Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

susto em londres

Uma pessoa é presa após atropelar pedestres em Londres

Segundo relatos iniciais, van atingiu pessoas que saíam de uma mesquita no norte da capital britânica

  • Da Redação, com agências
Ruas próximas ao ocorrido estão fechadas. Polícia não confirma atentado terrorista | Reprodução/@HayelKhazaal
Ruas próximas ao ocorrido estão fechadas. Polícia não confirma atentado terrorista Reprodução/@HayelKhazaal
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Um acidente com uma van deixou várias pessoas feridas no Finsbury Park, em Londres, na noite deste domingo (19). Segundo vários relatos, o veículo invadiu a região de Seven Sisters Road, no norte da capital inglesa, e atingiu um grupo de pedestres. Um homem foi preso. A polícia e outras equipes de emergência estão no local e várias ruas próximas foram fechadas.

Segundo testemunhas afirmaram ao jornal britânico Independent, a van saiu da rua em direção às pessoas que saíam de uma mesquita. No entanto, até o momento, a polícia londrina não confirma que a colisão foi intencional, tampouco que se trata de um ato de terrorismo. A área em que ocorreu o atropelamento não é considerada turística.

O caso acontece duas semanas após o atentado reivindicado pelo auto-proclamado Estado Islâmico na London Bridge, no último dia 14, que deixou oito mortos e 48 pessoas feridas.

Nos últimos três meses, o Reino Unido sofreu três ataques terroristas, que deixaram 32 mortos.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

  1. Michelle Martinez pode ficar até 70 anos na cadeia | Reprodução Fox News

    ESTADOS UNIDOS

    Mulher trans pode pegar até 70 anos de prisão após estupro de criança em banheiro

  2. Maduro disse que para governadores da oposição terem assumido mandato era simples, “acatar sim ou sim

    venezuela

    Maduro impede posse de governadores não aliados e oposição mostra evidência de fraude eleitoral

  3. Impasses envolvendo governo e oposição espanhola têm levado milhares de manifestantes para as ruas de Barcelona | PAU BARRENA/AFP

    SEPARATISMO

    Governo da Espanha e oposição concordam com eleição em janeiro na Catalunha

PUBLICIDADE