Blog / 

Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Artigos

O socialismo já foi tentado nos Estados Unidos

0

Por Heitor Machado, publicado pelo Instituto Liberal

Pouca gente sabe, mas o socialismo já foi tentado nos EUA.

No dia 13 de agosto de 1607, a Virgínia Company lançou sua primeira empreitada em terras americanas. Você deve ter aprendido que era o início de uma Colônia de Povoamento, eu também aprendi, mas não era exatamente essa a intenção da companhia. Eles queriam o mesmo sucesso que a Espanha e Portugal tinham em suas colônias mais ao sul com extração de ouro, prata e outros artigos valioso e escassos na Europa. Diferentemente dos países latinos, a Coroa Inglesa decidiu que a exploração seria feita por um monopólio de uma empresa privada, os modelos espanhóis e portugueses eram de empreender os negócios por dentro da estrutura burocrática. O leitor deve estar pensando que eu vou agora defender o modelo privado em detrimento do estatal. Ledo engano, jovem! A Virginia Company era um monopólio assegurado por lei e tinha tanto poder quanto qualquer estado teria.

A administração trouxe algumas pessoas chamados de peregrinos, nada de intelectuais, ricaços ou nobres, os peregrinos, assim como a maioria dos imigrantes, foram na direção esquerda do Oceano porque era o máximo que poderiam ter da sua vida. A maioria deles eram famílias muito pobres, mendigos ou criminosos que ao ir para a terra nascente teriam seu crime perdoado. Basicamente, pessoas sem qualquer outra opção. A essas pessoas, já em terras americanas, a Virginia Company optou por não dar qualquer tipo de direito de propriedade. O comércio era proibido, toda a produção era 100% confiscada, qualquer comunicação com nativos também não era bem-vinda e todos esses “delitos” eram prontamente punidos com a forca. Qualquer semelhança com a Best Korea não foi intencional.

De 1607 a 1611, as colheitas eram seguidamente piores que as anteriores. Os relatos são de homens obrigando as mulheres a trabalharem mais e ficarem bebendo até não aguentar mais. Em 1610 foram relatados casos de canibalismo devido ao período de fome e ao rigoroso inverno que destruiu a maior parte do que foi plantado. Estupros eram comuns e os assassinatos não eram mais punidos de tanto que ocorriam.

Em 1611, Sir Thomas Dale foi nomeado como novo administrador da colônia da Virgínia. Ele buscou mudar um pouco as coisas. Deu título de propriedade às pessoas, um pedaço de terra que pertencia a uma família, e estabeleceu que a partir daquele momento o comércio seria permitido e toda colheita era propriedade da pessoa que poderia vender o excedente. Em 1621, 10 anos depois dessa nova administração, os peregrinos simplesmente não tinham o quê fazer com o excesso de comida. É bom lembrar que faltavam 300 anos para a invenção da geladeira. Então decidiram fazer uma festa, celebrando entre os companheiros e dividindo de forma voluntária a sua farta refeição para não haver desperdício. Aproveitaram para agradecer ao Senhor a excelente colheita que tiveram. Esse dia ficou conhecido como Thanksgiving Day.

Desde aquela época, se percebeu o problema de incentivos em uma propriedade coletiva e o que ocorre quando as pessoas perdem o direito ao fruto do seu trabalho. Mas foi só 300 anos depois que Ludwig Von Mises comprovou academicamente que a abolição da propriedade privada causa a escassez.

PUBLICIDADE

Sobre / 

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Loading Facebook Comments ...
Loading Disqus Comments ...

Saiba Mais

Arquivos

informe seu email e receba nosso conteúdo gratuito