Blog / 

Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Artigos

Star Wars anticapitalista? Poupe-me!

O crítico de cinema Pablo Vilaça, mais conhecido como militante esquerdista, resolveu usar “Star Wars” para atacar o capitalismo. Sim, um dos produtos mais bem-sucedidos do capitalismo foi utilizado pelo “especialista” como arma contra o próprio “pai”. Vilaça, para quem não sabe ou não lembra, é aquele que chamei de “moleque irresponsável” por tentar me difamar sem provas com coisa séria. Prova que continua apenas um moleque…

Seu comentário sobre o último filme da saga foi de lascar, e se gerou suspiros de emoção naqueles que precisam odiar o capitalismo para dar sentido a suas vidas medíocres, produziu reação também naqueles que pensam ou que buscam conhecer os fatos. A turma do canal Os Neoliberais, por exemplo, ridicularizou Vilaça com uma só imagem, mostrando o “ódio” que George Lucas sente pelos símbolos capitalistas:

Já Diogo Costa, da fundação Indigo (ligada ao Livres), esfregou na cara de pau do “crítico de cinema” alguns dados que certamente ele desconhece:

Ainda não vi o último filme, e estou ansioso para fazê-lo o quanto antes. Até reconheço que, nos mais recentes episódios, há uma concessão ao politicamente correto, ao “multiculturalismo” e coisas do tipo. Mas para quem era fã décadas atrás da saga, está bem claro que os rebeldes lutavam contra um império cruel, contra o poder estabelecido, contra… o estado totalitário que asfixiava a liberdade individual!

Só mesmo alguém como Vilaça, defensor do PT e do PSOL, poderia enxergar ataque ao capitalismo nisso! Aliás, só mesmo no capitalismo alguém medíocre como Vilaça poderia ter condições para viver de “crítica de cinema”. Como nem todos têm a elegância ou a paciência de Diogo Costa, alguns foram mais diretos, como no caso de Flavio Morgenstern:

Ouch! A verdade dói. Vilaça é um “zero à esquerda”, alguém incapaz de fazer uma crítica mais profunda, séria, sobre qualquer coisa que seja. Sua “análise” é tomada pela ideologia, pelo sensacionalismo barato, pelo vitimismo boboca.

Confesso ao leitor: acho que era melhor quando Vilaça tentava só difamar liberais e conservadores com mentiras. Quando ele tenta bancar o crítico de cinema, sai de baixo!

Rodrigo Constantino

PUBLICIDADE

Sobre / 

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

Arquivos

informe seu email e receba nosso conteúdo gratuito