PUBLICIDADE
eleição nos eua

Pesquisa causa estranheza ao mostrar Obama 13 pontos à frente

Pesquisa Bloomberg dá 53% das intenções de voto para Obama, contra 40% para Romney. A maioria das pesquisas mostra atualmente uma vantagem de no máximo dois pontos percentuais para um ou para outro

Após várias semanas de pesquisas nacionais mostrando empate técnico na disputa presidencial norte-americana, um levantamento divulgado nesta quarta-feira (20) causou estranheza ao apontar uma vantagem de 13 pontos percentuais do democrata Barack Obama, candidato à reeleição, contra o rival republicano Mitt Romney. A pesquisa Bloomberg dá 53 por cento das intenções de voto para Obama, contra 40 por cento para Romney, entre pessoas com intenção de votar. A maioria das pesquisas mostra atualmente uma vantagem de no máximo dois pontos percentuais para um ou outro candidato. Uma média feita pelo site RealClearPolitics.com aponta Obama com 46,6 por cento, e Romney com 44,4 por cento. A Bloomberg admitiu que seu resultado está muito diferente de outras pesquisas. A Reuters é concorrente da Bloomberg News. A própria campanha de Obama, que poderia explorar a boa notícia, questionou o resultado. "Se eu acho que temos uma vantagem de 13 pontos? Não", disse uma fonte da campanha democrata a jornalistas em Washington. Nas últimas semanas, Romney vem crescendo nas pesquisas e obtendo mais doações eleitorais que o rival. A campanha de Obama prevê que a disputa será acirrada, refletindo a aguda divisão nos EUA entre eleitores democratas e republicanos. Especialistas disseram que não há nada na amostra da Bloomberg que explique o resultado extraordinário. Chris Jackson, do instituto Ipsos, que faz pesquisas para a Reuters, explicou que eventualmente algum levantamento surge fora do chamado intervalo de confiança. "Parece na superfície que está tudo certo, então nosso palpite é que é uma daquelas pesquisas, os tais 5 por cento, que simplesmente dão resultados esquisitos", afirmou.

Avaliação A pesquisa da Bloomberg indica uma má avaliação do eleitorado acerca da gestão econômica feita por Obama, com seis em cada dez eleitores dizendo que o país vai na direção errada. Mas apenas 39 por cento veem Romney de forma favorável, enquanto 48 por cento o veem de maneira negativa. Segundo a Bloomberg, isso pode refletir o desgaste sofrido pelo republicano durante a longa disputa interna pela indicação partidária. A pesquisa da Bloomberg foi feita entre os dias 15 e 18 de junho pelo respeitado instituto Selzer & Co., de Iowa, junto a uma amostra de 1.002 norte-americanos maiores de 18 anos. O levantamento foi feito depois de Obama anunciar uma nova política que impedirá a deportação de centenas de milhares de jovens imigrantes ilegais, e enquanto Romney percorria de ônibus Estados estratégicos do Meio-Oeste. Entre os entrevistados, havia 734 prováveis eleitores, com uma margem de erro de 3,6 pontos percentuais para mais ou menos.

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO