Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Violência

Mais de 300 pessoas morreram na quinta-feira na Síria

Dia foi o mais sangrento dos últimos 16 meses de revolta. Ao menos 139 civis, 98 soldados e 65 insurgentes morreram, segundo Observatório Sírio de Direitos Humanos

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Mais de 300 pessoas, em sua maioria civis, morreram na quinta-feira na repressão e nos combates na Síria, o maior balanço em 16 meses de revolta, segundo um balanço do Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) publicado nesta sexta-feira.

Ao menos 139 civis, 98 soldados e 65 insurgentes morreram, segundo esta organização não governamental com sede na Grã-Bretanha que obtém suas informações de uma rede de militantes na Síria. "É o maior balanço desde o início da revolta, sejam civis, rebeldes ou soldados", declarou à AFP Rami Abdel Rahman, presidente do OSDH.

O número mais elevado de mortes foi registrado em Damasco e em sua província, com 47 civis e 23 guerrilheiros mortos. Há seis dias ocorrem combates na capital entre o exército e os rebeldes.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais