Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

internacional

Lembre os fatos que marcaram o mundo no ano de 2009

 |
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Lembre os fatos que marcaram o mundo no ano de 2009

Diplomacia - Golpe em Honduras põe Brasil em sinuca

O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, é retirado de sua casa no dia 28 de junho e levado para uma base aérea nos arredores de Tegucigalpa, capital do país, de onde segue para a Costa Rica. Segundo os militares, o golpe de Estado teve como objetivo impedir a realização, no mesmo dia, de um plebiscito que poderia dar ao presidente a possibilidade de reeleição, o que é proibido pela Constituição. A crise toma rumos inesperados com o retorno secreto do presidente deposto ao país no dia 21 de setembro. Zelaya pede abrigo à Embaixada do Brasil, o que o deixa numa situação sem precedentes, já que não estava pedindo proteção para deixar o país, mas sim para permanecer nele. O presidente interino Roberto Micheletti pede que o Brasil entregue Zelaya à Justiça e decreta toque de recolher. Apesar disso, um dia depois da volta de Zelaya, milhares de seus simpatizantes entram em choque com as forças de segurança hondurenhas e duas pessoas morrem. Dezenas deles se refugiam nas dependências brasileiras. Na expectativa de receber abrigo no México, Zelaya passa o Natal na Embaixada brasileira, após os hondurenhos elegerem Porfirio Lobo presidente.

15 de janeiro - Herói do Hudson

Um A-320 da US Airways, que partira da Carolina do Norte, faz pouso de emergência no Rio Hudson, em plena Nova Iorque. Ninguém morreu e o piloto Chelsey Sullenberger é aclamado herói.

20 de janeiro - O 44º presidente

Barack Hussein Obama toma posse como primeiro negro a presidir os EUA e sucessor do presidente avaliado como um dos piores da história, George Walker Bush. Dois dias após a posse, Obama assina uma ordem executiva para o fechamento da prisão da base naval de Guantánamo, onde os EUA ainda mantêm perto de 250 acusados de terrorismo detidos sem julgamento. Em maio, ele restabelece as comissões militares de julgamento na prisão e, em novembro, compra penitenciária no estado do Illinois para transferir presos futuramente. Do Iraque, 12 mil soldados são retirados.

15 de fevereiro - Reeleição infinita

O venezuelano Hugo Chávez conquista em referendo o direito de se reeleger quantas vezes quiser. Referendo semelhante na Bolívia, onde o índio aimará Evo Morales se reelege em dezembro, aprova uma nova Constituição de teor indigenista.

11 de março - Tiroteio na Alemanha

Na pequena cidade de Winnenden, no sudoeste da Alemanha, um adolescente abre fogo em seu colégio, deixando 12 mortos. Tim Kretschmer foge em seguida e mata mais três antes de se suicidar.

19 de março - Incesto monstruoso

Josef Fritzl, o austríaco acusado de trancar sua filha Elisabeth num porão por 24 anos e ter com ela sete filhos, é condenado por unanimidade à prisão perpétua.

31 de março - Mais democracia

O ex-presidente argentino Raúl Alfonsín morre aos 82 anos de câncer no pulmão. Ele foi o primeiro chefe de Estado eleito após a última ditadura argentina, que ficou no poder até 1983.

2 de abril - Lula, o popular

“Esse é o cara. Eu adoro esse cara.” Barack Obama, na reunião do G20, em Londres, sobre o presidente Lula. A situação atrai a atenção mundial para o líder brasileiro, eleito “homem do ano” por diversos jornais e revistas.

3 de abril - Vítima brasileira

O vietnamita Jiverly Woong abre fogo contra pessoas que estavam na American Civic Association, um centro de assistência de imigração, em Binghamton, nos EUA, matando 13 antes de cometer suicídio. Dentre as vítimas estava o professor pernambucano Almir Olímpio Alves, de 43 anos.

7 de abril - 18 anos depois

Um painel da Suprema Corte do Peru condena o ex-presidente Alberto Fujimori a 25 anos de prisão pelos massacres de Barrios Altos (1991) e La Cantuta (1992).

7 de abril - L’Aquila treme

Pelo menos 150 pessoas morrem e 70 mil ficam desabrigadas após terremoto na cidade histórica de L’Aquila.

13 de abril - Cuba mais livre

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anuncia que os norte-americanos podem fazer viagens ilimitadas a Cuba e também transferências de dinheiro sem limites para familiares na ilha. Cerca de 1,5 milhão de cidadãos americanos têm parentes no país.

26 de abril - Onda de reeleições

O presidente do Equador, Rafael Correa, conquista um novo mandato e promete aprofundar sua “revolução cidadã” e levar o Equador mais rapidamente “rumo ao socialismo do século 21”, termo cunhado pelo colega Hugo Chávez.

20 de maio - Medo nuclear

O Irã testa o míssil Sajjil-2, capaz de atingir Israel, bases norte-americanas no Oriente Médio e a Europa, com alcance de cerca de 1.900 quilômetros. Cinco dias depois, a Coreia do Norte desafia a comunidade internacional ao conduzir teste nuclear subterrâneo.

12 de junho - Revolução verde

O presidente do Irã, Mahmud Ahmadinejad, é reeleito, mas a contagem muito rápida dos votos levanta suspeitas de fraude e dá início a fortes protestos da oposição. As manifestações antirregime voltam a ocorrer na última semana de dezembro.

25 de junho - Adeus ao rei do pop

O cantor Michael Jackson é levado às pressas ao hospital após uma parada cardíaca e morre um mês antes de uma série de 50 shows programados para Londres. O funeral, realizado 70 dias depois, reúne 20 mil pessoas.

28 de junho - Menos poder

Na Argentina, o partido Justicialista (peronista) da presidente Cristina Kirchner é derrotado nas eleições legislativas, ampliando a crise política no país.

29 de junho - Uma sobrevivente

Um Airbus A310 da companhia aérea estatal do Iêmen, a Yemenia Air, cai no arquipélago de Comores, no Oceano Índico com 153 pessoas a bordo. Uma adolescente de 14 anos sobrevive.

25 de julho - Pai dos pobres

O Brasil aceita a triplicação do valor das compensações pagas ao Paraguai pela cessão de energia excedente da usina de Itaipu. A vitória para o presidente Fernando Lugo acaba ofuscada por três contestações judiciais de reconhecimento da paternidade de crianças nascidas enquanto ele ainda era bispo católico.

4 de agosto - Operação de cinema

O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton convence a Coreia do Norte a libertar as jornalistas norte-americanas Euna Lee e Laura Ling, acusadas de entrar ilegalmente no país.

5 de agosto - Morte por hipotermia

O corpo do economista brasileiro Gabriel Buchmann é encontrado em montanha do Maláui, onde ele morreu supostamente por hipotermia após dias angustiantes de buscas.

15 de setembro - Sapatada e tortura

O jornalista iraquiano Muntadhar al-Zeidi, que atirou seus sapatos no então presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, em 2008, é libertado em Bagdá e denuncia ter sido torturado enquanto esteve no cárcere.

25 de setembro - Planos secretos

O Irã revela a construção de uma segunda usina de enriquecimento de urânio e coloca em dúvida as reais intenções de seu programa nuclear.

27 de setembro - Conquista pós-crise

A chanceler alemã Angela Merkel conquista um segundo mandato após bons resultados no combate à crise econômica.

9 de outubro - Nobel da Paz

Barack Obama ganha o Nobel da Paz, notícia que surpreende a comunidade internacional e a ele próprio. No discurso de recebimento, o presidente americano defende o envio de mais soldados ao Afeganistão.

3 de novembro - Morre Levi-Strauss

O antropólogo Claude Levi-Strauss, fundador da Antropologia Estruturalista, morre em Paris aos 100 anos.

5 de novembro - Fogo amigo

O major Nidal Malik Hasan, psiquiatra de 39 anos do Exército dos Estados Unidos, mata a tiros 13 colegas na base militar de Fort Hood (Texas).

23 de novembro - Visita controversa

Sob protestos, o presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, faz visita relâmpago ao Brasil e ganha apoio do presidente Lula para o seu programa nuclear com fins pacíficos. No período de pouco mais de um mês, o país recebe ainda o presidente de Israel, Shimon Peres, e da Autoridade Nacional Palestina, Mahmoud Abbas, um emblema do esforço nacional para liderar processos de paz.

7 a 18 de dezembro - Clima do futuro

O Brasil leva à Conferência do Clima de Copenhague o compromisso de reduzir suas emissões de gases de efeito estufa entre 36,1% e 38,9% e confirma liderança na área ambiental. O problema é que o encontro não resulta em qualquer decisão de peso e são os protestos de ambientalistas que ganham a cena, como o esqueleto de urso polar em bronze (foto) coberto em gelo e derretido em praça pública.

25 de dezembro - Suriname

Surinameses atacam garimpeiros brasileiros em Albina, no norte do país, deixando quatro feridos em estado grave, causando a perda de um bebê a uma mulher grávida e até 20 casos de estupro.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais