Blog / 

Rodrigo Constantino

Um blog de um liberal sem medo de polêmica ou da patrulha da esquerda “politicamente correta”.

Cursos

9 passos para o Brasil voltar a crescer

Nova Matriz Macroeconômica é o nome da linha “desenvolvimentista” adotada pelo governo do PT, que na verdade foi um grande conjunto de erros e equívocos, levando aos caos econômico que vivemos hoje. Em linhas gerais, segue um pequeno resumo: 

Onde o governo errou

  • Ausência de reformas estruturais (tributária, trabalhista, previdenciária);
  • Excesso de intervencionismo na economia (controle de preços, quebra de contratos, juros derrubados na marra);
  • Acelerada expansão de gastos públicos e crédito;
  • Negligência com a inflação;
  • Malabarismos contábeis (perda de credibilidade);
  • Seleção de “campeões nacionais” via BNDES (investimento em lobby em vez de produtividade);
  • Priorizar estímulo ao consumo calcado no endividamento das famílias;
  • Demora para fazer leilões de privatização para investimento em infraestrutura, além de formato ineficiente;
  • Ideologização do Mercosul “bolivariano”;

Ou seja, o governo agiu como uma cigarra que foi irresponsável ao pensar que o verão duraria para sempre – então o inverno chegou.

Agora, sabendo onde escorregamos e conhecendo as boas teorias econômicas, é fácil entender quais passos devemos adotar para reverter o quadro e recolocar o Brasil nos trilhos: fazer justamente o oposto disso tudo.

O que deve ser feito, com base na boa economia:

  1. Aprovar as reformas estruturais, principalmente a previdenciária, para estancar a sangria dos gastos públicos;
  2. Reduzir o grau de intervenção na economia, abolindo o controle de preços e permitindo que o mercado os defina;
  3. Cortar despesas públicas e reduzir o papel dos bancos estatais na oferta de crédito;
  4. Dar autonomia operacional para o Banco Central efetivamente perseguir o centro da meta de inflação;
  5. Adotar maior transparência nas finanças públicas, interrompendo as pedaladas;
  6. Parar de usar o BNDES para selecionar os campeões nacionais, permitindo o desenvolvimento do mercado de crédito de longo prazo da iniciativa privada;
  7. Não estimular o consumo irresponsável das famílias, o que pode render votos pela sensação de enriquecimento imediato, mas que cobra um alto custo com a inadimplência depois;
  8. Voltar a apostar nas privatizações, principalmente nos setores de infraestrutura;
  9. Fechar acordos bilaterais de livre comércio, em especial com Europa e Estados Unidos, saindo da camisa de força ideológica do Mercosul.

O governo Temer tem apontado na direção certa em muitos desses pontos, mas ainda é cedo para dizer se terá a coragem de seguir adiante na velocidade e magnitude necessárias.

Sabemos que não há escapatória, nem existe milagre. Ou o governo resolve dar esses passos com determinação, ou não vamos crescer de forma sustentável.

Como cheguei a essas conclusões? Para entender as causas da crise, os danos da nova Matriz Econômica e as soluções possíveis, basta ter um conhecimento básico sobre economia.

Esse conhecimento está em um curso, ministrado por mim, chamado “Bases da Economia – Entendendo o funcionamento do mercado”.

Ao compreender como a economia funciona, você também será capaz de proteger seus investimentos contra as muitas decisões equivocadas que são tomadas por nossos governantes.

Para saber mais sobre o curso, basta clicar aqui.

Rodrigo Constantino

PUBLICIDADE

Sobre / 

Rodrigo Constantino

Economista pela PUC com MBA de Finanças pelo IBMEC, trabalhou por vários anos no mercado financeiro. É autor de vários livros, entre eles o best-seller “Esquerda Caviar” e a coletânea “Contra a maré vermelha”. Contribuiu para veículos como Veja.com, jornal O Globo e Gazeta do Povo. Preside o Conselho Deliberativo do Instituto Liberal.

Saiba Mais

Arquivos

informe seu email e receba nosso conteúdo gratuito