Haitiano de Curitiba vence concurso nacional do McDonald’s

Haitiano de Curitiba vence concurso nacional do McDonald’s O campeão da liga, Wanick Lima (ao centro), o gerente plantonista do restaurante, Jorge Luiz Nunes (à esq.), o Consultor de Operações de Franquia, Paulo Henrique dos Santos, o franqueado, Marcio Moreira, o diretor da regional SOU McDonald´s, Alexandre Chagas, a consultora de operações e franquia, Maria Ester Miranda, a franqueada, Daniela Moreira, a gerente operadora do restaurante, Josiani Cassia e a coordenadora de marketing da franquia, Ana Helena Pimenta. Foto: Divulgação.

O Haiti é um dos países mais pobres do mundo. Seus habitantes, pelo menos aqueles que nunca saíram da ilha caribenha, não sabem que gosto tem um Big Mac ou um simples cheeseburger da marca. Mas para o jovem haitiano Wanick Lima isso não foi problema. Ele acaba de vencer o primeiro campeonato de treinadores do McDonald’s Brasil, deixando para trás 1828 colegas de todo o país.

Funcionário de uma franquia em Curitiba desde julho de 2015, Wanick chegou ao Brasil sem saber falar português e mesmo assim foi contratado como atendente, contando com a ajuda dos colegas brasileiros e gerentes para aprender o idioma. Logo o rapaz se destacou. Em janeiro deste ano tornou-se treinador – profissional que orienta e acompanha os funcionários das lojas. Trata-se de uma das funções mais disputadas na rede.

Anualmente, a Arcos Dourados, maior franquia independente McDonald’s do mundo, investe R$ 40 milhões em treinamento e capacitação pessoal. O haitiano Wanick foi longe para quem nasceu num país que só conhece a multinacional do sanduíche pela televisão, e olhe lá.