Sobre Reinaldo Bessa

Sobre Reinaldo Bessa

Reinaldo Bessa pede café com leite sem lactose. Escolhe o charuto. Murmura qualquer coisa, sorri de canto. É jornalista desde a época que, em Jacarezinho, sua cidade natal, pensava em ser padre – o que não daria certo, “é claro”, diz, rindo. Lembra-se que, na adolescência, transcrevia as notícias das rádios nacionais que ouvia de madrugada para que os ouvintes da emissora em que trabalhava no interior tivessem conteúdo novo pela manhã. Nem dormia, animado. O amor pelo jornalismo sempre esteve lá.

É casado com Claudia Macioro Bessa há 34 anos. Pai de três filhos, ainda tem um “neto” que é seu xodó: Fidel, um bulldog francês pra lá de esperto, que o segue em todos os cantos. O nome é uma homenagem à sua paixão por charutos cubanos. Fidel o acompanha por onde for. Virou até o mascote da charutaria que frequentam semanalmente.

Em Curitiba, onde vive há 40 anos, Bessa atuou nas rádios Clube Paranaense; Capital e Exclusiva, entre outras; Rede OM de Comunicação; TV Paranaense (RPC). Nesta foi repórter, apresentador e âncora. Aliás, o primeiro âncora do Bom dia, Paraná, no começo dos anos 1980. Também passou pelos jornais O Estado de São Paulo/Agência Estado (sucursal de Curitiba); Jornal do Estado, Folha de Londrina e O Estado do Paraná. Ao lado de Claudia, criou o Jet Set, uma coluna social na televisão, que segue no ar há 18 anos no Paraná.

Em maio de 2001, assumiu o posto de colunista social da Gazeta do Povo, sendo um dos nomes mais antigos da casa. Firmou-se como referencial. Está de olho em tudo o que ocorre na cidade. Fala sobre sociedade, política, negócios, cultura e principalmente pessoas. Workaholic assumido, sempre se preocupou em colocar a agilidade da informação em primeiro lugar. Muitas notícias saíram antes em sua coluna do que em portais online. Já chegou a furar o próprio jornal. Com a entrada no mundo digital, passou a ter o tempo real em suas mãos, sem limitações de assuntos. A nova plataforma lhe abriu fronteiras, possibilitando dar todo tipo de notícia a todo o momento.

Mais do que um blog, a coluna Reinaldo Bessa deixa o papel para assumir seu posto no mundo virtual. Moderno, instantâneo e prático, hoje está, acima de tudo, respaldado pela nova estrutura da Gazeta do Povo, sem fronteiras. Exageros à parte, nesses 16 anos no papel, já disseram que nada acontecia em Curitiba se não passasse por sua página. Se depender dele, vai continuar sendo assim.

Um pouco de tudo está aqui. Seja bem-vindo.