Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Enkontra.com
PUBLICIDADE

artigo

A Ucrânia e a comunidade internacional

  • Rostyslav Tronenko
 
0 0 COMENTE! [0]
TOPO

Neste dia 24 de agosto, o povo ucraniano comemora um dia muito importante: o dia da independência do país. Neste mesmo dia, em 1991, a Verkhovna Rada (Parlamento) da então República Socialista Soviética da Ucrânia aprovou a Declaração da Independência da Ucrânia, resultando no surgimento do Estado moderno ucraniano.

A proclamação da independência coroou uma luta de muitos séculos para que os ucranianos tivessem o seu próprio Estado e pudessem desenvolver livremente a cultura nacional, tornando-se membros da comunidade internacional.

O principal objetivo estratégico da Ucrânia é aderir à União Europeia como um membro de plenos direitos

A independência nacional trouxe ao povo direitos e liberdades individuais, colocando fim ao sistema totalitário e opressivo soviético. O estabelecimento de uma nova Ucrânia soberana passava simultaneamente pelo fortalecimento da democracia e da construção de uma economia de mercado socialmente orientada.

A Ucrânia tem uma contribuição significativa para o fortalecimento da paz e da segurança internacional, sendo o primeiro país no mundo a renunciar voluntariamente ao arsenal nuclear poderoso que havia herdado da União Soviética. Ao longo de duas décadas, temos sido participantes ativos de quase todas as principais missões de paz internacionais.

O principal objetivo estratégico da Ucrânia é aderir à União Europeia como um membro de plenos direitos. A esse propósito estão subordinados tanto esforços da política externa como reformas na política interna e socioeconômica, já implementadas no país. A grande conquista na integração europeia da Ucrânia é o Acordo de Associação com a UE – que, entre outros aspectos, prevê o funcionamento da Zona de Livre Comércio a partir de dia 1.º de janeiro de 2016.

Infelizmente, neste momento a Ucrânia é obrigada a adiar os seus sonhos de progresso, de avanços na economia e desenvolvimento por causa da agressão terrorista do país vizinho, que não aceita a realização desse sonho. Através da sua imposição neoimperialista, ele quer privar o povo ucraniano da sua liberdade, soberania e direito de escolha.

Felizmente, a Ucrânia conta com a comunidade de vários milhões de patriotas ucranianos no mundo, que sempre promovem ativamente a cooperação entre a sua pátria histórica e o país da sua residência atual. Os descendentes ucranianos no Brasil, que hoje somam mais de meio milhão de pessoas – a maioria delas no Paraná –, celebram na mesma data o Dia Nacional de Comunidade Ucraniana no Brasil. A comunidade ucraniana, ao longo desses 124 anos desde sua chegada ao Brasil, deu contributos importantes na cultura, na tradição e no desenvolvimento econômico brasileiros, honrando e dignificando também o nosso país. Um exemplo disso é a pêssanka ucraniana, um dos símbolos de grande orgulho do Paraná e da integração bem-sucedida desta comunidade na sociedade brasileira.

Rostyslav Tronenko é embaixador da Ucrânia no Brasil.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Opinião

  1.  | Albari Rosa/Gazeta do Povo

    Margaret Renkl

    A força visceral de uma hashtag

  2.  | Marcelo Camargo/Agência Brasil

    Editorial

    Temer escapou na CCJ, e provavelmente escapará também no plenário da Câmara

  3.  | Divulgação

    Editorial

    Arte, nudez e um debate distorcido

PUBLICIDADE