comprar os robôs dos dinossauros sem que o projeto tenha sido aprovado.

"O pessoal do conselho não começou a avaliar o projeto porque o senhor Palmer tem que fornecer a informação adicional que lhe foi pedida", disse Green.

Mas o excêntrico Clive Palmer - conhecido na Austrália por acusar a CIA de ajudar um movimento de ativistas ambientais a fechar a indústria do carvão - parece determinado a levar esse projeto até o fim.

Entre outras atividades paralelas que revelam sua personalidade está a construção de uma réplica idêntica (por dentro e por fora) do transatlântico Titanic, que afundou em abril de 1912 com cerca de 2.200 passageiros a bordo.

A versão de Palmer, que será feita na China, terá 270 metros de comprimento, 53 metros de altura e pesará 40 mil toneladas. O novo Titanic repetirá o trajeto do primeiro (Southampton - New York) e deve realizar sua primeira viagem em 2016.

Sobre a segurança de navio, Palmer disse à imprensa, que, "um dos benefícios do aquecimento global é que já não existe mais um grande número de icebergs no Atlântico Norte".

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais