Mundo

Fechar
PUBLICIDADE

Entrevista

Novo emissário se diz pouco confiante sobre fim do conflito na Síria

"Estou confiante em fazer o meu melhor, eu realmente farei o meu melhor", acrescentou Lakhdar Brahimi

 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Lakhdar Brahimi, novo mediador das Nações Unidas e da Liga Árabe na Síria, declarou nesta sexta-feira (17) que está pouco confiante quanto às suas chances de acabar com o conflito que destrói o país. Entrevistado pelo canal francês France 24 e consultado sobre a possibilidade do fim da guerra na Síria, Brahimi respondeu : "Não, eu não estou" confiante.

"Estou confiante em fazer o meu melhor, eu realmente farei o meu melhor", acrescentou o sucessor de Kofi Annan. "Pode ser que eu falhe, mas às vezes temos sorte e começamos a avançar", afirmou o ex-chanceler argelino, em entrevista à BBC.

"Espero que os sírios cooperem desde o início e que a comunidade internacional me apoie também", acrescentou Brahimi, repetindo o argumento de seu antecessor, que queria ver uma frente unida no Conselho de Segurança da ONU para convencer o presidente sírio, Bashar al-Assad, a pôr fim ao conflito.

O ex-enviado da ONU ao Afeganistão e ao Iraque, Lakhdar Brahimi anunciou que em breve estará em Nova York para se reunir com membros do Conselho de Segurança e com o secretário-geral, Ban Ki-moon.

"Eles me pedem para fazer este trabalho, mas se não me apoiarem, este trabalho não existirá, então estou ansioso para discutir com eles", disse Brahimi, 78 anos. "Eles estão divididos, mas, com certeza, podem encontrar um terreno comum", acrescentou o novo mediador.

A Rússia e a China são os últimos aliados de Damasco e se opuseram em três oportunidades às resoluções do Conselho de Segurança estabelecendo sanções contra o regime sírio, ao contrário dos países ocidentais, que apoiam os rebeldes.

Siga a Gazeta do Povo e acompanhe mais novidades

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE
Acompanhe a Gazeta do Povo nas redes sociais