PUBLICIDADE
Oresten passou a tomar cuidados depois que a pressão baixou durante uma corrida sem reidratação |
Oresten passou a tomar cuidados depois que a pressão baixou durante uma corrida sem reidratação
Hipotensão

Água é o “remédio” quando a pressão cai

Episódios decorrem de situações como calor excessivo e desidratação. Riscos não são iguais aos da hipertensão, mas exigem cuidados

Texto publicado na edição impressa de 18 de outubro de 2010

Tontura, visão turva, dor de cabeça, sudorese fria, sonolência, fraqueza e até desmaio são alguns sintomas da hipotensão, a popular “pressão baixa”. Ao contrário da hi­­pertensão, que pode levar a consequências sérias como o infarto, raramente as pessoas com pressão menor do que 12 por 8 têm alguma doença séria associada. Em geral, os episódios estão ligados a fatores ambientais, como calor excessivo ou falta de hidratação. “A temperatura alta causa uma dilatação dos vasos sanguíneos, o que faz os ní­­veis de pressão caírem”, explica o car­­diologista clínico da Santa Casa de Curitiba, Francisco Maia da Silva.

É nessas situações que o engenheiro mecânico Luís Fernando Oresten, cuja pressão costuma estar na casa dos 10 por 8, precisa tomar cuidado. “Uma vez fui correr e estava muito quente. Acabei não bebendo água e cheguei em casa passando mal, com muita tontura. Agora procuro não me descuidar”. A hidratação, a propósito, é a principal atitude a ser tomada para manter normais os níveis de pressão. “O que resolve nos casos de queda súbita de pressão é tomar muita água”, orienta a clínica-geral do Hospital Nossa Senhora do Pilar, Mirella Analía Perez Massolo.

De acordo com o cardiologista da Santa Casa, o biotipo da pessoa também tem relação com a pressão arterial. “Pessoas de baixa estatura e magras geralmente têm a pressão menor. Pacientes com pressão 9 por 5 convivem sem nenhum sintoma ou patologia”, explica. Mudança de altitude é outro fator que diminui os níveis de pressão. “O fato de uma pessoa estar em uma cidade e ir para o nível do mar já pode levar à diminuição dos níveis”, esclarece o cardiologista do Hospital Israelita Albert Einstein, Marcos Knobel.

Doenças como embolia pulmonar, choque séptico e insuficiência cardíaca podem ter como reflexo a pressão baixa, mas nunca isoladamente. A insuficiência, por exemplo, sempre leva à falta de ar e muito cansaço. “A baixa pressão arterial, nesses casos, é consequência da doença aguda e não um sintoma”, esclarece Mirella. Segundo a médica, existem ainda pessoas com a chamada hipotensão ortostática (a pressão diminuiu rapidamente com mudanças bruscas de posição). “Alguns pacientes se machucam e desmaiam. Nesses casos, é feita uma investigação maior e a orientação é nunca levantar-se rapidamente.”

A queda de pressão arterial não deve ser confundida com a diminuição dos níveis de glicose no sangue, que acontece quando se fica um longo período em jejum. “A baixa da glicose pode levar a diminuição da pressão, mas não é uma re­­gra. É muito variável e depende do organismo da pessoa”, salienta Knobel.

Cuidados

Quem tem pressão baixa ou teve uma queda súbita deve aumentar a ingestão de líquidos, como água e bebidas isotônicas, não mudar de postura bruscamente e evitar calor excessivo. A ingestão de sal nesse momento também pode ser aumentada. Atividade física ajuda a deixar a pressão controlada. “O exercício tonifica os vasos e a musculatura, gerando uma resistência maior a ter uma queda súbita”, frisa o cardiologista Marcos Knobel. Nunca se deve fazer uso de medicamentos para aumentar a pressão sem orientação médica.

O cardiologista Francisco Maia da Silva ressalta, ainda, que não há necessidade de manter um aparelho para medição de pressão em casa. “Tem pessoa que fica escrava. Meça a pressão quando houver necessidade e procure avaliação médica caso os episódios sejam muito frequentes.”

PUBLICIDADE
    • SELECIONADO PELO EDITOR
    • Minha pressão é muito baixa eu me sinto com um calor frio, tontura até enjoos . Ela baixa de repente e muito 4.6 uma vez quase morri .Fiquei muito pálida. tomei bastante soro ate voltar ao normal . - Emiliane Knowles - 10/11/2014 11:33:41
    • NOTÍCIAS MAIS COMENTADAS
    • QUEM MAIS COMENTOU
    Assine a Gazeta do Povo
    • A Cobertura Mais Completa
      Gazeta do Povo

      A Cobertura Mais Completa

      Assine o plano completo da Gazeta do Povo e receba as edições impressas todos os dias da semana + acesso ilimitado no celular, computador e tablet. Tenha a cobertura mais completa do Paraná com a opinião e credibilidade dos melhores colunistas!

      Tudo isso por apenas

      12x de
      R$49,90

      Assine agora!
    • Experimente o Digital de Graça
      Gazeta do Povo

      Experimente o Digital de Graça!

      Assine agora o plano digital e tenha acesso ilimitado da Gazeta do Povo no aplicativo tablet, celular e computador. E mais: o primeiro mês é gratuito sem qualquer compromisso de continuidade!

      Após o período teste,
      você paga apenas

      R$29,90
      por mês!

      Quero Experimentar
    VOLTAR AO TOPO